Procure no JP

terça-feira, 25 de março de 2008

Oeste se aproxima do G8 com a vitória em Santos

Olá,

Continuando com a cobertura do Paulistão da Série A2, depois de conferir um jogão no sábado em Americana, no domingo pela manhã desci a Serra do Mar em direção à quentíssima cidade de Santos, para acompanhar no Estádio Ulrico Mursa, a partida A.A. Portuguesa x Oeste F.C. da cidade de Itápolis que valeu pela décima sexta rodada da primeira fase do campeonato.

Com o afunilamento da competição e pela pequena diferença de pontos entre as equipes na tabela de classificação, as partidas acabam ganhando uma importância muito grande, transformando cada jogo em quase uma decisão e, nessa partida, a situação não era diferente, pois o vencedor poderia continuar sonhando com a classificação à fase semifinal, enquanto o perdedor permaneceria próximo às últimas colocações correndo risco de rebaixamento.

Como tem sido praxe aqui no JP, começo apresentando os times e os árbitros nas fotos abaixo que novamente são EXCLUSIVAS.


A.A. Portuguesa - Santos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Oeste F.C. - Itápolis/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Luciano Guilherme Coelho, seus assistentes Carlos Alberto Funari e João Edilson de Andrade, além do quarto árbitro Leandro Bizzio Marinho. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar do forte calor, o jogo começou num ritmo bem animado com a Portuguesa Santista tentando sair logo de cara para o campo de ataque, porém rapidamente foi possível perceber que o Oeste iria ser um osso duro de roer. Nos primeiros dez minutos a Briosa chegou poucas vezes ao setor ofensivo mais na base do entusiasmo do que com jogadas trabalhadas.


Tentativa de ataque da Briosa pelo lado esquerdo. Foto: Orlando Lacanna.

Logo aos 13 minutos o time do interior teve o seu atleta Peaberu expulso de campo e isso poderia indicar um pouco mais de facilidade para o time santista, mas não foi o que aconteceu, pois o time não se encontrava em campo e errava muitos passes, além de chutar pouco ao gol adversário, mas mesmo assim a Portuguesa teve uma boa oportunidade no finalzinho do primeiro tempo com o atacante "furando" na cara do gol. Antes desse lance, o time de Itápolis teve sua chance que também não foi aproveitada e por conta disso, o empate em branco perdurou até o fim da primeira etapa.


Confusão na área do Oeste com a Briosa não conseguindo concluir. Foto: Orlando Lacanna.


Defesa do goleiro Kiko da Portuguesa. Foto: Orlando Lacanna.

No decorrer do intervalo, além da busca pelo precioso líquido, deixei o gramado para ir me instalar numa das cabines de imprensa para fugir do calor infernal do meio-dia. Partida reiniciada e novamente a Briosa tomou iniciativa de ir ao ataque e ao 10 minutos perdeu boa chance para abrir o placar, numa bela jogada de Edson Souza que mandou a bola contra o travessão e no rebote o goleiro Gledson do Oeste praticou importante defesa.


Cruzamento passeando pela área do Oeste sem aproveitamento pelo ataque luso. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 20 minutos o zagueiro Diogo Augusto da equipe santista foi expulso, igualando as duas equipes com um atleta a menos. Ao longo dessa etapa ficava a impressão de que a Portuguesa poderia jogar até o dia seguinte que não conseguiria abrir o placar, enquanto o Oeste, jogando com mais tranqüilidade e inteligência poderia chegar à marcação do seu gol a qualquer momento.


Outro cruzamento não aproveitado pelo ataque santista. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 35 minutos aconteceu o que a torcida lusa mais temia, ou seja, o Oeste chegou ao seu gol marcado pelo avante Cortez que fez o giro rápido em cima do zagueiro e fuzilou o arqueiro Kiko que se esticou todo, mas não conseguiu evitar que a bola fosse para o fundo da sua meta.


Momento exato do gol da vitória do Oeste. Foto: Orlando Lacanna.

Após ter sofrido o gol, as coisas ficaram ainda mais difíceis para os donos da casa que não conseguiam arquitetar uma jogada que fosse para tentar pelo menos o empate, desagradando os 593 espectadores que protestavam com veemência.

Quando o árbitro trilou o apito pela última vez, o placar apontava Portuguesa Santista 0 - 1 Oeste que fez com quê o time de Santos caísse uma posição na tabela de classificação (da 12ª para a 13ª), se aproximando perigosamente da zona de rebaixamento, ao passo que o time de Itápolis, apesar de permanecer na mesma posição (9ª), conseguiu chegar bem próximo ao G8, estando apenas a um ponto do oitavo colocado. O time rubro-negro mereceu a vitória e poderá chegar à semifinal.

Fim de jogo e início da subida da Serra do Mar para chegar em São Paulo e curtir um almoço de Páscoa em família. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário