Procure no JP

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Em jogo heroico, Mauaense vira em cima do CAD e sobe pra terceiro

Fala pessoal!

No último sábado vivi mais um daqueles dilemas que acontecem quando vários jogos estão marcados para o mesmo dia e horário. No primeiro cronograma que montei a ideia era ir até Osasco para o jogo Audax x Guarani, peleja em que a única certeza era que aconteceria uma grande goleada. Tudo seguia bem até a televisão aparecer na jogada e quebrar meu esquema.

O jogo do querido Bernô passou da noite de sexta para a noite de sábado, e por conta dessa alteração de última hora fui "obrigado" a acompanhar na parte da tarde o encontro entre o CA Diadema e o Grêmio Mauaense, valendo pela segunda rodada do returno do Grupo 3 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O palco do duelo foi o Baetão, estádio aonde o CAD vem mandando suas partidas no certame.

Esse foi apenas o quinto confronto entre os dois times na história. Nos anteriores, aconteceram duas vitórias do CAD, uma da Locomotiva e um empate. Em 2015 os dois vem fazendo campanhas medianas, mas como o Grupo 3 está um bololô só (excluindo apenas São Bernardo, Jabaquara e ECUS desse balaio), ambos lutam por uma vaga na próxima fase.


CA Diadema - Diadema/SP. Foto: Fernando Martinez.


GE Mauaense - Mauá/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times junto com o árbitro Marcos Cesar Philomeno e os assistentes Claudio Roberto da Costa e Diego Morelli de Oliveira. Foto: Fernando Martinez.

Acabei perdendo um 15x0 - sim, esse foi o placar do jogo feminino em Osasco - mas menos mal que vi um jogaço de futebol no gramado sintético do estádio bernardense. A peleja começou equilibrada e foi o CAD quem abriu o placar aos sete minutos. A Locomotiva saiu errado e a bola sobrou para Matheus Gomes. Ele recebeu um belo passe entre os defensores e tocou na saída do goleiro.

A partir daí só deu Grêmio Mauaense. A equipe ficou quase o tempo todo com a bola nos pés, só que chance clara de gol de verdade não teve. A zaga do CAD trabalhou de forma segura e somente nos minutos finais do tempo inicial o Grêmio começou a incomodar de verdade.

Aos 38 minutos o camisa 10 Lucas Gomes teve a melhor chance do time de Mauá. Ele avançou sozinho pelo campo defensivo do CAD mas, cara-a-cara com o veterano goleiro Paulão, chutou em cima do camisa 1. No melhor esquema do "quem não faz, toma", o castigo veio a cavalo no lance seguinte.

Paulão jogou a gorduchinha para o lateral esquerdo do Diadema. Ele viu Neizinho livre no ataque e fez um lançamento sensacional. O camisa 10 recebeu, matou com classe e tocou com MUITO estilo, encobrindo o desesperado goleiro visitante. Só jogando na boa, o CAD abria uma importante vantagem.

Nos poucos minutos restantes, por pouco, muito pouco, o Mauaense não diminuiu o marcador. No derradeiro minuto aconteceu a chance mais sensacional. A bola foi alçada na área e um dos atacantes da Locomotiva tocou de cabeça. A pelota entraria milimetricamente no ângulo esquerdo, mas Paulão subiu no terceiro andar e fez um milagre. No rebote, Allan chutou na lua.


Atleta da Locomotiva arriscando chute no começo da peleja. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do CA Diadema. Foto: Fernando Martinez.


Detalhe do lance mais importante do tempo inicial, aonde o goleiro Paulão fez milagre. Foto: Fernando Martinez.


Outra oportunidade clara de gol para o Mauaense. Foto: Fernando Martinez.

Mas se nada deu certo no primeiro tempo, no segundo a história foi muito diferente. O Grêmio voltou disposto a tirar a nhaca rapidinho e encurralou completamente o time "local" no seu campo de defesa desde os primeiros movimentos. Não demorou para essa pressão dar resultado.

Aos oito minutos o GEM armou um contra-ataque preciso pela esquerda que terminou com o chute de fora da área de Clécio. Ele conseguiu tirar de Paulão e colocou a pelota no canto esquerdo. Dois minutos depois Caio quase deixa tudo igual numa cabeçada que tirou tinta da trave. Aos doze veio o empate num belíssimo tiro da intermediária do camisa 5 Cláudio. Golaço e tudo igual no Baetão.

Com o 2x2 o CAD tentou ficar mais tempo com a bola no pé e a Locomotiva sossegou um pouco o ímpeto ofensivo. Aos 25 minutos por muito pouco o onze diademense não faz o terceiro numa cabeçada à queima-roupa defendida de forma inacreditável por Edvando. Depois desse lance, o Mauaense voltou a jogar melhor.

Nos minutos finais os visitantes tiveram duas ótimas oportunidades em lances frente a frente com Paulão, mas o arqueiro foi bem em ambas e fez a defesa. Só que aos 41 minutos não teve jeito para o Diadema e o Grêmio anotou a virada. Depois de um escanteio pela direita, um dos atacantes cabeceou na trave. No rebote, a zaga vacilou e a pelota sobrou livre para Luiz Carvalho aparecer livre para completar.


Disputa de bola dentro da área do CAD. Foto: Fernando Martinez.


Lucas Gomes seguindo sem marcação pelo setor ofensivo do Diadema. Foto: Fernando Martinez.


Bola dentro do gol no terceiro gol do Mauaense. Foto: Fernando Martinez.


Comemoração dos atletas e da torcida da Locomotiva... entre eles o amigo Luiz Fôlego. Foto: Fernando Martinez.


Outra grande oportunidade de gol desperdiçada pelo time visitante. Foto: Fernando Martinez.

A heroica virada visitante fez a partida terminar com o placar de CA Diadema 2-3 Mauaense. O emocionante triunfo colocou a Locomotiva em terceiro lugar do Grupo 3 com 16 pontos, mesma pontuação da Briosa, só que com vantagem para a equipe da Grande São Paulo por conta do maior número de vitórias. O CAD está em nono com nove pontos.

Esses 90 minutos foram geniais, mas a jornada futebolística em São Bernardo do Campo estava longe de terminar, pois ainda faltava a sessão noturna. Teve líder em campo também no Baetão.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário