Procure no JP

terça-feira, 18 de novembro de 2014

GEO sai na frente do Ituano na semi do Paulista sub20

Fala, rapaziada!

Depois de mais de seis meses de bola rolando, no sábado passado começou a fase semi-final do Campeonato Paulista sub20 da 1ª divisão. Com dois jogos na Grande São Paulo, escolhi ir até a cidade de Osasco para o confronto entre o Grêmio local e o Ituano no belíssimo Estádio Cidade de Deus, o terceiro entre eles - o Galo venceu os outros dois - em 2014.

Fazendo uma competição impecável até aqui, o rubro-negro interiorano perdeu apenas uma partida antes desse jogo e passou de vento em popa da primeira fase até as quartas de final do certame. Com dez pontos conquistados a mais do que seu rival dessa semi, o time sem dúvida era o favorito para conquistar a vaga na decisão.


Grêmio E Osasco - Osasco/SP. Foto: Fernando Martinez.


Ituano FCL - Itu/SP. Foto: Fernando Martinez.

É, só que o GEO guardou suas melhores apresentações justamente para o mata-mata. Nas duas primeiras fases o time fez apenas o suficiente para se classificar, mas nas oitavas eliminou o poderoso São Paulo e nas quartas despachou o XV de Piracicaba com duas vitórias. A expectativa era de um grande jogo.


Trio de arbitragem e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Junto comigo, o quarteto composto por Cosme, Colucci, Mílton e Pucci também foi ao campo do Bradesco curtir o feriado de 15 de novembro com uma sessão de bom futebol. A temperatura era muito agradável e exatamente às 16 horas o duelo começou. Os primeiros 15 minutos foram de total equilíbrio e a peleja ficou concentrada no meio-campo.


No início a marcação ituana deu resultado e o GEO demorou para conseguir criar boas chances. Foto: Fernando Martinez.

Com o primeiro terço do tempo inicial completado, o Grêmio Osasco passou a jogar melhor e dominou totalmente as ações ofensivas. O primeiro gol saiu aos 21 minutos com Diego aproveitando rebote do arqueiro ituano. Aos 38, em mais uma bola rebatida pelo camisa 1, Henrique Silva fez o segundo.


Saída do Grêmio para o ataque. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do time osasquense pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

O time visitante jogava muito mal mas diminuiu a contagem com o gol de cabeça de Leonardo aos 41. O tempo inicial acabou assim e então resolvi ir ver o jogo "do alto" nas arquibancadas. Na segunda etapa o GEO voltou de forma avassaladora e não deu o menor espaço para o Ituano. Os donos da casa chegaram fácil aos 4x1 com Henrique Silva aos 13 e Samoel Pizzi aos 16.


No começo do tempo final só deu Grêmio Osasco. Foto: Fernando Martinez.


Boa chance do Ituano pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Estava fácil demais, e graças a essa enorme vantagem a concentração dos jogadores locais foi pro saco. O grito de "olé" da torcida empolgou demais os atletas e o Ituano acordou. Se o pessoal da Cidade dos Exageros estivesse com o pé mais calibrado, a situação do GEO poderia ter se complicado muito.


Pênalti bem cobrado por Clayson e segundo gol do Ituano. Foto: Fernando Martinez.


Escanteio perigoso para o Galo. Foto: Fernando Martinez.

Para a sorte do Grêmio, o escrete de Itu fez apenas mais um gol, marcado em cobrança de pênalti de Clayson aos 29 minutos. Não seria exagero nenhum se os visitantes tivessem pelo menos feito o terceiro. Como não o fizeram, o placar ficou mesmo em Grêmio Osasco 4-2 Ituano.

Os osasquenses agora vão jogar no Novelli Junior com a vantagem de poder perder por um gol de diferença para se garantir na final. Caso o antigo FAI vença por dois gols, ele que estará na decisão contra Corinthians ou São Caetano. Independente dos vencedores, já é certo que teremos uma final inédita.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário