Procure no JP

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Leão centenário estreia sem motivos para comemoração

Salve amigos!

Com duas opções de jogo pela Baixada na abertura do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, preferi o Estádio Espanha, para ver o encontro entre Jabaquara e Mauaense, ao clássico praiano em Ulrico Mursa. O motivo não poderia ser mais nobre, afinal seria a primeira partida oficial do time rubro amarelo no ano em que completa 100 anos de existência.

Contei com a companhia de um desanimado Emerson Ortunho e um sol inconveniente. Eu ODEIO jogos pela manhã, principalmente aos domingos, quando meu corpo quase sempre está ainda sob os efeitos dos excessos da noite anterior.


O infalível Seu Hilário marcou presença na Caneleira. Foto: Estevan Mazzuia.

O prejuízo aos amigos do JP foi grande: ficamos sem as fotos oficiais da partida, mas o registro da peleja não poderia faltar! O maior destaque negativo é que a efeméride parece não haver motivado o simpático e tradicional clube santista: a única alusão foi vista no surpreendente e inédito placar da Caneleira. Equipamento que de nada serviu, visto que permaneceu abandonado durante a partida.


O primeiro placar da história da Caneleira, fazendo alusão ao Centenário, nem foi utilizado. Foto: Estevan Mazzuia.

O primeiro tempo mostrou que será mais um ano difícil para os torcedores do clube santista: insegurança na defesa, falta de criatividade no meio de campo e má pontaria no ataque foram a tônica da equipe, com direito a diversos momentos “bola murcha”.


As equipes escolheram bonitos uniformes para a temporada. Foto: Estevan Mazzuia.

A Locomotiva do ABC está longe de ter uma equipe capaz de ambicionar o acesso, mas soube se aproveitar da fragilidade dos anfitriões e abriu o marcador no final da primeira etapa. O curioso é que o Jabuca vinha num momento da partida, e o gol marcado por Jorge foi um banho de água fria no jovem elenco.


Bola na área do Jabuca. Foto: Estevan Mazzuia.

A segunda etapa foi tranquila para os visitantes, que só não abriram uma vantagem elástica graças às boas intervenções do arqueiro Felipe. Entretanto, após evitar uns três gols certos, ele acabou falhando numa bola rasteira fácil cruzada de seu lado direito pelo lateral Alessandro, aos 35 minutos.


Detalhe do frango de Felipe no segundo gol dos visitantes. Foto: Estevan Mazzuia.


Cerca de 300 pessoas sofreram com o calor na Caneleira. Foto: Estevan Mazzuia.

O gol mais bonito do jogo foi o desconto do Jabaquara: Rogério, livre na área, arrematou de cabeça uma bola alçada da esquerda , fazendo com que a torcida acreditasse no empate, que acabou não vindo.


Lance da segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

A partida ainda foi interrompida por alguns minutos, em virtude do uso de fumaça proibida por alguns torcedores, mas terminou com a vitória do clube abecedista: Jabaquara 1x2 Mauaense.


Kaique (6) tenta se livrar da marcação. Foto: Estevan Mazzuia.


Torcida fez uso de material proibido no estádio, e a interrupção constou na súmula da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

Pior início para o clube centenário, só se os gols que Felipe salvou tivessem sido convertidos. Se as duas equipes continuarem mostrando esse futebol nas próximas rodadas, dificilmente estarão entre as classificadas à fase seguinte. O que é uma pena, por serem clubes muito queridos de nós do JP.

Até a próxima jornada!

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário