Procure no JP

segunda-feira, 7 de abril de 2014

JP em Pirassununga na primeira rodada da Segundona 2014

Fala, pessoal!

A segunda partida da rodada tripla pelo interior do estado no último sábado foi bastante especial, afinal, não poderíamos ficar de fora da estreia do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, carro-chefe do JP. Saindo de Rio Claro fomos até Pirassununga, palco do confronto entre dois times sensacionais: Pirassununguense x Taquaritinga. O local da peleja foi o belo Estádio Belarmino del Nero.

A Segundona desse ano tem a presença de 39 times - número mais baixo de participantes desde 2005 - divididos em sete grupos, alguns com cinco, alguns com seis times. CAP e CAT fazem parte do Grupo 3 junto com CA Lemense, XV de Jaú, Guariba e União São João. Ao final da primeira fase se classificaram os três primeiros colocados de cada chave, mais os três melhores quartos colocados.


CA Pirassununguense - Pirassununga/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Taquaritinga - Taquaritinga/SP. Foto: Fernando Martinez.

Um detalhe importante sobre o certame é que ele está se transformando num verdadeiro depósito de times tradicionais. Mais da metade dos clubes (20 dos 39) jogaram alguma divisão acima da Segundona nos últimos 10 anos, e sete deles - Bandeirante, Jabaquara, Nacional, Portuguesa Santista, Taquaritinga, União São João e XV de Jaú - já fizeram parte da "elite" do estado. Para 2015, acrescentaremos mais duas agremiações nessas duas listas: América e Noroeste.

Infelizmente a possibilidade de redenção dessas equipes a curto prazo é remota, pois a organização do campeonato está muito aquém do ideal. Para terem uma ideia, a fase inicial durará apenas 10 rodadas, e ao fim dessa etapa, 15 times terão tido assombrosos dois meses de calendário oficial em 2014, alguns com OITO (!) partidas oficiais numa temporada toda. Como fazer futebol profissional jogando dois meses?

Já passou da hora para acontecer uma mudança na fórmula de disputa da Segundona, com mais times nas chaves e um calendário mais espalhado pelo ano. Infelizmente imaginar alguma mudança é apenas uma grande ilusão. Quando os responsáveis perceberem que a morte do futebol do interior também é a morte de toda uma cultura, pode ser muito tarde. Independente de todos os problemas, o JP sempre faz a sua parte.


Capitães dos times junto com o árbitro Hércules Ribeiro Paulino e os assistentes Luis Felipe Prado Silva e Ademilson Lopes Filho. Foto: Fernando Martinez.

Como acontece em todo ano, as primeiras rodadas da Segundona são repletas de incógnitas, e para esse CAP x CAT não foi diferente. Não tínhamos a menor noção do que esperar da peleja em si, e o que vimos ao longo dos 90 minutos foi uma partida muito boa, muito boa mesmo.


Boa jogada do Taquaritinga no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.

Empurrado por um ótimo número de torcedores, o CAP começou melhor, mas aos poucos teve seu ímeto ofensivo neutralizado pelo bem postado Leão da Araraquarense. Com mais objetividade, não demorou para o Taquaritinga abrir o marcador. Jonathan acertou um chute de longe e deixou os visitantes em vantagem aos 16 da etapa inicial.


Atletas disputando a bola no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Leão da Araraquarense. Foto: Fernando Martinez.

O Pirassununguense tinha mais posse de bola, mas pecava muito no último toque. Nos contra-ataques, quase que o Taquaritinga ampliou por duas vezes. Só que o Leão acabou tendo o zagueiro Mariano expulso aos 33 minutos, e isso facilitou o trabalho do CAP na busca pelo empate. Num dos últimos lances do tempo inicial, Leandro concluiu bem e deixou tudo igual antes do intervalo.


Visão geral do belo Estádio Belarmino del Nero. Foto: Fernando Martinez.


Bola alçada na área visitante. Foto: Fernando Martinez.

O calor estava absurdo, e para o segundo tempo, como de costume, fui para as cabines do Belarmino del Nero ver do alto todo a movimentação em campo. Os 45 minutos finais foram praticamente jogados dentro do campo defensivo do Taquaritinga. Só que os atacantes locais conseguiram a proeza de perder gols de todas as formas possíveis.


Tentativa de bicicleta a favor do CAP no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

O Leão se segurou na base da raça, sofrendo uma pressão absurda que deixava a impressão que o segundo gol local sairia a qualquer instante. Mas como quem não faz, toma, o CAP foi castigado aos 34 minutos. Num rápido contra-ataque, o camisa 2 Fábio Augusto marcou o segundo do time visitante, iniciando uma comemoração digna de final de Copa do Mundo.


Na base do desespero, o time da casa tentou o empate nos minutos finais sem sucesso. Foto: Fernando Martinez.

Os quinze minutos restantes foram de pressão total por parte do CAP, mas mesmo assim o time não conseguiu marcar novamente. No fim, o jogo terminou em Pirassununguense 1-2 Taquaritinga. A torcida não gostou muito do resultado e xingou muito os atletas e o técnico do time na saída de campo. Isso gerou uma grande confusão que levou algum tempo para terminar.

Ficamos alguns minutos nas cabines antes de pegar a estrada rumo ao terceiro compromisso do sábado. A Série A2 voltou á pauta com um histórico reencontro após 65 anos.

Até lá!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. Fernando o sr. disse que foram fazer um jogo da serie a2 de 65 anos e ainda naqo saio o comentário deste jogo. gostaria de saber se vocês fizeram jogo da portuguesa santista a briosa de santos, do Jabaquara, do são Vicente, nacional da capital, são bernardo, união Suzano, Atibaia, união mogi das cruzes, atlético mogi das cruzes, Mantiqueira, jacarei, ecus de Suzano, guaruja, que são times perto da capitial , Guarulhos também se fizeram im jogo já este ano e quando vocês vao fazer e porque osite de vocês esta desatualizado. me responda sr, Fernando gostaria de uma resposta. sr Fernando boa pascoa para o sr. e sua equipe. 17 4 2014 quinta feira.

    ResponderExcluir