Procure no JP

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

JP no clássico de Limeira entre Inter e Independente

Opa,

Depois de algum tempo sem ver jogos fora da Grande São Paulo, no sábado passado fiz uma genial rodada dupla no interior paulista, começando por um confronto cheio de rivalidade. Pela primeira vez aqui no JP tivemos a oportunidade de conferir in loco o tradicional dérbi limeirense entre a Internacional e o Independente. O palco foi o belo Estádio Major José Levi Sobrinho.

Embora o clássico tenha um esperado e natural clima de guerra, foram poucas as vezes que os dois se enfrentaram em pelejas válidas pelas divisões de acesso do estadual. A história registra confrontos de 1975 até 1978 e, depois de um longo hiato de 32 anos, somente em 2010 eles voltaram a medir forças. Com sete vitórias e apenas duas derrotas - também aconteceram três empates - a Internacional tem grande vantagem no confronto direto com seu grande rival.


AA Internacional - Limeira/SP. Foto: Fernando Martinez.


Independente FC - Limeira/SP. Foto: Fernando Martinez.

Fazendo uma campanha baseada no perde e ganha, o Leão precisava vencer não só para emendar a segunda vitória seguida, como também frear um pouco a boa campanha do Independente na disputa da A3. Ainda invicto, o Galo busca o acesso para a segunda divisão, campeonato que não joga desde 1993.

A ida até Limeira foi abençoada por uma mudança de última hora: o calor mais absurdo de todos os tempos perdeu força e tivemos tempo fechado, temperaturas mais "suportáveis" e até chuva em alguns momentos... Uma alegria sem tramanho. A apertada caravana da coragem foi composta pelos amigos Paulo "Shrek", Sérgio Oliveira, Matheus Trunk e Luiz Fôlego.

Tudo deu certo no percurso da capital até a simpática cidade, mas sou obrigado a confessar que me decepcionei com o público presente: 1.055 pagantes para uma renda de pouco mais de R$ 16 mil. Um jogo desse porte merecia um público muito maior, mas infelizmente esse não é um caso isolado, e sim uma incômoda realidade do futebol dos times pequenos espalhados por todo país.


Bola aérea na área do Independente. Foto: Fernando Martinez.

Dentro de campo, a Inter começou a partida muito bem, ocupando a área do Independente e não sofrendo nenhum susto nos primeiros 20 minutos. Gélson, goleiro do Galo, acabou tendo bastante trabalho. Aos poucos o time visitante passou a botar as manguinhas de fora, principalmente nos contra-ataques.


Mais uma disputa de bola pelo alto. Foto: Fernando Martinez.


Zaga do Galo afastando o perigo. Foto: Fernando Martinez.

Justamente nesses contra-ataques aconteceram as melhores chances de gol e Carlos Carioca, arqueiro do time da casa, fez com que o jogo fosse para o intervalo ainda no 0x0 após duas grandes defesas à queima-roupa. Para a irritação do pessoal que ocupava as numeradas do Limeirão, nem bem o segundo tempo havia começado e Negueba, camisa 8 do Independente, acertou um belíssimo chute no ãngulo esquerdo e colocou o Galo na frente aos 45 segundos.


Contraste de uniformes no gramado do Limeirão. Foto: Fernando Martinez.


Escanteio para a Internacional. Foto: Fernando Martinez.

O gol fez com que o segundo tempo fosse muito melhor do que o primeiro. As duas equipes alternaram bons momentos e grandes oportunidades. Acabamos vendo um show particular dos dois arqueiros. Gleison e Carlos Carioca trabalharam demais e impediram que o dérbi limeirense registrasse um número maior de gols.


Boa oportunidade para o empate. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o marcador do Limeirão apontou o resultado final de Internacional 0-1 Independente. Essa foi a segunda vitória seguida do Galo no campo do Leão em jogos do estadual e sua torcida fez grande festa nas arquibancadas do estádio, pois além desse triunfo, o time somou o quinto jogo seguido sem derrota na A3.

 

Boa presença da torcida do Independente e cruz simbolizando a "morte" da Inter no clássico. Fotos: Fernando Martinez.

Como o dia ainda não tinha acabado, saímos literalmente correndo da cidade de Limeira com destino à Campinas, palco da sessão noturna de futebol da caravana da coragem. Teve líder da A2 na pauta...

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário