Procure no JP

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Itumbiara dá bobeira e fica de fora da segunda fase da Série D

Texto e fotos: Fernando Martinez


No domingo acabou a primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D e com ela terminou o calvário do Audax no certame. Os donos do time de Osasco deram de ombros para a competição e tinham a última chance de conquistarem uma vitória jogando contra o genial Itumbiara, agremiação número 660 a fazer parte da Lista, pelo Grupo A12. O palco, claro, foi o vazio Estádio José Liberatti.

A história do Grêmio Osasco Audax na Série D é péssima: nos onze jogos disputados até então foram três empates e oito derrotas, cinco delas na atual edição. Uma performance muito aquém do que se poderia esperar e que é culpa única e exclusivamente da forma com que as coisas são feitas por ali. Triste.

O adversário dos paulistas foi o genial Itumbiara Esporte Clube, equipe fundada em 1970 e que não disputava uma partida oficial em São Paulo há trinta anos (um 0x0 contra o Santo André pelo Módulo Azul da primeira Copa União). Nos nove encontros do Gigante do Vale contra paulistas em todos os tempos, quatro vitórias e cinco derrotas.


Grêmio Osasco Audax Esporte Clube - Osasco/SP


Itumbiara Esporte Clube - Itumbiara/GO


O árbitro paraense Gustavo Ramos Melo, os assistentes paulistas Fabrício Porfírio de Moura e Evandro de Melo Lima e o quarto árbitro, também paulista, Thiago Luiz Scarascati junto com os capitães dos times

Os goianos precisavam vencer no Rochdale e torcer pro URT não derrotar a Portuguesa carioca. Parecia uma tarefa fácil levando em conta a diferença de campanhas. Só que a partir do momento em que a bola começou a rolar, ficou claro que finalmente o Audax estava fazendo sua estreia de verdade na D.

Os locais atuaram sem nenhuma pressão e não permitiram que o Itumbiara mostrasse serviço. Aos 14 minutos Renatinho abriu o marcador a favor dos osasquenses após ele receber lançamento de Davi Gabriel pela direita e chutar cruzado. Foi o primeiro gol do Audax com o mando de campo na história da última divisão e o fim do tabu de 464 minutos.

Os goianos tomaram um susto com a desvantagem e foram pra cima do onze alvirrubro. O grande problema foi a falta de finalizações, já que os atletas só ficaram ciscando perto da área adversária sem concluir. Jogando na boa, o Audax colocava as manguinhas de fora em contra-ataques.

Num deles, isso aos 30 minutos, saiu o segundo gol. Bruno Lima cobrou falta e o goleiro Rodrigo Calaça espalmou. Vicente aproveitou o rebote e encheu o pé, Calaça defendeu novamente e na sobra o mesmo Vicente, muito bem colocado, chutou mascado e ampliou a vantagem local.


Aquela disputa de bola sempre intensa no meio de campo


Zaga do Audax fazendo de tudo para desarmar atacante do Itumbiara


Felipe Alves saindo do gol com estilo


Drible maroto no ataque goiano


Atleta osasquense protegendo a pelota dentro da sua área

Com o 2x0 a favor dos locais o tempo inicial chegou ao seu fim e no segundo o esquema do Itumbiara foi o "perdido por dois, perdido por mil". Os atletas retornaram ao gramado mais dispostos e buscando diminuir o prejuízo o quanto antes. Numa das primeiras investidas, pênalti a favor do Tricolor da Fronteira. Marcinho cobrou no canto e Felipe Alves fez importante defesa.

Foi o camisa 1 do Audax quem segurou a bronca durante boa parte do tempo final. O arqueiro mostrou serviço e fez pelo menos três defesas que estavam garantindo o primeiro triunfo do seu time na história do nacional. Mesmo encontrando um muro pela frente, os jogadores visitantes não desanimaram e foram premiados nos minutos finais.

Aos 38 o camisa 9 Jones finalizou meio sem querer entre os defensores e diminuiu. Minutos depois, o Audax teve um contra-ataque na base do quatro contra um e o camisa 4 Milioransa pensou demais e desperdiçou. O castigo veio aos 47, quando a bola foi tocada para Jones no meio da área. Ele virou em cima da zaga e chutou no canto direito de Felipe Alves.


Bola viajando pela área do Itumbiara


Pênalti batido por Marcinho defendido de forma precisa por Felipe Alves


No tempo final, o Audax não conseguiu mostrar a mesma intensidade dos primeiros 45 minutos


Ataque local nos minutos finais

O placar final de Audax 2-2 Itumbiara deu o primeiro ponto aos paulistas na Série D e fez com que a equipe encerrasse sua segunda participação sem nenhum triunfo. O alvirrubro ficou na sensacional 66ª posição entre 68 participantes, com certeza um marco pensando no lado negativo da coisa. Resta a disputa da Copa Paulista e quem sabe a volta para a D em 2018. Os goianos foram eliminados e viram URT e Portuguesa se garantirem na próxima fase.

Após o apito final rolou um plantão atrás das cabines de imprensa para nos atualizarmos a respeito dos confrontos da segunda fase. Infelizmente só um paulista se garantiu entre os 32 (o São Bernardo FC) e cabe torcer muito pro Tigre prosseguir no certame pensando na chance de ver mais algum time novo. Falando nisso, durante a semana tem viagem com direito a mais uma equipe na Lista, dessa vez sul-americana.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário