Procure no JP

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Tudo igual entre Barcelona e Desportivo Brasil no Nacional


Poucas coisas são mais legais do que terminar férias com um belo jogo perdido. Pensando assim, no domingo cedo cumpri meu dever cívico indo ao Estádio Nicolau Alayon para o terceiro compromisso do Barcelona no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Nesse novo capítulo da saga, o Elefante recebeu o Desportivo Brasil pela sexta rodada do Grupo 2.


Barcelona ECL - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Desportivo Brasil PL - Porto Feliz/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times junto com o árbitro Daniel Carlos Fernandes, os assistentes Herman Brumel Vani e Renata Ruel Xavier de Brito e o quarto árbitro Daniel Carfora Sottile. Foto: Fernando Martinez.

Vale lembrar aos mais desavisados que o Desportivo Brasil hoje não pertence mais à Traffic. Em novembro de 2014 a empresa vendeu o time para o Shandong Luneng por R$ 8 milhões. Meses antes, os chineses já haviam comprado o ótimo CT que fica a pouco mais de cem quilômetros da capital pela módica quantia de R$ 30 milhões. Praticamente de grátis.

Ainda como o "time da Traffic", o Desportivo jogou cinco edições da Segundona Paulista, de 2009 até 2013. A melhor participação foi justamente a primeira, quando ficaram em sétimo lugar. O pessoal perdeu a vaga na A3 para o Taubaté nos minutos finais da sua última partida (derrota de 2x1 para o Red Bull).

Ainda sem vencer em casa, o Barça precisava triunfar para não desgarrar muito do G4 da chave. A ideia era quebrar esse pequeno e incômodo tabu como mandante jogando contra o atual lanterna da chave. De novo, o dever cívico de ver as pelejas do clube mais legal da capital paulista na atualidade levou um grande quórum de amigos à Comendador Souza.

Depois de fazer as fotos oficiais fui para as cabines de imprensa por conta do sol forte. Logo aos três minutos Matheus foi substituído pelo chinês Pu Chen. O jogador asiático de 18 anos faz um intercâmbio por conta da parceria com o Shandong Luneng. O genial foi ver uma bandeira feita especificamente para ele estendida no alambrado no Nacional.

Pena que o jogo tenha sido bem abaixo da média, principalmente no primeiro tempo. Os atletas se concentraram no meio-campo e vimos raríssimas chegadas ao ataque. A inspiração passou longe do Nicolau Alayon. Salvamos esse período da peleja com aquelas conversas surreais de sempre.


Goleiro do Desportivo Brasil fazendo defesa segura. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores concentrados na esquerda do ataque visitante. Foto: Fernando Martinez.


Confusão dentro da área do Desportivo. Foto: Fernando Martinez.


Tímida chance de gol para o Barcelona no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Nos segundo o panorama era o mesmo até os 14 minutos. O "Max Steel" chinês se tornou o primeiro atleta do seu país a fazer um gol na história de uma competição oficial no futebol paulista. Ele completou de primeira uma bola levantada na área do Barcelona e abriu o marcador com estilo.

O Barça estava mal, mas seis minutos depois chegou ao empate com o camisa 11 Dênis. O jogo melhorou demais a partir de então e as duas equipes foram responsáveis por grandes momentos. Boas oportunidades foram desperdiçadas e o jogo poderia ter terminado num 3x3 que não seria exagero nenhum.


Gleison, camisa 3 do Desportivo, em ataque perigoso no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


Marcação firme do Elefante no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.


Mílton, camisa 10 do time paulistano, correndo atrás de Odeílson, camisa 5 do Desportivo, no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Ataque local no fim da peleja. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o resultado ficou em Barcelona 1-1 Desportivo Brasil. A igualdade não colocou o Elefante perto do G4 mas pelo menos a equipe quebrou o 100% de derrotas dentro de casa. Também não foi de grande valia para o onze de Porto Feliz, que ainda perambula nas últimas colocações da chave.

Depois do jogo fomos em grupo dar aquela voltinha básica pelo centro da cidade antes de cada um seguir seu rumo para casa. Eu aproveitei o restante do domingo para curtir cada minuto do final das minhas férias. Se tudo der certo, tem mais férias ainda esse ano, e com um roteiro que promete ser inédito e absolutamente sensacional.

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário