Procure no JP

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Grande atuação corintiana e triunfo contra o Vasco no sub-20

Texto e fotos: Fernando Martinez


O Campeonato Brasileiro sub-20 pediu passagem na tarde da última quarta-feira aqui no JP com um clássico do futebol brasileiro. Diferente do que tinha feito até então, dessa vez o Corinthians não atuou na Fazendinha. Pela nona rodada da fase inicial, os paulistas receberam o Vasco da Gama no bom e velho Estádio Paulo Machado de Carvalho. Vinte anos depois da grande final da Copa São Paulo de 1999, os clubes voltaram a se enfrentar na tradicional praça de esportes paulistana.

O jogo prometia bastante e reunia o quarto contra o terceiro colocado, respectivamente os paulistas com 16 e os cariocas com 17 pontos. O Timão vinha de três compromissos invictos, enquanto o Vasco perdeu a invencibilidade no penúltimo confronto (1x2 contra o Flamengo), mas venceu o último por goleada. Levando em conta que os dois fizeram uma das semi-finais da última Copinha - 2x2 e vitória carioca dos penais - tinha quase certeza que a partida seria de alto nível.


Sport Club Corinthians Paulista (sub-20) - São Paulo/SP


Clube de Regatas Vasco da Gama (sub-20) - Rio de Janeiro/RJ


Trio de arbitragem e capitães dos times

Cheguei cedo e sem muita demora já me encontrava no histórico gramado. Independente de quantas vezes eu visite o local, sempre é muito legal estar ali, ainda mais pensando que a cancha como conhecemos está com os dias contados. Não resta outra opção a não ser aproveitar cada momento enquanto eles ainda existem. Um bom público compareceu e os presentes puderam se deliciar com uma peleja de bom nível e equilibrada no tempo inicial.

O primeiro bom momento foi do Vasco logo aos três minutos. A bola foi recuada para Diego, goleiro corintiano, e ele vacilou. Figueiredo quase consegue tocar se aproveitando do vacilo monstro do camisa 1. Os visitantes permaneceram com maior posse de bola e chegando bem perto da área local. O Corinthians tinha certa dificuldade com o último toque e as investidas eram neutralizadas pelos bem postados zagueiros visitantes.

Aos 27, Janderson avançou pela esquerda e tocou pro meio da área. Madson recebeu, tirou do zagueiro e chutou forte. O goleiro Lucão fez grande defesa e impediu o tento corintiano. Só que três minutos após não teve jeito e o escrete mosqueteiro saiu na frente. Madson recebeu na direita e cruzou. Nathan estava pronto para finalizar, porém o zagueiro Ulisses colocou o pé na bola antes do avante paulista e marcou contra.

Não teve nem como comemorar direito, pois aos 33 o Vasco deixou tudo igual. Em cobrança de escanteio, Léo Paraíso subiu meio torto e Caio Lopes, atrás do zagueiro, cabeceou firme no canto direito de Diego. Aos 44 quase acontece a virada em tiro longo de Juninho que desviou na zaga e por pouco não enganou Diego. O arqueiro paulista se esticou todo e mandou pela linha de fundo. A etapa inicial terminou com o 1x1 no marcador.


Finalização de Nathan bloqueada por Caio Lopes (10)


Comemoração corintiana pelo gol contra de Ulisses



Corinthians atacando pela direita em dois momentos do tempo inicial

Já no tempo final a atuação corintiana foi muito superior. Os locais não deram chance ao Vasco e conseguiram animar a torcida presente no Pacaembu. Nos primeiros dez minutos, duas tímidas chances, uma de cada lado. A partir disso, só deu Corinthians durante cerca de meia hora. Aos 14, Ruan Oliveira avançou pela esquerda e cruzou por baixo. Ulisses tirou mal e Rael, que tinha entrado dois minutos antes, acertou um tirambaço e fez o segundo.

Aos 18, Ruan Oliveira finalizou de longe e a bola passou perto. Já aos 24 ele não desperdiçou. Madson fez brilhante jogada individual pela direita e só rolou na entrada da área. O camisa 7 encheu o pé e colocou no canto direito de Lucão, ampliando a vantagem corintiana. O Vasco não conseguia emplacar uma boa jogada sequer e só voltou a ameaçar aos 38 em cabeçada de Linnick. Logo depois Ronald perdeu a bola para Lucas Santos. O 7 vascaíno ficou cara-a-cara com Diego e desperdiçou, chutando em cima do guarda-metas.


Lucão fazendo boa defesa no começo do segundo tempo



No tempo final, o Corinthians dominou as ações, principalmente em jogadas pelas laterais. Nessas imagens, investidas pela esquerda


Visão da parte coberta do Pacaembu no segundo tento paulista


Atleta vascaíno sofrendo pressão na saída de bola

Antes do apito final, o time de Parque São Jorge perdeu a chance de ampliar o triunfo quando Rael perdeu gol feito na pequena área em boa defesa de Lucão. No fim, nem precisou, já que o Corinthians 3-1 Vasco da Gama foi mais do que suficiente para deixar a torcida paulista bem feliz e sorrindo de orelha a orelha. A vitória colocou a equipe comandada pelo ex-atleta Coelho na terceira colocação com 19 pontos, quatro atrás do Flamengo e um do Palmeiras. O Gigante da Colina agora é o quinto colocado. Chegamos na metade da fase inicial e duvido que os dois fiquem de fora das oitavas.

Foi isso. A próxima sessão futebolística no Pacaembu já tem data marcada: sexta-feira. Pela primeira vez o estádio irá receber um jogo da Copa Paulista na sua história e lógico que não vamos ficar de fora.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Corinthians 3-1 Vasco da Gama

Competição: Campeonato Brasileiro sub-20; Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho (São Paulo); Árbitro: Daniel Bernardes Serrano; Público e renda: Portões abertos; Cartões amarelos: Janderson, Léo Pereira (Cor), Bruno Gomes, Alexandre Melo, Miranda, Lucas Santos (Vas); Gols: Ulisses (contra) 30 e Caio Lopes 33 do 1º, Rael 14 e Ruan Oliveira 24 do 2º.
Corinthians: Diego; Igor (Daniel Marcos), Léo Paraíso, Ronald e Lucas Piton; Du (Rael), Ruan Oliveira, Roni (Xavier) e Janderson (Léo Pereira); Nathan e Madson (Richard). Técnico: Dyego Coelho.
Vasco da Gama: Lucão; Nathan (Tenório), Ulisses, Miranda e Alexandre Melo (Coutinho); Bruno Gomes (Vinícius), Lucas Santos, Juninho e Caio Lopes (Linnick); Figueiredo (Laranjeira) e João Pedro (PEC). Técnico: Marcos Valadares.
_____________

Nenhum comentário:

Postar um comentário