Procure no JP

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Com gol no fim, Corinthians empata com o Inter no sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Quarta-feira rolou outra folga na agenda e pela segunda vez emplaquei uma cobertura do Campeonato Brasileiro sub-17 (a primeira foi no clássico entre Palmeiras e Santos pela segunda rodada) na atual temporada. No histórico gramado do Estádio Alfredo Schurig, a Fazendinha, o Corinthians recebeu o Internacional de Porto Alegre, respectivamente sexto e quinto colocados do Grupo B. O duelo foi válido pela quarta rodada e coloquei essa peleja na agenda pois sempre é um enorme prazer visitar a antiga cancha.

Nas três rodadas anteriores, o alvinegro atuou como mandante apenas uma vez e venceu o São Paulo por 2x1. Jogando fora, empate contra a Chapecoense e derrota para o Flamengo. Os colorados também tinham quatro pontos, conquistados com um triunfo em cima do Bahia como mandante e empate na Boa Terra contra o Vitória. Fechando a campanha, foram derrotados pelo Grêmio. Apesar de ter importantes desfalques, o Timão queria vencer pela segunda vez.


Sport Club Corinthians Paulista (sub-17) - São Paulo/SP


Sport Club Internacional (sub-17) - Porto Alegre/RS


Quarteto de arbitragem e capitães dos times

Graças a um presente dos céus, os deuses nos presentearam com um tempo frio... pena que esse também foi o clima da peleja em si. Vimos relativo equilíbrio misturado com pouca inspiração de ambas as equipes. Os gaúchos estavam na boa e sabiam que um pontinho já estaria de bom tamanho. O problema mesmo foi a atuação desconexa do ataque corintiano e um crônico problema na armação das jogadas. Mesmo assim, a primeira chance foi paulistana aos oito minutos em bom chute de Rodrigo Varanda.

O escrete gaúcho teve seu primeiro bom momento aos 17 numa cobrança de falta. Vidmar bateu com categoria e abriu o marcador colocando a pelota no canto direito de Davi. Com a vantagem, o Inter passou a ocupar ainda mais o campo de defesa e, por conta da absoluta falta de inspiração corintiana, não correu tantos riscos. O melhor momento local foi aos 44 minutos em finalização de Julio. Tirando isso, muitos erros e nada digno de registro.


Ataque corintiano pela esquerda e a visão da numerada coberta da Fazendinha



Vidmar se preparando para a cobrança de falta que abriu o placar no Alfredo Schurig e a bola, mesmo um pouco escondida, entrando no gol de Davi


Tiro livre indireto cobrado dentro da área colorada

Nos últimos 45 minutos resolvi fazer companhia ao decano Milton Haddad nas arquibancadas. Não esperava muito, porém felizmente o jogo melhorou. Nada brilhante, nada antológico, mas pelo menos a molecada mostrou um pouco mais de qualidade técnica. Aos sete minutos o Inter chegou perto do segundo tento com Vinicius Mello. O camisa 7 saiu livre, driblou o arqueiro e na hora de finalizar perdeu o ângulo, mandando pela linha de fundo.

O Corinthians respondeu à altura aos 25 quando Rodrigo Varanda chutou à queima-roupa e obrigou Anthony a fazer brilhante defesa. Aos 32 foi a vez de Cauê levar bastante perigo. O camisa 9 recebeu entre os zagueiros, avançou sozinho e tocou com classe por cobertura. Caprichosamente a bola não entrou e tirou tinta da trave esquerda colorada. A insistência deu resultado aos 43 minutos quando Mangueira cruzou da direita e Gabriel completou na pequena área. Nos acréscimos quase saiu a virada em novo lance que envolveu todo o setor ofensivo alvinegro.


Escanteio a favor do Corinthians ainda no primeiro tempo


No tempo final, o Corinthians voltou mais inspirado e criou alguns bons momentos


Tavares, 9 do Inter, em investida pela esquerda


Bola alçada dentro da área mosqueteira

No fim, o Corinthians 1-1 Internacional teve uma etapa inicial nota três e um segundo tempo nota sete. Na média, a nota cinco fez os dois times passarem de ano raspando, quase precisando do conselho de classe. Ao final da quarta rodada, cada um subiu uma posição. Ainda faltam cinco e os quatro melhores de cada chave (são duas com dez clubes cada) se garantem nas quartas. No Grupo B, Grêmio, Flamengo e São Paulo despontam como favoritos. Na outra chave, o grande nome é o Palmeiras.

O futebol vai pedir passagem novamente aqui no JP na sexta-feira possivelmente com mais uma apresentação do Barcelona Capela na Segundona Paulista. Não está fácil, só que o dever cívico de acompanhar todos os compromissos do Elefante na Rua Javari sempre pede passagem.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Corinthians 1-1 Internacional

Competição: Campeonato Brasileiro sub-17; Local: Estádio Alfredo Schurig (São Paulo); Árbitro: Rodrigo Gomes Paes Domingues; Público e renda: Portões abertos; Cartões amarelos: Riquelme, Rodrigo Varanda (Cor), Praxedes, Vidmar, Carlos Mesaque (Int); Gols: Vidmar 17 do 1º, Gabriel 43 do 2º.
Corinthians: Davi; Julio (Mangueira), Bruno, Belezi e Arthur Neves (Renan Chaves); Riquelme, Rodrigo Varanda (Gabriel), Pedrinho e David (Denilson); Cauê e Adriano (Brendon). Técnico: Gustavo Almeida.
Internacional: Anthony; Bernardo (Ruan), João Pedro, João Felix e Vidmar; Luis Rodrigo, Vinicius Mello (Roger), Carlos Mesaque (Igor) e Praxedes; Tavares (Stevanato) e Alisson. Técnico: Gabriel Carvalho.
_____________


Nenhum comentário:

Postar um comentário