Procure no JP

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Dia histórico para o São Bernardo FC na Série D

Texto e fotos: Fernando Martinez


O Campeonato Brasileiro da Série D teve sua segunda rodada disputada nesse final de semana e, aproveitando a onda de jogos legais na região, me fiz presente em dois duelos. O primeiro foi o genial, inédito e histórico encontro entre São Bernardo FC e Internacional de Lages no Estádio Primeiro de Maio valendo pelo Grupo A16.

Fundado no final de 2004, o Tigre do ABC percorreu todos os níveis do futebol paulista e depois de lutar bastante, em 2016 fez uma boa campanha na A1 do Paulista e ganhou uma vaga na Série D desse ano. Vale lembrar que o clube precisa subir de divisão para se manter com um calendário mais completo em 2018, já que foi rebaixado no estadual e, por enquanto, está fora dos nacionais do próximo ano. Após vencer o campeão gaúcho Novo Hamburgo na semana passada, foi a vez de fazer sua primeira apresentação dentro de casa num Brasileirão.

Falando do genial Leão Baio, essa é a terceira participação do clube na última divisão nacional, a terceira seguida. Em 2015 caíram na primeira fase (cobrimos o duelo deles contra o Red Bull na cidade de Campinas) e na temporada passada chegaram às oitavas de final, quando foram eliminados pelo Ituano. Na disputa do estadual 2017 eles fizeram uma campanha sofrida que terminou com a fuga do rebaixamento na rodada derradeira. Já na estreia da D, um triunfo contra o Foz do Iguaçu.


São Bernardo Futebol Clube Ltda. - São Bernardo do Campo/SP


Esporte Clube Internacional - Lages/SC


Capitães dos times junto com o árbitro sergipano Diego da Silva, os assistentes paulistas Fabrício Porfírio de Moura e Fábio Rogerio Baesteiro e o quarto árbitro, também paulista, Douglas Marques das Flores

É fato que o time do ABC já teve dias melhores dentro e fora de campo, mas mesmo assim esperava um público maior nessa peleja tão simbólica. Não que os 1.026 pagantes sejam um público ruim, só que o duelo merecia mais torcedores nas arquibancadas. Quem foi acabou vendo uma partida razoável, aonde o onze local teve o domínio durante a maior parte do tempo.

Logo aos nove minutos o Tigre abriu o marcador com Paulo Marcelo aproveitando um rebote do goleiro Volpi. O Inter de Lages até foi superior nos minutos seguintes. Não que tenha rolado alguma chance clara (não rolou), mas valeu a intenção. Para deixar a situação colorada ainda mais complicada, os locais levavam grande perigo nos contra-ataques.


Começo de ataque do time visitante


A comemoração dos atletas do Tigre no primeiro gol como mandante na Série D


A Inter até que atacou bastante no primeiro tempo, porém não teve nenhuma chance clara para chegar ao empate


Bom ataque visitante pelo meio


Thiago César cobrando falta com perigo no fim do tempo inicial

Acompanhei o primeiro tempo dentro de campo e no segundo fui até a arquibancada fazer companhia pro ressurgido Emerson, que agora promete voltar à ativa e aos jogos perdidos aos poucos. De lá vimos o São Bernardo FC criar dois grandes momentos para ampliar o marcador bem no início da etapa final.

Eram decorridos dez minutos quando Thiago chutou, Volpi fez brilhante defesa e a pelota sobrou livre pro camisa 8 Vinícius Kiss. Ele chutou forte, porém a bola beijou a trave. O destino não quis ajudar os donos da casa. Esse foi o primeiro e último grande lance local do segundo tempo.

O momento mais agudo a favor dos visitantes aconteceu aos 34 minutos quando Luizinho se livrou dos zagueiros e finalizou longe da meta. Os alvirrubros até tentaram montar aquela famosa blitz ofensiva em busca da igualdade nos momentos derradeiros, só que realmente não era o dia dos catarinenses no Primeiro de Maio.


O Primeiro de Maio recebeu um público tímido no sábado: 1.026 pagantes


Luizinho, camisa 9 do Inter, pede pênalti depois de cair na área


Abafa visitante na busca por um ponto

O placar final de São Bernardo FC 1-0 Inter de Lages colocou o Tigre na liderança isolada do Grupo A16 com seis pontos ganhos em duas rodadas disputadas. O Colorado é o vice-líder com três e Foz do Iguaçu e Novo Hamburgo vem em seguida com um ponto cada. Na próxima rodada o onze paulista pega o Foz de novo em casa e um novo triunfo deixará a equipe perto da classificação.

Voltei rapidinho pra casa no sábado para assistir a grande final da Série A3 entre Inter de Limeira e Nacional. Depois de acompanhar mais da metade da campanha do time ferroviário no certame, não pude comparecer ao Limeirão por conta do meu atual estado de falência. Mesmo assim, foi muito legal e gratificante acompanhar pela telinha o terceiro título paulistano na A3 em todos os tempos. A todos que fizeram parte disso, deixo aqui os parabéns.

Falando em Nacional, a rodada do domingo começou na casa do grande campeão da terceirona com mais uma apresentação do Barcelona Capela na Segunda Divisão. A minha missão era manter os 100% de aproveitamento em compromissos como mandante desde 2015.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário