Procure no JP

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Corinthians e Chapecoense terminam iguais na Arena

Texto e fotos: Fernando Martinez


Nesse último final de semana não teve jogo perdido na pauta, e sim um duelo de campeões pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Corinthians e Chapecoense, respectivamente os vencedores dos certames paulista e catarinense, duelaram na Arena Corinthians na primeira apresentação da Chape na Série A depois da tragédia de novembro.

Assim como todo mundo, fiquei muito mal com tudo o que aconteceu na noite de 29 de novembro e aquilo me abalou mais do que eu poderia acreditar. Virei sócio do clube após o acidente para, mesmo que de forma simbólica, ajudar na reconstrução do time. Por tudo isso eu não queria ficar de fora da primeira apresentação da equipe na capital bandeirante pós-acidente.

Não via um joguinho dos atuais campeões da Copa Sul-Americana desde 2013, numa noite aonde eles venceram o São Caetano no ABC pela Série B. Na minha lista, conto com mais duas apresentações do time e nenhuma derrota: um 0x0 contra o Guarani pela Copa do Brasil 2008 e um triunfo contra o Santo André pela Série C de 2011. Já estava na hora de ver novamente o alviverde em campo.

Fazia tempo que eu não via uma peleja da Série A in loco (a última tinha sido um Palmeiras x Grêmio no Pacaembu em 2014). Aliás, vale mencionar que após a queda da Portuguesa em 2013, eu tinha ido em apenas três até então. Taí um campeonato que cada vez tenho menos vontade de acompanhar, muito pela dificuldade de credenciamento e muito também por ser difícil demais ver algum jogo dos "Grandes" não sendo sócio-torcedor.

Consegui um ingresso na raça com o auxílio do amigo Bruno, figurinha carimbada na Arena Corinthians desde sua inauguração. Fechando o quórum da noite, o Fiel Torcedor Ricardo Pucci. Um público pagante de 31.470 torcedores foi ao estádio para acompanhar a primeira apresentação do Mosqueteiro dentro dos seus domínios depois do título conquistado na semana anterior.

Mas o time de Parque São Jorge não repetiu as boas atuações de ultimamente, principalmente as fora de casa. Os comandados de Fábio Carille viram a Chape criar as melhores chances da peleja e, somado à péssima arbitragem, a noite não teve muitos momentos felizes a favor dos locais. Os visitantes quase fizeram o primeiro aos cinco minutos num chute de Rossi na trave.


Ataque aéreo do Timão no primeiro tempo


Zaga da Chapecoense afastando a bola da área

Apesar dos visitantes insistirem bastante, foi o alvinegro quem abriu o marcador com um belo gol de Jô aos 22 minutos. Atuando de forma mais incisiva do que o adversário, os catarinenses viram o intervalo chegar com a derrota parcial. Na volta pro segundo tempo o Corinthians quase amplia em cabeçada de Rodriguinho.

Só que no lance seguinte, o empate da Chapecoense saiu dos pés de Wellington Paulista, velho conhecido do blog nos tempos em que ele comandava o ataque do Juventus no meio dos anos 2000. Daí pra frente o jogo foi nervoso, tenso e com o árbitro Elmo Alves Cunha mandando muito mal. Sem maiores emoções, assim que a peleja chegou ao seu final.


Visão geral da Arena Corinthians com mais de 30 mil pagantes para o confronto de campeões estaduais


Ataque corintiano pela esquerda no tempo final

O Corinthians 1-1 Chapecoense foi um resultado bem mais ou menos pro time paulista, e os dois pontos perdidos podem fazer muita falta em dezembro ao término das 38 rodadas. Falando da Chape, serviu para quebrar uma série de três derrotas e conquistar um pontinho fora de casa, algo sempre legal no longo nacional.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário