Procure no JP

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Barcelona segue com sua série sem vitórias na Segundona

Texto: Fernando Martinez. Fotos: Fernando Martinez e Ricardo Pucci (times posados)


Entre as coberturas da Série D do final de semana, na manhã do domingo fui cumprir minha obrigação moral e cívica de bater cartão nos jogos do Barcelona Capela como mandante no Campeonato Paulista da Segunda Divisão (já alcancei a marca de 21 consecutivos). Na primeira rodada do returno do Grupo 3, o Elefante recebeu o CA Diadema no Estádio Nicolau Alayon. Essa foi a 106ª partida dos paulistanos na sua história, a 37ª em que estive presente e a 43ª com matéria no Jogos Perdidos.

O time da capital fechou o turno com três pontos ganhos e sem nenhuma vitória, mas com certeza o futebol apresentado foi melhorando ao decorrer do certame e isso tornou a campanha realizada bastante digna. A título de curiosidade, o clube da Zona Sul paulistana ainda não venceu atuando na casa nacionalina até hoje. Antes desse confronto, foram disputados catorze jogos com três empates e onze derrotas.

Dormi pouco na madrugada e perdi gloriosamente a hora de estar no Alayon antes do apito inicial. Por sorte os amigos Mário e Pucci estavam lá (junto com a dupla Mílton e Bruno) e captaram as fotos oficiais dos times. Cheguei na cancha com cerca de dez minutos jogados e por sorte não perdi muita coisa.


Barcelona Esportivo Capela Ltda. - São Paulo/SP


Clube Atlético Diadema - Diadema/SP

As duas agremiações ocupam as duas últimas posições da chave, porém a peleja foi bastante movimentada e com boas oportunidades dos dois lados, especialmente a favor do CAD. Os diademenses foram mais incisivos e levaram enorme perigo para a meta defendida por Alexandre. O que mais atrapalhou foi o estado ruim do gramado.

O primeiro tempo seguiu com o CAD melhor e o Elefante tentando emplacar aquele contra-ataque maroto. Depois dos visitantes desperdiçarem algumas chances de abrirem o placar, foi o Barcelona quem fez o primeiro aos 44 minutos com o camisa 5 Alessandro. A partida chegou ao seu intervalo com a vitória parcial dos paulistanos.


Atleta do Barcelona desarmando jogador do Diadema


Alessandro, camisa 5 local, mandando um drible em cima de atacante do CAD


Chegada do Diadema no fim do primeiro tempo

O tempo final nem bem havia começado e a vantagem do Barcelona foi pro espaço, já que William deixou tudo igual aos sete minutos. O que se viu daí pra frente foi uma luta constante das duas agremiações pelo segundo tento. Teve chance de todos os tipos, cores e tamanhos saindo pela linha de fundo.

Sem exagero nenhum dá pra dizer que o placar poderia ter ficado em 3x3 tamanho o perigo levado pros respectivos arqueiros. Como os atacantes não estavam com a inspiração em dia, ao término dos 90 minutos o árbitro encerrou os trabalhos com o marcador mostrando o resultado de Barcelona 1-1 CA Diadema. Foi o quarto encontro entre eles e o CAD agora soma duas vitórias e dois empates.


Escanteio pela esquerda e chance local pelo alto



Um bom ataque do Elefante e uma disputa de bola no meio de campo durante o bom segundo tempo

O 1x1 não tirou as equipes dos últimos lugares do grupo nem fez com que chegassem perto do G4, só que pelo menos deixou uma impressão agradável aos torcedores. O Elefante chegou ao seu 14º jogo sem vitória e se não vencerem nenhum dos próximos cinco compromissos, igualam a marca histórica de 19 compromissos sem nenhum triunfo obtida entre 2015 e 2016. Estamos na torcida para que a incômoda marca possa ser quebrada o quanto antes.

Saí do Nacional junto com a rapaziada com tempo suficiente para ir de trem até Osasco e fazer aquela boquinha marota antes de seguir para a rodada vespertina. Teve confronto histórico na parada e uma estreia (tardia, é verdade) nas páginas do blog.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário