Procure no JP

domingo, 30 de abril de 2017

JP em duelo de invictos no Paulista Feminino sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Estamos em meio a fases decisivas das principais divisões do estado e todos sabem disso. O que poucos sabem é que está rolando a todo vapor a primeira edição do Campeonato Paulista Feminino sub-17, uma iniciativa bem legal da FPF e que merece todos os aplausos. No último final de semana resolvi fazer a minha estreia nessa competição.

O confronto escolhido para meu début foi o duelo paulistano entre as meninas da Tiger Academia com as do Centro Olímpico. O palco foi o genial Estádio Alberto Savoy, campo do tradicionalíssimo Lausanne Paulista FC, figurinha carimbada da várzea da capital e fundado em 1927. A bela "cancha" fica na sede do clube e com poucos ajustes dava pra ter partida da Segundona ali sem nenhum problema.


Fachada da sede do Lausanne Paulista Futebol Clube, tradicional time da Zona Norte paulistana




Detalhe do campo de gramado sintético do Estádio Alberto Savoy, um local muito simpático e bem arrumado

O Tiger Academia de Futebol foi fundado no ano 2000 e é um dos estreantes no cenário feminino da FPF. Dos 17 times que fazem parte do torneio, quatro jogam um certame da entidade pela primeira vez: Bonfim de Campinas, AAEC Guarulhos, Atlético do Jaçanã da capital e o Guarujá Atlético Clube. Deixo os parabéns pela pioneira iniciativa e espero que seja o início para a criação de mais campeonatos para as meninas da base.

Os dois times fazem parte do Grupo 4 junto com Juventus e o Guarujá e chegaram invictos a essa rodada, ostentando goleadas a rodo. A maior delas foi logo na primeira peleja, quando o Tiger simplesmente destroçou o Guarujá por 16x0, sim 16x0. A classificação para a segunda fase já está garantida há tempos e esse duelo foi uma espécie de tira-teima pelo primeiro lugar. No turno, o jogo foi 0x0.

As arquibancadas receberam um bom público, mas as meninas não fizeram uma apresentação muito boa, principalmente no tempo inicial. Nos primeiros 35 minutos (nessa categoria é 35x35) praticamente não rolou nenhuma chance de gol. Aproveitei o tempo para conhecer parte das boas instalações do Lausanne, inclusive o bar que fica atrás de um dos gols.

No tempo final as duas equipes voltaram ao gramado sintético mais dispostas e com mais inspiração. O Tiger foi melhor em campo e levou mais perigo para a meta da goleira Anna Clara. Só que no primeiro ataque perigoso, foi o Centro Olímpico quem marcou, isso aos 14 minutos. Ru, camisa 6, acertou um bom chute de longe e colocou a pelota no canto esquerdo.


Escanteio para a Tiger Academia no primeiro tempo


Disputa de bola no meio de campo


Detalhe do gol de empate das meninas locais aos 24 do tempo final

Após tanto insistir, aos 24 as donas da casa tiveram um pênalti marcado a seu favor. Letícia bateu de forma segura e deixou tudo igual. Sem mais nenhuma alteração no marcador, o placar final de Tiger Academia 1-1 Centro Olímpico ampliou a invencibilidade local para 18 pelejas, além de manter as duas agremiações como as melhores da chave. A primeira fase da competição acaba no dia 14 de maio.

Com a visita ao Alberto Savoy, agora conto com 196 estádios na Lista, só contando os campos aonde vi algum joguinho. Há mais de dois anos não ia num local novo em terras tupiniquins e a meta é chegar aos 200 o quanto antes. Quem sabe não não alcanço essa marca ainda em 2017?

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário