Procure no JP

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Noroeste vira e derrota o Flamengo na Grande São Paulo

Texto e fotos: Fernando Martinez


No domingo voltou a fazer muito calor na Grande São Paulo, e o cronograma do Projeto 40 me levou para um dos lugares mais complicados quando falamos de calor, o quente Estádio Antônio Soares de Oliveira. Lá, Flamengo e Noroeste, os times 9 e 10 a entrarem na lista, jogaram pela segunda rodada do Campeonato Paulista da Série A3.

Esse foi o décimo encontro entre as duas equipes na história, e em dois deles eu marquei presença. Um empate por dois gols em 22 de abril de 2001 no primeiro duelo em todos os tempos e um triunfo noroestino por 3x1 em 1º de maio de 2005, esse valendo pela A2 daquele ano. Na história, o Norusca conta com quatro vitórias e o Fla com duas.


Associação Atlética Flamengo - Guarulhos/SP


Esporte Clube Noroeste - Bauru/SP

Fui até a casa rubro-negra numa mini-caravana que contou com a presença dos meninos Milton Haddad, Bruno e Ricardo Pucci. Como fomos de carro, chegamos lá a tempo de emendar um glorioso café da manhã na padoca que fica pertinho do estádio junto com o grande Sérgio Oliveira. De barriga cheia fui para o gramado enquanto a rapaziada foi cozinhar na arquibancada.

Espremido numa sombra na lateral do campo, fui acompanhar o ataque do Flamengo durante o tempo inicial. O Corvo começou a partida muito bem e dominando as ações. A primeira boa chance aconteceu aos 10 minutos em ótima defesa de Airon em chute de Milton Júnior.

O melhor futebol deu resultado prático aos 28 minutos numa ótima triangulação de Milton Júnior, Palito e Danilo Pereira. A pelota sobrou pro último e ele chutou forte da entrada da área para abrir o marcador. Três minutos depois aconteceu aquela sempre bem-vinda parada técnica por causa do forte calor.

Após o mini-descanso o jogo se transformou e o Noroeste acordou. Não demorou para o onze bauruense deixar tudo igual. Diego Iatecola cobrou escanteio da direita e Gabriel Barcos subiu mais alto do que a zaga e estufou as redes flamenguistas, isso aos 35 minutos. O Fla quase fez o segundo aos 40 em boa cabeçada de Danilo Pereira e grande defesa de Airon.


Luciano Gigante cobrando escanteio pela esquerda


Ataque do Corvo e bola recuperada pelo Noroeste


Bola estufando as redes de Wagner no gol de empate do time bauruense


Danilo Pereira buscando o segundo gol no final do primeiro tempo

No intervalo desisti de ficar no gramado e então acompanhei o tempo final debaixo das arquibancadas do estádio com os amigos presentes, incluindo o cidadão número 1 da cidade de Salto, seu Natal. O Flamengo retornou a campo dominando as ações, mas falhando demais no último toque.

Foram várias as chances criadas pelo onze guarulhense, todas desperdiçadas pelos seus atletas. Como quem não quer nada, o Noroeste conseguiu virar o marcador num isolado lance de contra-ataque aos 22 minutos. Juninho recebeu belíssimo passe pela direita e tocou na saída de Wagner.

A partir desse momento, o Flamengo passou todo o tempo dentro do campo de defesa visitante. Só que apesar da enorme pressão e do sem número de chutes pro gol, o Corvo não foi capaz de igualar novamente o placar, deixando grande parte dos 532 torcedores que pagaram ingresso pouco satisfeitos.


Reinaldo, camisa 6 do Fla, em ataque pela lateral


Rafael Piauí armando cruzamento na área visitante


Zaga do Norusca afastando o perigo

O placar final de Flamengo 1-2 Noroeste deu o segundo triunfo do time de Bauru e a segunda derrota dos guarulhenses após duas rodadas. Não, ainda não é motivo de desespero pelo lados do Antônio Soares de Oliveira, porém já está na hora do time começar a somar pontos para a situação não complicar em breve.

O calor estava ainda mais forte quando saí do estádio, e como não tinha luz no meu QG no centro de São Paulo, fui obrigado a perambular pela capital até a Eletropaulo ter a boa vontade de consertar as coisas. Voltei a tempo de ver uma despedida emocionante na NBA e também assistir o Superbowl mais fantástico de todos os tempos. Sim, eu gosto de futebol americano, e muito!

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário