Procure no JP

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Atibaia inverte os papéis e derrota o ex-líder Olímpia

Texto e fotos: Fernando Martinez


Na quarta-feira passada teve rodada cheia do Campeonato Paulista da Série A3, e dessa vez não assisti nada na Grande São Paulo. Peguei a estrada e fui até a cidade de Indaiatuba, não para ver um jogo do Primavera, e sim para acompanhar o encontro entre Atibaia e Olímpia, times 20 e 21 do Projeto 40, pela quinta rodada da primeira fase.

Esse é o segundo ano consecutivo que o Estádio Ítalo Mário Limongi é a casa do Falcão na A3, já que ninguém se digna a arrumar de verdade o Salvador Russani, fazendo com que ele possa ser liberado para partidas profissionais. Tudo bem que algumas determinações da FPF são exageradas, mas mesmo assim é um absurdo saber que não existe o interesse real em fazer com que o Atibaia jogue na sua própria cidade.

Falando nisso, o começo de campeonato não foi nada promissor para os atibaienses. Nas quatro rodadas iniciais o time conquistou apenas um empate e perdeu três vezes, ocupando a 18ª posição e à frente apenas de Taboão da Serra e Independente. Já pelos lados do Galo Azul, o panorama era completamente diferente: quatro vitórias, 100% de aproveitamento e liderança da competição.


Sport Club Atibaia - Atibaia/SP (mas mandando seus jogos em Indaiatuba)


Olímpia Futebol Clube - Olímpia/SP


Capitães dos times junto com o árbitro André Luís Riquena, os assistentes Wellington Bragantim Caetano e Bruno Bonani Munhoz e o quarto árbitro Gabriel Petrini Cruz

Cheguei na cidade bastante tempo antes do apito inicial, e como a rodoviária é praticamente do lado do estádio, deu tempo de fazer o famoso pit stop na padaria que fica entre os dois endereços. Aliás, fica a dica: os sanduíches do lugar são ótimos e com preços justíssimos. Vale demais a visita.

Após a boquinha finalmente segui até a casa primaverina. O sol era fortíssimo e a temperatura estava na casa de 35 graus, com sensação térmica de 38. Por conta da grande diferença das campanhas no certame, escolhi acompanhar o ataque do time visitante, e por sorte, consegui ali uma milagrosa sombra para ficar minimamente protegido próximo ao alambrado.

O Olímpia até iniciou a peleja razoavelmente bem, embora sem criar chances tão agudas. A única oportunidade efetiva foi aos doze minutos em finalização de Naldinho. Depois disso, os papéis se inverteram por completo e parecia que era o Atibaia o líder do campeonato.

O onze laranja ficou mais tempo com a bola nos pés e soube neutralizar com sucesso todas as investidas visitantes. A boa atuação foi premiada aos 40 minutos quando o camisa 10 Róbson avançou pela direita e chutou cruzado pra colocar a bola no canto direito do goleiro Igor.


Atacante do Olímpia matando a bola em lance de ataque no começo do jogo


Gledson, 15 do Atibaia, armando o chute e Naldinho se esticando todo para tentar o corte


Bola levantada na área do time "da casa"


Veloso cobrando escanteio pela direita

No tempo final novamente quis crer que o Olímpia atacaria mais e então me dirigi ao outro lado do campo. Consegui uma sombrinha graças à salvadora ambulância estacionada ao lado da bandeira de escanteio. Dali vi o alvi-azul iniciar os trabalhos já assustando com chute na trave logo aos dois minutos.

O Atibaia tinha o setor defensivo adversário todo à sua disposição, e nas poucas vezes que os atacantes acertaram a troca de passes, a zaga visitante sofreu. Só que o Olímpia era melhor, e Max Pardalzinho quase deixa tudo igual aos 16 em lance que contou com grande defesa de Fraga. Três minutos depois foi a vez de Robinson levar enorme perigo em bola cabeceada na trave.

Na sequência do lance, o Atibaia conseguiu organizar uma ofensiva primorosa pela esquerda que terminou com um chute genial de Robinho na trave. O jogo estava sendo disputado num ótimo nível e com as duas equipes mostrando uma enorme disposição.

O time "da casa" foi cozinhando o Galo Azul com o passar do tempo e os visitantes não conseguiam mais acertar o último toque. Quando a partida se encaminhava para o fim e o Olímpia já estava na base do bumba-meu-boi, os atibaienses acertaram novo contra-ataque. A bola foi tocada para Reginaldo, e o camisa 11 entrou na área, chutou por cima do arqueiro e fechou o marcador.


Tiro de longe no ataque do Galo Azul


Investida do Olímpia pela esquerda do ataque


Robinson cabeceando com estilo em bola que bateu na trave

O inesperado placar de Atibaia 2-0 Olímpia marcou a primeira vitória do Falcão e a primeira derrota do Galo na A3 2017. Os laranjas subiram duas posições na tábua de classificação, agora estão em 16º, e o alvi-azul agora está na terceira colocação. A nova líder é a Internacional de Limeira.

Meu cronograma do Projeto 40 apontava uma viagem até Santos na quinta-feira, porém por uma série de motivos acabei ficando em São Paulo. Por conta disso vai rolar uma grande reorganização no planejamento, mas como aqui é na base do tudo pelo social, não há o menor problema.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário