Procure no JP

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Corisabbá assusta, mas fica no "quase" contra o Goiás

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois de um dia de descanso, o domingo na Copa São Paulo de Futebol Júnior reservou uma genial rodada quádrupla - sim, quádrupla - com pelejas na capital e na Grande São Paulo. A jornada começou muito cedo e com muito calor no Estádio Nicolau Alayon, sede do Grupo 24 da competição. A partida que abriu os trabalhos foi entre o Goiás e o genial Corisabbá do Piauí, time 644 da Lista.


Goiás Esporte Club (sub-20) - Goiânia/GO


Associação Atlética Corisabbá (sub-20) - Floriano/PI


Capitães e quarteto de arbitragem designados para a partida na casa do Nacional

O onze esmeraldino venceu seus dois primeiros compromissos enquanto os piauienses perderam para o Nacional e derrotaram o Pérolas Negras. Um triunfo do time de Floriano praticamente colocaria a equipe na segunda fase independente do resultado do jogo de fundo. Vale lembrar que essa é a primeira participação do alvinegro na história da Copinha e a classificação aconteceu depois do vice-campeonato no estadual sub-19.

O time goiano era favorito... mas olha, o time sofreu mais do que o esperado. No primeiro tempo foi difícil ter algo digno de registro pois o calor estava forte demais e os times foram a campo com uma falta de inspiração que chegou a dar raiva. As duas equipes praticamente ficaram apenas trocando passes e ao final dos primeiros 45 minutos o placar mostrava um óbvio 0x0.

Já no tempo final, a coisa pegou no breu. Vimos um jogo foi sensacional e repleto de emoções. Logo aos quatro minutos o Goiás abriu o marcador num lance de absoluta infelicidade do zagueiro Gabriel. O goleiro deu rebote num chute de Filipe e o defensor simplesmente chutou contra o próprio gol. Ficamos sem saber o que ele quis realmente fazer.

Só que os meninos do Corisabbá não desanimaram, muito pelo contrário. Aos 20 minutos o time teve pênalti a favor. Sony bateu no cantinho direito e deixou tudo igual. Dois minutos depois aconteceu a virada para delírio da grande parte dos presentes na Comendador Souza. Matheus fez grande jogada no meio, tocou para Sony na direita que cruzou na área. O camisa 2 Cleuber tentou tirar e marcou o segundo gol contra da manhã.

Nem o mais animado torcedor piauiense imaginava que o Corisabbá pudesse virar o marcador em tão pouco tempo. O Goiás sentiu o golpe e demorou para voltar a atacar. A partida foi seguindo com o 2x1 a favor do onze nordestino e os atletas se desdobravam em campo rezando pro tempo passar cada vez mais rápido.

O relógio marcava 43 minutos do tempo final quando o goleiro do Corisabbá cometeu um pênalti infantil. Nílson bateu sem problemas e deixou tudo igual. Os meninos alvinegros desabaram após esse lance e ficou fácil para os goianos chegarem a uma goleada com gols de Nílson, ele de novo, aos 47 e de Patrick aos 51 minutos.


Como o primeiro tempo foi muito ruim, só vai ter uma foto publicada. Aqui, a zaga piauiense corta ataque goiano


Escanteio a favor do time nordestino no tempo final


Disputa de bola pelo alto no meio de campo


Sony deixa tudo igual em cobrança de pênalti


O empate goiano aos 43 do segundo tempo em pênalti cobrado por Nílson

O placar final de Goiás 4-2 Corisabbá classificou o time do Centro-Oeste em primeiro lugar do Grupo 24 e eliminou o onze do Piauí, apesar deles terem feito uma partida de completa superação durante a maior parte do segundo tempo. De qualquer forma, todos merecem os parabéns pela bela campanha realizada. Já pelos lados do Goiás, fica a certeza que a equipe precisa ter mais atenção caso queira ir longe na Copinha.

Já sem sombra dentro de campo fui pra parte coberta do Nicolau Alayon para assistir a peleja de fundo junto dos amigos presentes. E diferente do que 98% das pessoas dizem, não teve time estrangeiro em campo. No próximo post explico a história direitinho.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário