Procure no JP

sábado, 7 de janeiro de 2017

Azulão sofre, mas derrota o Central de Caruaru e se classifica

Texto e fotos: Fernando Martinez


Seguindo a trilha de times novos na 48ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, na tarde/noite de sexta-feira fui até uma cidade que não sediava jogos da competição desde 1993. Sim, depois de 24 anos, São Caetano do Sul voltou a ver de perto a competição de base mais importante do país.

Iniciando os trabalhos da segunda jornada do Grupo 23, o São Caetano enfrentou o genial Central de Caruaru no Estádio Anacleto Campanella, time que era um sonho de consumo meu desde os anos 80 e clube de número 643 a fazer parte da minha Lista. Vale registrar que essa é a estréia da gloriosa Patativa do Agreste na história da Copinha. O clube se classificou por ter sido semi-finalista do pernambucano do ano passado.


Associação Desportiva São Caetano (sub-20) - São Caetano do Sul/SP


Central Sport Club (sub-20) - Caruaru/PE


Capitães dos times e quarteto de arbitragem

Vindo de um grande jogo na estreia (4x2 e show contra o São Bento), o Azulão queria emplacar a segunda vitória seguida e, dependendo do resultado da peleja de fundo, já emendar a classificação antecipada para a segunda fase. Só que não foi nada fácil o onze paulista sair de campo vitorioso, já que os nordestinos fizeram uma apresentação muito consistente.

Sob uma temperatura incrível (frio e garoa, uma bênção) os locais começaram com tudo a fizeram o primeiro aos sete minutos com Marlon. O Central não se fez de rogado e equilibrou as ações rapidinho, passando a chegar com perigo dentro da área paulista. Melhor em campo, os visitantes deixaram tudo igual com Luís Carlos aos 29 e por pouco não viraram o marcador.


Zagueiro do Central roubando a bola de avante do São Caetano


Marlon armando o chute que abriu o marcador no Anacleto Campanella


Quase o segundo gol do Azulão saiu nesse lance


Bola levantada na área do Central de Caruaru

O jogo chegou ao intervalo com o empate e com a torcida, digamos, um pouco indignada com uma atuação não assim tão exuberante do time do ABC. No tempo final a partida melhorou e as duas equipes levaram bastante perigo às respectivas metas adversárias.

O gol estava próximo e poderia sair de qualquer lado. Após duas ótimas chances desperdiçadas, o Central foi castigado e sofreu o segundo aos 18 minutos com Victor se aproveitando de rebote do arqueiro pernambucano. O onze centralino sentiu o golpe e, doze minutos depois, viu Renan ampliar para o São Caetano e fechar a fatura.


Jogadores disputando a bola na esquerda do ataque paulista no segundo tempo


Zaga do Central subindo do terceiro andar para fazer o corte


Ótima oportunidade de gol a favor do time do ABC Paulista

No fim, o São Caetano 3-1 Central foi o melhor jogo do ano até então para mim e garantiu os paulistas na segunda fase por conta do placar do duelo principal da rodada, peleja que teve a presença do atual campeão da Copinha em campo.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário