Procure no JP

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

JP na Olimpíada (parte 2): A historica estreia do Zimbábue

Texto e fotos: Fernando Martinez


Fechando a rodada inicial de futebol feminino dos Jogos Olímpicos 2016 na Arena Corinthians, vi de perto um confronto simplesmente genial e totalmente insólito. A poderosa seleção da Alemanha, disputando sua quinta Olimpíada, mediu forças com a surpreendente seleção do Zimbábue, essa na sua primeira e histórica participação.

As alemãs ficaram de fora em Londres-12, porém antes disso emplacaram uma sequência de três medalhas de bronze seguidas em 2000, 2004 e 2008. As germânicas ocupam a terceira colocação na tábua geral de classificação do certame, atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil. A vaga para a Rio-16 foi conquistada depois da boa campanha na Copa do Mundo do ano passado.

Já as africanas fazem sua estreia internacional depois de terem eliminado Zâmbia, Costa do Marfim e Camarões no pré-olímpico da CAF. Essa é a primeira vez que o Zimbábue participa de um esporte coletivo em Olimpíada desde que o país se tornou independente "de verdade" em 1980. O 93º lugar no Ranking da FIFA pouco quer dizer levando em conta o que essa classificação significou para a antiga colônia britânica.


Alemanha e Zimbábue entrando em campo na Arena Corinthians


A genial seleção africana e sua bandeira na hora do Hino Nacional

Dentro das quatro linhas, uma certeza: a vitória do selecionado europeu, restando saber apenas de quanto seria a goleada. Grande parte dos mais de 20 mil pagantes estava torcendo para as simpáticas meninas africanas, inclusive eu, mas confesso que também queria ver gol.

Só que se dependesse do primeiro tempo, o marcador não teria sido tão dilatado. A Alemanha foi muito melhor e impôs pressão desde os primeiros momentos, o que ninguém esperava era a baixa qualidade das finalizações. A goleira Lindiwe Magwede mostrou bastante serviço e o primeiro gol saiu apenas aos 22 minutos numa cabeçada certeira de Sara Daebritz.

Aos 36, Melanie Leupolz avançou pela direita e cruzou milimetricamente na cabeça da camisa 9 Alexandra Popp, que marcou seu 35º gol com a camisa da seleção. A contagem poderia ter sido maior caso a árbitra da Malásia tivesse marcado dois pênaltis para a Alemanha. Assim, o tempo inicial ficou nos parcos 2x0.


Annike Khran iniciando ataque para a Alemanha


Primeiro gol da seleção europeia, marcado de cabeça por Sara Daebritz


Melanie Leupolz, camisa 16, sofrendo marcação de Talent Mandaza, camisa 6

No tempo final o panorama foi o mesmo até os cinco minutos, momento em que a Arena Corinthians fez muita festa com o primeiro gol do Zimbábue. Rutendo Makore chutou, a goleira Schult deu rebote e a camisa 17 Kudakwashe Masopo encheu o pé para colocar seu nome na história.

O tento sofrido acordou a Alemanha e três minutos depois Behringer jogou uma ducha de água fria na torcida com seu belíssimo gol de falta. Ela mesma fez o quarto aos 33 aproveitando rebote da goleira depois de um pênalti defendido. Aos 38 Leupolz recebeu longo passe da esquerda, invadiu a área e tocou na saída de Magwebe para fazer o quinto tento alemão e o gol de número 300 da história olímpica do futebol feminino.


Anja Mittag segura a bola e Eunice Chibanda segue na sua marcação


Terceiro gol alemão marcado em belíssima cobrança de falta de Melanie Behringer


Mais uma chance "alvinegra" pelo alto, agora com Leonie Maier


Visão geral da Arena Corinthians para o insólito Zimbábue x Alemanha

Para fechar a goleada, a zagueira Eunice Chibanda deu uma forcinha aos 45 e marcou contra. O placar final de Zimbábue 1-6 Alemanha marcou a segunda maior goleada alemã na história dos Jogos, a terceira maior em todos os tempos e o primeiro 6-1 no torneio feminino de futebol desde que o esporte foi introduzido em Atlanta-96. Marcante, mas poderia ter sido mais.

Na saída todos os amigos/conhecidos que curtiram a rodada dupla se encontraram na porta do estádio para fazer aquela foto marota para a posteridade. Enquanto a maioria só tinha compromisso novamente no sábado, eu precisava correr pois tinha rodada dupla do torneio masculino logo na quinta-feira. Jornada longe, bem longe de casa e com direito a dois times novos na Lista.

Até lá!

Um comentário:

  1. Sou fão incondicional do trabalho dos senhores . A nível de sugestão apesar de não saber se há alguma restrição da legislação com relação a imagens pelo fato de serem menores gostaria de sugerir a cobertura também dos certames sub 11,13 15, etc do Paulista. Obrigado e parabéns pelo trabalho dos senhores.

    ResponderExcluir