Procure no JP

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Despedida melancólica do vice-campeão paulista Audax da Série D

Texto e fotos: Fernando Martinez


Na noite do domingo aconteceu uma daquelas sessões bem perdidas, mas muito legais de se acompanhar por aqui. O já eliminado Audax recebeu o Boavista de Saquarema para finalizar sua participação no Campeonato Brasileiro da Série D em 2016. O palco do confronto, claro, foi o mais uma vez vazio Estádio José Liberatti.

Com o empate contra o Espírito Santo, o vice-campeão paulista já estava eliminado da competição antes mesmo da última rodada terminar. Já o Boa Vista ainda lutava pela segunda vaga do Grupo A13 na segunda fase da última divisão nacional. Se o jogo era amistoso para os locais, a ideia era pelo menos vencer a primeira e fazer o primeiro gol em casa.


Grêmio Esportivo Osasco Audax - Osasco/SP


Boavista Sport Club - Saquarema/RJ


Quarteto de arbitragem com o árbitro cearense Leo Simão Holanda, o assistente 1 de Pernambuco Cleberson do Nascimento Leite, o assistente número 2 do Tocantins Cipriano da Silva Sousa e o quarto árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho. Junto, os capitães de Audax e Boavista

Os donos da casa tomaram as rédeas da peleja durante a maior parte do primeiro tempo. Isso não se traduziu em chances de gol e oportunidade clara mesmo só aconteceu uma, com Henrique aos 34 minutos e que terminou com o gol anotado anulado por impedimento.

No tempo final o Boavista foi muito mais efetivo, e mesmo sem fazer uma partida brilhante conseguiu conquistar os três pontos. Eram decorridos nove minutos quando Luan recebeu bom passe pela esquerda, cortou do zagueiro e chutou para fazer o primeiro. Cinco minutos depois o Audax teve Vinícius Munhoz expulso e a chance de empate, que já era pequena, se extinguiu de vez.


Ataque osasquense pela direita


Jogador do Audax carregando a pelota na intermediária


Chute sem direção a favor dos locais


Boa chance do Boavista no tempo final


Falta a favor do onze paulista


Atacante local tropeçando na luta para dominar a bola

Para coroar a ridícula campanha do time paulista, Romarinho fez o segundo dos cariocas aos 42 minutos em cobrança de pênalti. O placar final de Audax 0-2 Boavista não adiantou nada para o alviverde, pois o triunfo do Espírito Santo contra a Caldense eliminou a equipe de Saquarema.

Pelos lados do Audax a certeza é que o campeonato foi simplesmente uma Decepção - com "D" maiúsculo - em todos os sentidos. A equipe fez um mísero gol em seis jogos disputados (nenhum em casa) e não foi capaz de mostrar um futebol minimamente razoável. Cortesia do lamentável desmanche feito pelo pessoal que comanda os vários clubes que possuem como se comanda uma linha de produção. Resta esperar que em 2017 a equipe faça sua estreia de verdade na Série D.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário