Procure no JP

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Vitória histórica do Nacional impede (por enquanto) o acesso do Sertãozinho

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois de ver um time novo na terça à noite, a agenda da quarta-feira reservou uma partida que poderia ser histórica no Campeonato Paulista da Série A3. Precisando de uma simples vitória para conquistar o acesso, o Sertãozinho visitou o Nacional no Estádio Nicolau Alayon pela penúltima rodada da segunda fase.

Só que não seria nada fácil para o Touro dos Canaviais sair da Comendador Souza com os três pontos. O time ferroviário foi bem demais na goleada contra a Matonense e esperava repetir a dose para adiar a disputa do acesso até a rodada final. Nos dois jogos disputados entre os dois na temporada, duas vitórias do time grená.


Nacional Atlético Clube


Sertãozinho Futebol Clube


Capitães dos times junto com o árbitro Douglas Marques das Flores, os assistentes Orlando Massola Junior e Edson Rodrigues dos Santos e o quarto árbitro Danilo da Silva

Uma das coisas mais legais da partida é que ela foi disputada - finalmente - sob uma temperatura decente e condizente com a época em que estamos. Sem aquele calor absurdo, os times ganharam um reforço antes mesmo da bola rolar. Quando a peleja começou, não demorou para o Sertãozinho mostrar um futebol melhor.

O Nacional sofreu bastante na primeira metade do tempo inicial e a maior chance de gol para os grenás aconteceu em tiro de Luan na trave. Depois dos 25 minutos os paulistanos equilibraram as ações. Aos 44 o árbitro anulou um gol de Anderson Magrão. De aonde estava pareceu que foi normal, mas o ângulo não ajudava muito, e depois confirmamos que ele tocou sim com a mão na pelota.

Se nos primeiros 45 minutos a partida já tinha sido nem movimentada no segundo a coisa melhorou de vez. Jogo disputadíssimo, várias chances de gol e muita emoção, num dos melhores jogos que acompanhei até aqui em 2016. Na atual maré de jogos mais ou menos, foi genial voltar a ver uma partida boa.


Marcação do Sertãozinho em ataque nacionalino


Meio sem jeito, jogador do Nacional sobe para cabecear a pelota


Rafael Novais, camisa 4 do Sertãozinho, em lance no meio-campo


Atletas ferroviários contestando a anulação do gol de Anderson Magrão

Aos nove minutos o Nacional teve um pênalti a seu favor marcado corretamente pela arbitragem. Lucas bateu firme no canto direito e colocou os locais na frente. Com a vitória parcial da Matonense em cima do Flamengo, o Sertãozinho precisava apenas empatar para garantir o acesso. Aos poucos a equipe foi se reorganizando em busca da igualdade.

O tempo foi passando com emoções para todos os gostos e aos 30 minutos o Touro dos Canaviais chegou ao empate com o gol de cabeça do zagueiro Rafael Novais. Agora restava ao onze grená segurar a pressão paulistana por pouco mais de 15 minutos para o acesso sair de forma antecipada.

Só que o Nacional foi forte, bravo e não desistiu do jogo em nenhum segundo. Mesmo com o relógio andando rápido, os locais não desanimaram em busca do gol que manteria o sonho do acesso vivo para a última rodada. O arqueiro Márcio mostrou serviço e conseguiu parar todos os ataques nacionalinos.

Por volta dos 47 minutos a torcida visitante soltou o grito da garganta e passou a comemorar o acesso, iniciando a festa nas arquibancadas com o canto "o Sertãozinho vai subir".... é, só faltou combinar o script com o camisa 10 paulistano Emerson Mi. No último ataque da partida, ele recebeu um bom passe pelo meio e resolveu arriscar de longe. Ele colocou a bola milimetricamente entre a trave direita e o camisa 1 grená. Era o segundo gol do Nacional.


O segundo tempo de Nacional x Sertãozinho foi sensacional, algo raro na atual temporada das divisões de acesso


Zaga do onze grená cortando cruzamento dentro da área


Não deu para Marcão... Emerson Mi acertou um chute antológico, deu a vitória ao Nacional e impediu o acesso do Sertãozinho na quarta-feira

Sem tempo para mais nada, o árbitro encerrou a peleja na saída de bola com o placar final de Nacional 2-1 Sertãozinho. A heroica e magnífica vitória manteve o time ferroviário na luta pelo acesso para a A2 em 2017. A equipe precisava vencer o Fla e torcer por uma vitória da SEMA no domingo, lembrando que o Sertãozinho sobe com um empate. Não será nada fácil, mas a esperança pelos lados da Água Branca é a última que morre.

Da minha parte, voltei pra casa na boa ainda curtindo uma merecida semana de descanso. Na quinta a correria da semana teve continuidade com mais um time novo na Lista, inédito em vários aspectos.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário