Procure no JP

quinta-feira, 3 de março de 2016

Muita chuva em Guarulhos e empate entre Corvo e Fantasma


Não é fácil armar algo do naipe do Projeto 40. Por conta da apertada agenda de jogos e da intrincada logística para conseguir ver de perto cada um dos 40 participantes das séries A2 e A3 muitas vezes acabamos trocando jornadas que certamente serão especiais simplesmente por conta da única chance de colocar uma agremiação na lista.

Na última quarta-feira aconteceu uma situação assim. Eu sabia que o Nacional x Grêmio Barueri seria histórico e com chance enorme de goleada. Só que não fui lá, pois ao mesmo tempo rolou o encontro entre Flamengo e Primavera, na última oportunidade de ver a equipe de Indaiatuba, a 22ª equipe a entrar na listinha do Projeto 40, durante o Campeonato Paulista da Série A3.


AA Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.


EC Primavera - Indaiatuba/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem composto por Cléber Luis Paulino, Enderson Emanoel da Silva, Marcelo Rodrigo da Silva e Regildenia de Holanda Moura junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Ir para o Estádio Antônio Soares de Oliveira foi algo bastante tranquilo. O que complicou mesmo foi o dilúvio que caiu desde o apito inicial. Teve chuva, muita chuva como há muito tempo não via. Apesar de ter ficado ensopado, o fato do jogo ter sido bom ajudou a segurar a onda.

Mesmo com uma campanha bastante irregular o Primavera começou a partida tomando sufoco do Corvo. A pressão não deu resultado e aos 14 minutos, na primeira chance perigosa que teve, o Fantasma abriu o marcador depois de Guilherme entrar dentro da área e chutar forte no canto do camisa 1.

Seis minutos depois, já com o temporal no seu ápice, o rubro-negro deixou tudo igual. Fernando Júnior cobrou escanteio da direita, Daniel Bueno escorou no primeiro pau e Tom apareceu livre no segundo para fazer de cabeça. O Primavera só se defendia e aos 40 sofreu a esperada virada com o tento do atacante Ingro.


Zagueiro do Primavera prestes a mandar a pelota pra fora do estádio. Foto: Fernando Martinez.


Camisa 2 do Fantasma cortando ataque do Corvo. Foto: Fernando Martinez.


Comemoração do gol de empate do Flamengo marcado por Tom. A chuva estava forte demais nesse momento. Foto: Fernando Martinez.

Não tive como ficar no gramado para o tempo final, já que a chuva não dava trégua. Subi para as cabines e dali vi um segundo tempo muito animado que teve o Tricolor Indaiatubano melhor em campo. O Fla não conseguiu ter o mesmo ímpeto ofensivo que teve nos primeiros 45 minutos.

O goleiro Wágner acabou se tornando o maior nome do jogo ao fazer várias defesas importantes, só que nem ele conseguiu impedir o empate primaverino aos 23 minutos. O onze visitante teve escanteio pela esquerda e Laurino se antecipou aos zagueiros cabeceando firme para deixar tudo igual no placar.


Falta perigosa a favor do time visitante. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.


Lance do segundo gol do Primavera, empatando novamente a peleja. Foto: Fernando Martinez.

Após sofrer o empate o Corvo até que equilibrou as ações, porém as finalizações não foram boas o bastante e a peleja terminou mesmo em Flamengo 2-2 Primavera. O ainda invicto rubro-negro agora soma dezoito pontos e permanece no G8. O tricolor foi a onze e chegou à marca de oito jogos sem vencer.

E como disse lá no alto, a expectativa para o jogo do Nacional se confirmou e o time ferroviário massacrou o Barueri por 10x0 e igualou sua maior vitória em todos os tempos. É, como entrei nessa de ver todos os times mais uma vez, já sabia que corria riscos assim. Ossos do ofício.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário