Procure no JP

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Série A3: Flamengo derrota o Olímpia no sufoco e se mantém invicto


Mais um Carnaval chegou e mais uma vez fiquei longe da avenida, dos blocos e de qualquer coisa que me lembrasse vagamente a tradição momesca. Tirando a morgação e o descanso absoluto, movimentação mesmo só rolou no sábado com uma rodada dupla e minha estreia no Campeonato Paulista da Série A3 em 2016. A programação teve início no Estádio Antônio Soares de Oliveira, no encontro entre o Flamengo e o recém-promovido Olímpia FC.

Caí da cama muito cedo e segui para a cidade de Guarulhos junto com o trio Mário, Colucci e o folião Sérgio Oliveira. Ainda deu tempo de fazer aquele café da manhã natural numa padaria da região antes da sessão de futebol. O Flamengo queria emendar o terceiro jogo sem perder e a segunda vitória em casa, enquanto o Olímpia, derrotado nas duas primeiras rodadas, sonhava com uma reabilitação.


AA Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Olímpia FC - Olímpia/SP. Foto: Fernando Martinez.

Antes de falar da peleja em si, vale mencionar aqui o bom trabalho feito pelo Marcos Ribeiro, assessor de imprensa do Corvo e que tem prestado bons serviços ao clube. Ele está se empenhando em perpetuar a história do rubro-negro guarulhense e vem preparando um arquivo monstro com toda a trajetória da equipe no profissionalismo. Tive a chance de ajudá-lo com os resultados do Fla em 1979 e 1980 e espero que ele tenha sucesso nessa empreitada. A memória do futebol só é contada de forma verdadeira quando alguém tem iniciativas assim.

De forma exclusiva captei as fotos oficiais e fui então me esgueirar numa pequena sombra na lateral. Dali acompanhei o tempo inicial, só que infelizmente esse foi de longe o jogo mais fraco que acompanhei no ano. O Flamengo teve até mais posse de bola, mas chance de gol que é bom, nada. O Galo não foi nem sombra do ótimo time que conquistou o acesso na Segundona do ano passado e nada fez.

A partida ficou concentrada mais no meio-campo e foi difícil assistir algum lampejo de criatividade. Junta no pacote o calor sempre chato e voilá, sai do forno um prato cheio de tédio. O negócio foi tão arrastado que pareceu que o primeiro tempo teve 112 minutos. No intervalo, o placar era um óbvio 0x0.


Ingro avançando pela esquerda do ataque rubro-negro. Foto: Fernando Martinez.


Paulo Brumati tentando marcar de cabeça. Foto: Fernando Martinez.


Marcação firme do camisa 2 olimpiano. Foto: Fernando Martinez.


Ingro tentando abrir o marcador no fraco primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Saí do gramado e fui para a cabine do estádio acompanhar o segundo tempo longe do sol. A peleja continuou muito ruim e o primeiro chute no gol - a favor do Fla e com grande defesa de Juninho - saiu apenas aos 22 minutos. Isso mesmo, 67 minutos para alguém finalmente dar um chute em direção à meta. O Olímpia respondeu com boa chance e grande defesa de Wágner.

Aos 29 entrou em campo o camisa 18 Tom, e foi ele quem salvou a manhã nove minutos depois. O jogador flamenguista foi extremamente feliz e acertou um tirambaço cheio de efeito da entrada da área, vencendo o goleiro olimpiano e dando a segunda vitória pro Corvo na competição.


Jogadores fazendo pose especial para a foto. Foto: Fernando Martinez.


Comemoração dos atletas do Corvo no solitário gol de Tom. Foto: Fernando Martinez.


Zagueiro local se preparando para afastar a pelota da sua área. Foto: Fernando Martinez.

O placar final de Flamengo 1-0 Olímpia manteve o rubro-negro entre os melhores na tábua de classificação e fez o Galo continuar com 0% de aproveitamento. Ainda jogando sob a parceria com o Corinthians, o rubro-negro tem planos bem audaciosos para essa A3... quem sabe não aconteça a volta para a A2 depois de seis anos.

Alguns integrantes da delegação que saiu da capital permaneceram em Guarulhos. Apenas eu e o Colucci, agora contando com a presença do indefectível Cosme, seguimos para a segunda sessão de futebol do sábado, agora em outro ponto da Grande São Paulo e com direito a momentos bizarros.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário