Procure no JP

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Lusa e Tiradentes/PI se despedem com empate no Brasileiro Feminino


Menos de 24 horas depois de acompanhar a partida entre Portuguesa e Velo Clube no Estádio Oswaldo Teixeira Duarte, voltei à casa lusitana para outra sessão de futebol, essa muito, mas muito mais perdida. Pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro Feminino, Portuguesa e Tiradentes do Piauí foram a campo para definirem quem terminaria a disputa do Grupo 1 na lanterna.

Digamos que a campanha dos dois não foi muito boa: as duas equipes perderam os três compromissos disputados e juntos somaram um saldo negativo de 14 gols. Trocando em miúdos, esse era um jogo perdidaço com 90 minutos absolutamente imperdíveis. A dupla Rodrigo Colucci e Mílton também não quis ficar de fora desse momento e marcou presença por lá.


A Portuguesa de D (feminino) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


SE Tiradentes (feminino) - Teresina/PI. Foto: Fernando Martinez.


Capitãs das equipes e quarteto paulista para o jogo com a árbitra Katiucia da Mota Lima, os assistentes Bruno Salgado Rizo e Marcela de Almeida Silva e o quarto árbitro Adriano de Assis Miranda. Foto: Fernando Martinez.

Como se tudo isso não bastasse, essa foi a primeira apresentação do onze piauiense na cidade de São Paulo desde o dia 9 de fevereiro de 1983. Naquela quarta-feira o seu time principal sofreu a maior goleada da história do Brasileirão, no famoso Corinthians 10-1 Tiradentes. Mesmo sendo a equipe feminina, impossível não relacionar as duas situações.

Depois de um ligeiro atraso no início por conta da falta de luz que impediu a execução do hino nacional, a Portuguesa começou a peleja tomando conta das ações ofensivas e aos 15 minutos a camisa 7 Aline abriu o marcador para as locais. O jogo estava tranquilo a favor das donas da casa, mas aos poucos o Tiradentes foi se soltando, deixando tudo igual aos 41 com o gol de Moara.

Ela mesma virou o marcador para as nordestinas aos sete do segundo tempo. Quatro minutos depois Lucélia fez o segundo da Lusa e voltou a deixar tudo empatado. As locais tiveram a chance de emplacarem outra virada mas a arqueira do Tigre Silvia defendeu uma cobrança de pênalti pouco tempo depois.


Moara empatando o jogo para o Tiradentes aos 41 minutos. Foto: Fernando Martinez.


Investida portuguesa no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.


Silvia defendeu essa cobrança de pênalti a favor da Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.


A Portuguesa chegou perto, muito perto, de virar novamente o marcador. Foto: Fernando Martinez.


Lance no meio de campo. Foto: Fernando Martinez.


Mais um milagre da arqueira do Tiradentes evitando o terceiro da Lusa. Foto: Fernando Martinez.

A trave atrapalhou as paulistanas mais duas vezes, e no fim o jogo terminou sem vencedor: Portuguesa 2-2 Tiradentes/PI. As duas agremiações encerraram suas participações no nacional feminino sem nenhum triunfo, mas se serve de consolo, pelo menos as meninas do Tigre ficaram com a quarta colocação na chave, mantendo a Lusa na lanterninha. O Grupo 1 classificou Ferroviária e Iranduba/AM para a segunda fase, que começa apenas no final de março.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário