Procure no JP

sábado, 9 de janeiro de 2016

Copa São Paulo: Goleada tricolor contra o Tiradentes/CE


O jogo que fechou a segunda rodada da primeira fase do Grupo 17 da Copa São Paulo de Futebol Júnior foi genial. Não pela presença do São Paulo, um dos eternos favoritos ao título da competição e figurinha carimbada por aqui, e sim pela presença da genial Associação Esportiva Tiradentes de Fortaleza, o 615º time a fazer parte da minha Lista.

Fundado em 1961, o Tigre da Polícia Militar tem grande tradição no futebol do seu estado (conquistou a segunda divisão em 1969 e em 2015 e foi campeão da primeira em 1992, dividindo o caneco com outras três equipes), mas fora do Ceará a coisa é bem diferente. O time participou apenas duas vezes de torneios nacionais - a Taça de Prata de 1982 e a Série D de 2013 - e nunca saiu do Nordeste para disputar torneios oficiais. Logo, a primeira participação do clube na Copinha merecia ser acompanhada bem de perto.


AE Tiradentes (sub-20) - Fortaleza/CE. Foto: Fernando Martinez.


São Paulo FC (sub-20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times e quarteto de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

Pena que o time tenha caído numa chave tão difícil, que contou só com adversários paulistas. A missão da equipe na noite de terça-feira na Arena Barueri era uma daquelas dignas de roteiro do filme "Missão Impossível", já que derrotar o time do Morumbi era uma tarefa complicadíssima, ainda mais depois dos 4x0 sofridos na estreia.

Um grande público foi ao estádio e muitos não esperavam nada menos do que uma goleada. Mesmo sendo azarão, foi o Tiradentes quem criou a primeira grande chance, isso antes do primeiro minuto. O goleiro Lucas Perri foi bem e defendeu o chute de Mascote. Aos quatro minutos, outra oportunidade cearense, agora com João Gabriel. Essas acabaram sendo as melhores oportunidades do Tiradentes em toda a partida.

Passado o susto inicial, o São Paulo colocou a bola no chão e passou a interpretar o papel de ator principal da noite sem titubear. Lucas Fernandes abriu o marcador aos oito minutos com um golaço. Ele recebeu bola na esquerda e chutou colocado, encobrindo o arqueiro cearense Cezar com muita categoria.

Jogando na boa, os locais tiveram boa oportunidade aos 17 em cobrança de falta de Lucas Fernandes. O SPFC foi enfileirando chance atrás de chance, porém o segundo gol só foi acontecer aos 37 minutos. David Neres fez boa jogada pela direita e tocou para Matheus Queiroz ampliar com um grande chute. Antes do primeiro tempo acabar, Joanderson ampliou com um golaço de letra aos 43.


Detalhe do primeiro gol do São Paulo contra o Tiradentes/CE. O goleiro cearense nada pode fazer. Foto: Fernando Martinez.


Ataque são-paulino pelo meio. Foto: Fernando Martinez.


Chute perigoso a favor do onze paulista. Foto: Fernando Martinez.


Foguete encarando a marcação do Tiradentes. Foto: Fernando Martinez.


Outra chegada do São Paulo pela direita, agora com Artur. Foto: Fernando Martinez.

Após o tempo inicial chegar ao fim subi para o ponto mais alto da Arena Barueri e de longe, muito longe, acompanhei os 45 minutos finais ao lado do amigo Ricardo Espina. O São Paulo voltou mais sonolento e a primeira metade do segundo tempo seguiu de forma bastante arrastada. Praticamente nada se salvou.

Aos 25, finalmente os locais acordaram e Joanderson marcou seu segundo gol na noite. Dez minutos depois, Banguelê fez de cabeça o quinto. Nem bem o Tiradentes deu a saída e a bola foi perdida. Inácio recebeu e invadiu a área pela esquerda para fazer um belíssimo gol, mesmo chutando sem ângulo. Para fechar o massacre, Murilo fez o sétimo aos 46.



Duas chegadas perigosas do São Paulo no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

O placar final de Tiradentes/CE 0-7 São Paulo colocou o tricolor na liderança do Grupo 17 após duas rodadas por conta do saldo de gols. O onze paulistano terminou a primeira fase como líder isolado da chave depois de derrotar o Grêmio Osasco Audax. Para variar um pouquinho, o time é um dos maiores candidatos ao título da Copa São Paulo 2016.

Nos dias 6 e 7 aconteceu a rodada final da primeira fase da Copinha, mas miseravelmente eu não pude ir em nenhuma partida graças a uma série de fatores, um deles, claro, a tabela mal feita. Voltei aos gramados novamente na segunda fase, com uma rara chance de colocar mais um time na Lista após a primeira etapa do campeonato.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário