Procure no JP

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

JP, Marta e Nova Zelândia no Pacaembu


A rodada dupla do sábado terminou com um amistoso sensacional na capital paulista. Mesmo tendo várias opções de partidas na região, decidi ir ao sempre genial e cada vez mais abandonado Estádio Paulo Machado de Carvalho para o confronto entre as seleções femininas de Brasil e Nova Zelândia (!).

Vários eram os motivos para ir ao Pacaembu. Primeiro ver a volta do Brasil à São Paulo depois de quase três anos de ausência. O último jogo aqui até então aconteceu na noite de 19 de dezembro de 2012, um empate com a Dinamarca que deu o título do Torneio Internacional Cidade de São Paulo daquele ano. Depois, a presença da seleção com seus maiores nomes, e por fim, e talvez o motivo mais importante, acompanhar de perto a primeira visita da genial seleção da Oceania por aqui.



Seleções brasileira e neo-zelandesa posadas antes do amistoso. Fotos: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem junto com Marta e Abby Erceg, capitãs das seleções. Foto: Fernando Martinez.


Brasil e Nova Zelândia juntos pela paz. Foto: Fernando Martinez.

Pena que mais uma vez o público tenha sido diminuto muito, claro, por conta da falta de divulgação, algo comum em jogos da categoria. Cerca de três mil pessoas foram ao estádio para um duelo entre duas seleções que participaram da Copa do Mundo desse ano. O Brasil chegou às quartas e foi eliminado pela Austrália, enquanto as neo-zelandesas empataram duas partidas e perderam uma, sendo eliminadas ainda na fase inicial.

Mesmo com várias estrelas em campo - Marta, Cristiane, Érika, Formiga, entre outras - o Brasil foi mal durante todo o primeiro tempo. A equipe errou muitos passes e não conseguiu mostrar qualidade nos seus ataques. A única chance clara saiu dos pés de Marta, depois da camisa 10 receber bom passe dentro da área. Sem marcação, ela acabou chutando pra fora.

A Nova Zelândia teve bastante competência defensiva e deu trabalho nos contra-ataques. Aos 36 minutos as All Whites abriram o placar numa cobrança de falta ensaiada. A marcação brasileira vacilou e a bola foi tocada para Amber Hearn na direita. Ela invadiu a área e chutou cruzado para fazer seu 46º gol com a camisa da sua seleção.


Ataque do Brasil no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Cristiane atacando pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.


Atletas da Nova Zelândia comemorando o gol marcado aos 36 minutos. Foto: Fernando Martinez.


Bola alçada na área da All Whites. Foto: Fernando Martinez.


Marta e a melhor chance brasileira no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.

No tempo final o Brasil melhorou um pouco, mas continuou pecando demais no último toque. As atletas locais não foram capazes de se desvencilharem da precisa marcação das jogadoras da seleção oceânica. A atacante Cristiane criou as dias melhores oportunidades para o empate por duas vezes, mas o gol não saiu.

No fim, o placar ficou em Brasil 0-1 Nova Zelândia, uma pequena decepção no quarto jogo seguido sem vitória do selecionado tupiniquim. Na próxima quarta as seleções voltam a se enfrentar, agora na cidade de Cuiabá. Vale lembrar que o Brasil está se preparando para o Torneio Internacional Feminino que será realizado em Natal.


Poliana e a marcação de Betsy Hassett. Foto: Fernando Martinez.


Marta avançando pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Boa saída da goleira Erin Nayler em lance do Brasil no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


A camisa 10 do time verde e amarelo cobrando escanteio no fim da peleja. Foto: Fernando Martinez.

Ainda fiquei um bom tempo dentro de campo depois do apito final, e quando saí do Pacaembu permaneci no bar que fica ao lado do estádio com os amigos que foram assistir a partida (Sérgio, Mário, Luiz e o curioso Victor). Fomos sair dali depois de quase três horas de muito papo e muita comida boa, algo que sempre faz muito bem.

Esse foi o último jogo do mês de novembro, e não duvido que tenha sido o meu último em 2015. Vamos ver se rola assistir algo a mais ainda nessa temporada. Se não rolar, os 130 jogos já estarão de bom tamanho.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário