Procure no JP

terça-feira, 13 de outubro de 2015

ADECO joga mal, mas vence o Botafogo/PB e vira líder no Brasileiro


Em meio ao feriado de 12 de outubro, tivemos uma única opção de futebol nas redondezas na tarde do último domingo. Em mais uma jornada válida pelo Campeonato Brasileiro Feminino, fui pela segunda vez no ano ao Estádio José Liberatti para ver um compromisso do Centro Olímpico em 2015. As meninas paulistanas receberam o Botafogo/PB na primeira rodada do returno do Grupo 5.

O ADECO venceu o Santos na estreia e foi derrotado pelo São José no segundo jogo. A equipe fechou o turno com uma goleada de 6x0 contra as paraibanas jogando no Nordeste. Como as meninas do Belo já haviam sido também goleadas pelo Peixe por 8x0, a expectativa era de goleada monstro no gramado da cancha osasquense.


AD Centro Olímpico (Feminino) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Botafogo FC (Feminino) - João Pessoa/PB. Foto: Fernando Martinez.


Capitãs dos times e trio de arbitragem paulista com a árbitra Katiucia da Mota Lima e as assistentes Márcia Bezerra Caetano e Patrícia Carla de Oliveira. Foto: Fernando Martinez.

Por conta disso um imenso quórum de amigos marcou presença no Rochdale: Mílton, Luiz (e seu sobrinho), Mário, Bruno, Pucci, Sérgio e Ricardo Espina. Detalhe: eles representaram cerca de 25% do público total que foi ao estádio. O ânimo da rapaziada era grande, mas dentro de campo a coisa foi feia. O Centro Olímpico em nenhum momento correspondeu e fez uma partida muito, mas muito ruim.

Vale lembrar que a equipe jogou com algumas reservas, mas não acho que seja desculpa para uma atuação tão insossa. O Botafogo conseguiu se segurar bem no setor defensivo e a goleira Elida fez três boas defesas durante o tempo inicial. Com sono, o Centro Olímpico acabou levando o jogo para o intervalo no lucro, pois o placar parcial de 2x0 foi construído em virtude de dois lances individuais.

O primeiro gol saiu dos pés da camisa 9 Byanca, que avançou pela direita e chutou colocado no ângulo da arqueira botafoguense aos 39 minutos. Aos 43 a camisa 22 Gabi correu com a bola até a área e tocou com classe na saída da camisa 1. Dois raros momentos de lucidez numa etapa inicial tão fraca de emoções.

Na etapa final, já com os refletores do Rochdale acesos, o jogo ficou ainda mais desinteressante. O ADECO fez o terceiro em pênalti cobrado por Byanca aos 14 minutos e ficou se defendendo pelo restante do tempo. Para não ser injusto, a camisa 18 Gabriela quase fez o quarto no finalzinho numa cabeçada na trave, mas quatro momentos perigosos em 90 minutos é pouco demais.


Zagueira do Botafogo/PB arrepiando e mandando a bola pra longe. Foto: Fernando Martinez.


Elida fazendo boa defesa no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.


Bola levantada na área paraibana. Foto: Fernando Martinez.


Chance de gol para o ADECO desperdiçada dentro da área pela camisa 11 Patrícia. Foto: Fernando Martinez.


Byanca marcando de pênalti o terceiro das paulistas. Foto: Fernando Martinez.


Chegada do time local no fim da peleja. Foto: Fernando Martinez.

O Centro Olímpico 3-0 Botafogo/PB colocou as paulistas na liderança da chave faltando dois jogos para o final da segunda fase. O "pequeno" problema é que agora a equipe pega São José e Santos, enquanto esses dois adversários são absolutamente favoritos contra o lanterna e eliminado time paraibano. As duas rodadas decisivas acontecem quarta e domingo.

O jogo foi ruim, mas o pós-jogo foi simplesmente sensacional. Saímos do estádio e fomos até o shopping que fica ao lado da Estação Osasco. Ali fizemos mais uma edição do já famoso Dia do Gordo. Foram três horas de muita picardia e malemolência com os mais diversos assuntos em pauta.

Da minha parte tentarei acompanhar alguma peleja no dia 14. Caso não consiga ver algo por aqui, o futebol só volta no próximo final de semana, já em meio a uma viagem mágica e misteriosa - e bota mistério nisso - marcada para a próxima quinta-feira. A chance de trazer jogos surreais para as páginas do Blog do Fernando Jogos Perdidos é enorme. Vamos cruzar os dedos!

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário