Procure no JP

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

No sufoco, Nacional mantém a invencibilidade na Copa Paulista


Durante toda a semana preparei meu espírito para acordar cedinho no sábado e ir até a Fazendinha para uma dupla jornada alvinegra no sub15 e sub17. Da minha parte estava tudo certo, mas os diretores corintianos, talvez se achando os donos do futebol paulista, impediram de forma arbitrária a entrada do público nos jogos realizados no Alfredo Schurig sem a menor cerimônia. Um enorme absurdo que nem merece mais ser mencionado por aqui.

Assim sendo, a rodada acabou se reduzindo para apenas uma partida, a segunda da Copa Paulista que vi na atual temporada. Pela primeira rodada do returno, o líder invicto Nacional recebeu o São Bernardo FC no Estádio Nicolau Alayon disposto a manter os 100% de aproveitamento na competição. Vindo de duas vitórias, o Tigre queria emplacar mais uma para tentar roubar a vice-liderança da chave do Audax.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


São Bernardo FCL - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.

A tarde estava quente, o público compareceu e a esperança era de ver um jogo bom, só que isso infelizmente não aconteceu. Diferente do que vi ali na semana anterior no confronto conta o GEO Audax, o Nacional dessa vez não atuou bem. O Tigre começou melhor e aos onze minutos Jean Carlos foi derrubado dentro da área. Ele mesmo foi para a cobrança e abriu o marcador.

Com o 1x0 a seu favor, o time visitante recuou e chamou o onze local para o seu campo. Não demorou muito para acontecer o lance mais polêmico da tarde. Gindre foi lançado pela esquerda e o goleiro Daniel o atropelou dentro da área. Pênalti claríssimo e indiscutível não marcado pela arbitragem. O empate aí poderia ter mudado completamente o panorama.

No restante do tempo inicial, o Nacional teve apenas mais uma chance em chute de longe. O arqueiro do São Bernardo FC fez ótima defesa e mandou a pelota para a linha de fundo. No mais, o ataque paulistano não funcionou e a partida chegou ao intervalo com a vantagem mínima para os visitantes.


Ataque do Nacional pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola pelo alto. Foto: Fernando Martinez.


Daniel faz grande defesa em cobrança de falta. Foto: Fernando Martinez.


Escanteio para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.


Exato momento em que o goleiro do Tigre cometeu pênalti em jan Carlos. O árbitro nada marcou. Foto gentilmente cedida. Bruno Ulivieri.

No tempo final o sol venceu e eu subi para as cabines. Dali vi o jogo junto com a dupla Luiz e Bruno, os dois que sofreram na pele o momento "Barrados no Baile" da sessão vespertina. Desde os primeiros movimentos os donos da casa tiveram ainda mais posse de bola, mas não conseguiam criar oportunidades claras de perigo.

A peleja foi seguindo sonolenta e com uma insistente impressão de que o Nacional iria perder a invencibilidade jogando dentro de casa. A cada minuto que passava, parecia que realmente não teria jeito para o time da capital bandeirante. Nesse meio tempo, o São Bernardo FC começou a emplacar aquela cera velha de guerra, algo que acabou custando caro no fim da peleja.

Aos doze minutos o goleiro Daniel tomou um cartão amarelo justamente por retardar o reinício do jogo. A medida que o relógio corria, os atletas do Tigre sempre seguravam um pouco mais a bola, irritando os atletas locais. Por simular uma penalidade máxima, aos 40 Emerson foi expulso e deixou o Nacional com um a menos.

Três minutos depois o arqueiro visitante demorou de novo para repor a bola e tomou seu segundo amarelo, sendo então expulso de campo. O meio-campista Lucas Silva acabou herdando as luvas e a camisa 1 foi atuar como goleiro. A cera foi tanta que o árbitro resolveu dar nada menos do que OITO (!) minutos de acréscimo. Decisão mais do que acertada e que gerou imensa revolta no banco de reservas do time visitante.

Se aproveitando do fato que não era um goleiro de origem que estava na meta e sendo empurrado pelos seus animados torcedores, o Nacional fez uma blitz inédita nos minutos finais. Quando o relógio alcançou o 52º minuto, o milagre aconteceu. Depois de ataque pela direita a pelota foi cruzada dentro da área. Jorge Mauá recebeu, dominou, armou e chutou firme para marcar o gol salvador, o primeiro dele na Copa.


Raro ataque do time do ABC no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


Bola levantada na área visitante. Foto: Fernando Martinez.


Todo mundo dentro da área do São Bernardo FC. Foto: Fernando Martinez.


Chute de longe a favor do time paulistano. Foto: Fernando Martinez.


Lucas Silva virou goleiro e sofreu o gol de empate no último lance da peleja. Foto: Fernando Martinez.

Atletas e comissão técnica do time visitante reclamaram demais por causa desse tento e do placar final de Nacional 1-1 São Bernardo FC. O empate tirou os 100% do onze ferroviário, mas manteve o time ainda na liderança com treze pontos navegando de vento em popa no Grupo 4. O Tigre pulou para a segunda colocação com sete, à frente do Audax por ter um saldo de gols melhor. 

Até a próxima!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. fernanso parabéns pelos jogos da cpoa paulista, serie c e serie d brasileiro, e sub 17. sr. fernado gostaria de pedir de coração para o sr. fazer jogos desta 2 fase da 2 divisão 2015. mostrar o grêmio prudente que vem jogar em santos, a internacional de bebedouro que vem jogar em são bernardo, mostrar o noroeste de bAURU QUE VEM JOGAR EMSAO BERNARDO, MOSTRAR O FERNANDOPOLIS QUE VENM JOGAR NO ABC CO M SAO BERNARDO, MOSTTRAR O ASSISENSE QUE VEM JOGAR EM SANTOS CO M JABAQUARA, MOSTRAR O OLIMPIA QUE VEM JOGAR EM SANTOS CO M JABAQUARA, o são carlos que vewm jogoar em santos com Jabaquara. fico no aguardo de uma resposta. dosr. o sr, sabe porque \a rede vida não passa mais jogos da 2 divisão 2015. vocves fizeram jogos da 2 divisão nesta 2 fase.ficvo no aguardo de uma resposta.dia 30 de agosto de 2105.

    ResponderExcluir