Procure no JP

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Nova goleada do Azulão como mandante na Série D


Depois de golear na estreia e perder o segundo compromisso, o São Caetano voltou a atuar no Estádio Anacleto Campanella em jogo do Campeonato Brasileiro da Série D em busca da recuperação. A minha presença nessa nova peleja era obrigatória, já que o adversário, o Foz do Iguaçu, ainda não estava na minha Lista. Com o time paranaense, a listagem chega agora ao número 597.

O Azulão queria demais fazer valer o fator campo para emplacar seu segundo triunfo na última divisão nacional. Vale lembrar que a equipe estreou no domingo o seu novo uniforme feito pela Koontz (!), que remete ao histórico time de 2002. Quem sabe isso não traga pelo menos um pouquinho dos tempos de glória da equipe. Se uma final da Libertadores é um delirius tremends, um acesso para a Série C já estaria de bom tamanho.


AD São Caetano - São Caetano do Sul/SP. Foto: Fernando Martinez.


Foz do Iguaçu FC - Foz do Iguaçu/PR. Foto: Fernando Martinez.


Capitães de São Caetano, Foz, e o quarteto de arbitragem liderado pelo goiano Roberto Giovanny Silva e os assistentes Alberto Poletto Masseira e Marco Antonio Motta Junior e o quarto árbitro, também de São Paulo, Vinicius Goncalves Araujo. Foto: Fernando Martinez.

Para um animado e esperançoso público de 521 pessoas, o time do ABC repetiu a performance avassaladora que teve contra o Lajeadense na peleja de estreia e já no tempo inicial definiu o marcador de forma implacável. O time não deu a menor chance para o onze paranaense e chegou fácil, fácil aos 3x0 antes do intervalo.

Apesar da intensa pressão, o Azulão abriu o placar apenas aos 29 minutos. Róbson recebeu um belíssimo passe em profundidade, driblou o goleiro e tocou dentro do gol vazio. Aos 35, Jonatas recebeu belo passe de Daniel Costa e, entre os zagueiros, chutou firme da entrada da área. A bola bateu caprichosamente na trave esquerda antes de entrar.

Aos 39 aconteceu o gol mais bonito da tarde, um dos mais bonitos que vi em 2015 sem sombra de dúvida. Róbson avançou pela esquerda. Ele tocou para Bruno Recife, esse devolveu para o camisa 11, que lançou na área. Neto fez um corta-luz e a pelota sobrou para Ângelo encher o pé e fazer o terceiro. Um primor de gol que não vemos com frequência nem na Série A.


Bola viajando pela área do Foz. Foto: Fernando Martinez.


Raro ataque paranaense no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.


O São Caetano atacou durante quase todo o primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Mais uma ofensiva do Azulão. Foto: Fernando Martinez.

O Foz do Iguaçu sentiu demais essa sequência e o desânimo era visível no semblante dos atletas e da comissão técnica na saída para os vestiários. Não seria nada fácil reverter essa enorme vantagem conquistada pelo time paulista.

No tempo final nada mudou e como aconteceu no duelo contra o Lajeadense, o São Caetano voltou pensando em administrar o placar e, se tivesse a chance, ampliar no contra-ataque. Nesse panorama Róbson fez o seu segundo gol na tarde aos 11 minutos, agora completando de cabeça um cruzamento da esquerda, e sepultou de vez qualquer chance do time paranaense surpreender.

O jogo seguiu em banho-maria mais interessante nas arquibancadas do que dentro das quatro linhas. No fim, o que valeu mesmo para a torcida do ABC foi o placar de São Caetano 4-0 Foz do Iguaçu. Com o triunfo, o Azulão pulou para liderança do Grupo A8 por ter maior saldo de gols do que o segundo colocado Volta Redonda. Além disso, mostrou a força de jogar no Anacleto, já que foi a segunda goleada seguida por ali. O onze paranaense perdeu seu segundo compromisso seguido e é lanterna da chave.


Ataque do Foz pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Bola no meio de campo. Foto: Fernando Martinez.


O Foz tentou diminuir o prejuízo, mas sempre de forma bastante tímida. Foto: Fernando Martinez.

Com aquela resenha sensacional junto dos amigos presentes fechei com chave de ouro o final de semana que teve dois times novos incluídos na Lista, algo que não acontecia há quase um ano. Time novo agora - seguindo o cronograma, lógico - só em setembro.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário