Procure no JP

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Bernô joga mal e vence o lanterna ECUS na base do sufoco


Assim como faço desde o começo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, na sexta-feira fui até o ABC paulista para continuar com os 100% de aproveitamento nos jogos do líder São Bernardo no Baetão. Nesse que foi o penúltimo compromisso em casa na primeira fase, o adversário foi o ECUS, lanterna isolado do Grupo 3.

A expectativa para o confronto era de goleada e imagino que até o torcedor mais ferrenho do time suzanense não imaginava outro cenário. Os 23 pontos de diferença entre os dois eram motivos mais do que suficientes para crer que a noite seria cheia de gols. Nada melhor do que uma chance dessas para o Bernô igualar o pequeno histórico de confrontos entre os dois: foram duas vitórias do ECUS em 2001 e uma do alvinegro, mais precisamente no primeiro turno desse ano.


Times perfilados para o Hino Nacional Brasileiro. Foto: Fernando Martinez.

Antes da aguardada "chuva de gols" a chuva de verdade chegou forte no Baetão. Confesso que não esperava o verdadeiro dilúvio que caiu momentos antes do apito inicial. O temporal foi tão surreal que nem tive chance de fazer as fotos dos times posados. Bom, chance até tinha, mas como iria ficar ensopado, preferi permanecer no meu lugar na parte coberta do estádio.

Para um público ridículo e completamente decepcionante - 22 pagantes - o time local não jogou nada bem, principalmente no tempo inicial. Os primeiros 45 minutos foram terríveis e muito, mas muito abaixo do esperado. Repleto de reservas, o Bernô não foi nem sombra do time que chegou à liderança da chave.

O ECUS, emendando o segundo ano consecutivo com uma péssima performance na Segundona, conseguiu segurar a bronca com raça e levou a peleja para o intervalo sem a abertura do marcador. No tempo final o time fez ainda melhor e conseguiu abrir o placar aos oito minutos com o gol do camisa 9 Wedisley. Ele recebeu grande passe do goleiro Bruno, avançou pela esquerda e tocou na saída do arqueiro local.

Esse gol fez com que a partida finalmente pegasse no breu, principalmente por conta do onze local. Não demorou nem cinco minutos e o São Bernardo deixou tudo igual com o gol de pênalti de Washington. Jogando pro gasto, o Bernô virou o placar aos 26 minutos, novamente com Washington, agora de cabeça.


Ataque do Bernô pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Zaga do ECUS afastando o perigo. Foto: Fernando Martinez.


Washington deixando tudo igual na cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.


Lance perigoso para os donos da casa. Foto: Fernando Martinez.


A chuva marcou presença durante quase todo o jogo no Baetão. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto a chuva voltou a cair muito forte a peleja foi seguindo animada, mas sem emoções irresistíveis. No fim o marcador parou no São Bernardo 2-1 ECUS. A vitória veio e com ela também a classificação com três rodadas de antecedência, mas é fato que o Bernô precisa agora arrumar o time para a difícil fase decisiva do certame. A torcida é para que o pessoal volte a mostrar aquele futebol do primeiro turno.

A sorte estava do nosso lado e o temporal terminou no momento em que a peleja foi encerrada. Voltei para São Paulo já ansioso para o final de semana. Como há muito não acontecia, vi dois times novos em dois dias, algo raro por essas bandas.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário