Procure no JP

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Vitória do Bernô em cima do USAC em jogaço com nove gols


O Campeonato Paulista da Segunda Divisão chegou ao final do primeiro turno da primeira fase no último final de semana e o JP esteve em três partidas espalhadas pela sexta, sábado e domingo. A jornada começou com a sessão noturna do Dia dos Namorados no Baetão num sensacional encontro entre São Bernardo e União Suzano pelo Grupo 3.

Apesar de serem figurinhas carimbadas nas últimas divisões do estadual desde os anos 90, os dois não se enfrentavam há 22 anos. Bernô e USAC jogaram por seis vezes entre 1991 e 1993 com uma vitória para cada lado e quatro empates, todos por 0x0. E ainda no quesito "efeméride", se o alvinegro não fosse derrotado pelo onze suzanense igualaria o seu melhor começo de campeonato no profissionalismo: as nove partidas sem perder na terceirona de 1991.

Como há muito não acontecia, a peleja foi disputada debaixo de frio e, em parte do primeiro tempo, muita neblina, aquele clima maravilhoso que é cada vez mais raro. Eu não sabia, mas estava prestes a ver um jogo simplesmente genial, de longe o melhor que acompanhei nesse 2015 até aqui.


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


União Suzano AC - Suzano/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times junto com o árbitro Márcio Roberto Soares e os assistentes Bruno Silva de Jesus e William Trufelli Malaquias. Foto: Fernando Martinez.

Nem bem a peleja começou e o time da casa já criou a primeira chance. O arqueiro suzanense fez boa defesa aos 30 segundos e mandou a pelota pra escanteio. Na cobrança Washington aproveitou rebote do camisa 1 e abriu o marcador. O "tricolor" Bernô parecia que tomaria conta total da partida.

Só que o USAC tem uma boa equipe e não desanimou com o gol sofrido. Aos 11 minutos o onze visitante armou uma belíssima jogada e deixou tudo igual. Felipe iniciou uma ótima triangulação que terminou com ele mesmo tocando por cobertura na saída do arqueiro local. Golaço e 1x1 no Baetão.

Depois do empate a neblina pintou forte no ABC. Debaixo daquela névoa peculiar de São Bernardo do Campo, o Bernô voltou a ficar na frente do marcador em duas jogadas pelas laterais que termnaram com gols de cabeça de Washington. Aos 23 ele completou cruzamento da esquerda e aos 28 da direita. Bernô 3x1.

Mais uma vez a rapaziada presente achou que o União desanimaria, mas mais uma vez nos enganamos. O time se mandou ao ataque e seis minutos depois fez o segundo após Diego Araújo cabecear contra as próprias redes. O placar não foi mais alterado nos minutos finais do tempo inicial e a ação ficou por conta de um show de ratos passeando perto da entrada do estádio. Nem o flautista de Hamelin conseguiria domar os alucinados bichinhos.


Zaga do USAC cortando ataque local. Foto: Fernando Martinez.


Falta perigosa para o São Bernardo. Foto: Fernando Martinez.


Sob forte neblina, escanteio para os locais. Foto: Fernando Martinez.


Disputa de bola no campo de defesa suzanense. Foto: Fernando Martinez.

O negócio estava tão bizarro que no segundo tempo desisti de ficar no campo e fui com os amigos presentes para a arquibancada torta do Baetão. Lá estavam os dois baluartes da torcida do São Bernardo: Pedro Faian e Thiago Teixeira. Muito bom acompanhar novamente um jogo do Bernô ao lado da dupla.

E quem pensava que o jogo ficaria calmo no tempo final se enganou redondamente. O onze local fez o quarto gol logo aos três minutos com Ademar chutando forte depois de bola rebatida no meio da área. Mais cauteloso, o Bernô continuou perigoso, mas segurando a onda postado no setor defensivo. O USAC mostrou muita disposição e chegou várias vezes dentro da área alvinegra.

Quando a peleja entrou nos seus dez minutos finais ela pegou no breu novamente. Não se sabe se Felipe, camisa 10 do USAC, quis cruzar ou chutou direto, mas o que se sabe é que o gol que ele marcou aos 36 minutos foi lindo. Ele recebeu na lateral e de longe, muito longe, colocou a pelota por cobertura milimetricamente no ângulo direito do goleiro local.

Com o 4x3, o União teve duas ótimas oportunidades para deixar novamente tudo igual no marcador. Por ir com muita sede ao pote, o onze visitante deixou a sua zaga completamente aberta. Isso acabou sendo fatal, ainda mais jogando contra um dos melhores times da Segundona até aqui.

Aos 40 o Bernô foi bem pela direita e teve falta marcada a seu favor. Na cobrança a pelota foi alçada na área e o camisa 14 Rafael tocou contra suas próprias redes... era o quinto do Bernô. Vale dizer porém que o árbitro deu o gol para o camisa 6 local Ademar.

Cinco minutos depois, em contra-ataque pela esquerda, o camisa 20 Alan fechou o placar em definitivo com um resultado bastante raro: São Bernardo 6-3 União Suzano. Desde que voltou ao profissionalismo há 33 anos, essa foi apenas a terceira vez que o Bernô fez seis gols numa partida. A primeira foi contra o Paulista em 1982 e a outra num 6x1 contra o São Vicente em 2011.


Bola que passou perto do gol do Bernô. Foto: Fernando Martinez.


Ótima chance de gol desperdiçada pelo time do ABC. Foto: Fernando Martinez.


Quase o quarto gol do USAC no fim do jogo. Foto: Fernando Martinez.


O time é líder isolado e invicto, mas o público ainda não está indo em peso nos jogos do São Bernardo. Uma pena. Foto: Fernando Martinez.

O alvinegro é mais líder do que nunca do Grupo 3 da competição, agora com 21 pontos e sendo o último invicto entre os trinta participantes. Os nove jogos da histórica invencibilidade foram igualados e se a equipe não perder do Mauaense no próximo sábado, emplaca o melhor começo de campeonato na sua história profissional. Estaremos de olho.

O União caiu para a quinta colocação com doze pontos, um atrás da Locomotiva. Apesar disso, gostei bastante da equipe suzanense e acredito que o time tem plenas condições de se classificar para a segunda fase caso consiga acertar alguns detalhes dentro de campo. Faltando um turno completo para acabar essa fase, tudo pode rolar.

Na saída do estádio conseguimos uma carona no antológico Lada Niva do Thiago e seguimos num caminho repleto de emoções e recordações até o Sacomã. Em meio a várias criaturas da noite prontas para meterem o biruta na madrugada do sábado voltei pra casa sem problemas. No sábado teve mais Segundona, agora em Guarulhos.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário