Procure no JP

terça-feira, 9 de junho de 2015

Rodada dupla entre Nacional e Portuguesa pelo sub15/sub17


Não tinha armado nada para ver no domingo por conta do cansaço acumulado na semana, mas de última hora montei meio sem querer uma rodada tripla bastante rara nos dias atuais. Na parte da manhã finalmente fiz minha estreia no estadual infantil e juvenil no Estádio Nicolau Alayon no classicão entre Nacional e Portuguesa.

A primeira peleja, como sempre, foi válida pelo Campeonato Paulista sub15. Os dois times estão no Grupo 5 e fazem campanhas bem distintas. A Portuguesa é uma das favoritas para conquistar uma vaga na próxima fase - os quatro primeiros se classificarão - enquanto o time ferroviário faz uma campanha péssima, com apenas um ponto somado em nove partidas realizadas. Ponto esse conquistado justamente contra a Lusa no primeiro turno.


Nacional AC (sub15) - São Paulo/SP. Foto cedida: Mário Gonçalves.


A Portuguesa de D (sub15) - São Paulo/SP. Foto cedida: Mário Gonçalves.

Um quórum de respeito foi à Comendador Souza para essa peleja e por ser algo raro em jogos da base num domingão cedo, vale citar todo mundo: Paulo "Shrek", Mílton, Sérgio Oliveira, Mário, Rodrigo Leite e Ricardo Espina. Só lendas. Posicionados atrás do gol "de fundo" do estádio, vimos 60 minutos de um futebol apenas razoável e uma Portuguesa muito superior ao seu adversário.

A equipe visitante foi senhora absoluta da peleja e comandou as ações durante todo o tempo. O que irritou boa parte dos presentes - um grande público, vale ressaltar - foi a enorme quantidade de ataques desperdiçados. Sem exagero, o placar mais justo talvez fosse um 4x0 ou 5x0, tamanho o domínio lusitano. Ao invés disso o rubro-verde fez apenas pro gasto e marcou o solitário gol da partida aos seis minutos do tempo final com o camisa 10 Martello.


O Nacional até tentou atacar, mas não conseguiu criar boas chances. Foto: Fernando Martinez.


Cruzamento nacionalino. Foto: Fernando Martinez.


Visão geral do Nicolau Alayon recebendo bom público. Foto: Fernando Martinez.


Um dos vários ataques lusitanos. Foto: Fernando Martinez.

O placar final de Nacional 0-1 Portuguesa deixou o onze do Canindé na terceira colocação do Grupo 5 com 14 pontos. O Naça é lanterna absoluto e isolado da chave e mesmo assim não é o lanterna geral do certame pois VOCEM, Barretos e Lemense conseguiram até aqui assombrosos 0% de aproveitamento.

Já no Campeonato Paulista sub17 a situação é outra. Nacional e Portuguesa disputam cabeça a cabeça duas vagas na segunda fase da competição com Juventus e GEO Audax. São Paulo e São Caetano já desgarraram dos demais e estão virtualmente classificados.


Nacional AC (sub17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


A Portuguesa de D (sub17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães e trio de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

Apesar da boa situação de ambos, o primeiro tempo foi horroroso. Nada aconteceu e o lance mais importante foi a contusão do atleta lusitano Luís Felipe. Após levar uma pancada, ele sentiu fortíssimas dores na região lombar e teve que ser levado ao hospital. Resultado: sem ambulância, fomos "obrigados" a curtir um intervalo de quase 45 minutos.

Quase que desisto da jornada por conta dessa espera, e já estava pegando o caminho da roça quando finalmente a ambulância retornou ao estádio. Acabei ficando e vi um segundo tempo anos-luz melhor do que o primeiro. Um verdadeiro prêmio para quem teve paciência.

O time da casa voltou mais disposto e aos seis minutos abriu o marcador. Matheus Henrique avançou pela esquerda e cruzou. O goleiro Murilo foi tirar a bola e colocou dentro do próprio gol. Pra mim, gol contra o arqueiro rubro-verde, só que o árbitro assinalou o tento para o camisa 10 nacionalino.

A peleja seguiu com boas chances para os dois lados e jogadas bastante ríspidas. O onze mandante conseguiu se segurar bem na defesa e conforme o tempo passava, a vitória ficava mais próxima. Para coroar a atuação, Matheus Henrique fez o segundo depois de um grande contra-ataque local nos acréscimos aproveitando rebote do goleiro.


Bola passando por cima do gol em falta para a Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.


Bola alçada na área local. Foto: Fernando Martinez.


Portuguesa se lançando para o ataque. Foto: Fernando Martinez.


No segundo tempo a Lusa atacou bastante, mas não foi capaz de superar o setor defensivo local. Foto: Fernando Martinez.


Lance do segundo gol do Nacional. No rebote do arqueiro, Matheus Henrique fez o segundo. Foto: Fernando Martinez.

Fim de jogo: Nacional 2-0 Portuguesa. O triunfo deixou o Naça com doze pontos ganhos, um atrás de Juventus, Audax e a própria Lusa, respectivamente terceiro, quarto e quinto colocados. Faltando cinco rodadas para o final da primeira fase do Grupo 5, essas quatro agremiações jogam por duas vagas.

Já era uma e meia da tarde quando saí do Nicolau Alayon. Imaginava que passaria a tarde dormindo, mas no fim acabou rolando a bem vinda oportunidade de fazer minha estreia no Allianz Parque.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário