Procure no JP

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Jabuca vira contra a Locomotiva e faz a quina na Segundona


No sábado passado aconteceu a grande decisão da Liga dos Campeões 2014/2015 e mais uma vez eu não fiz questão de acompanhar a partida, afinal, muito melhor ver o futebol do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, né? Pela primeira vez na atual temporada fui ao Estádio Pedro Benedetti para conferir de perto um dos "clássicos" da última divisão estadual: Mauaense x Jabaquara pela 8ª rodada da fase inicial do Grupo 3.

Desde o empate sem gols no dia 17 de abril de 1983, a Locomotiva e o Leão da Caneleira jogaram 40 vezes na histórias das divisões de acesso do estado, confontos concentrados até 1996 e de 2009 até 2014 (vale mencionar que das doze partidas realizadas nesse século, o JP cobriu nove). E o equilíbrio através dos tempos é absoluto: o Jabuca somou quinze vitórias, o Grêmio catorze e aconteceram onze empates.


GE Mauaense - Mauá/SP. Foto: Fernando Martinez.


Jabaquara AC - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Roderson Salvador, Claudenir Donizeti da Silva, Otávio Magnani Barboza e Rafael de Araujo Pereira junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Poucos desses encontros foram realizados com as equipes em tão boa fase. Antes do sábado o Mauaense vinha de três vitórias seguidas e o rubro-amarelo vinha de quatro triunfos consecutivos. Por conta desse retrospecto esperava um bom jogo, e felizmente a expectativa foi superada com folga. Vi a melhor partida que vi nessa Segundona e uma das minhas melhores do ano.

Na companhia do bem humorado Paulo "Shrek" no campo e com a presença do trio Luiz, Sérgio e o sumidaço $eu Natal nas arquibancadas, vi o onze santista tomar conta do jogo desde o começo. Já tinha visto a equipe contra o Bernô e o panorama hoje é muito diferente do que vi naquela noite de 1º de maio no Baetão.

O Jabaquara apresentou um futebol envolvente e de muita qualidade. O onze local sofreu com as rápidas investidas do ataque santista, que criou boas oportunidades para sair na frente do placar durante toda etapa inicial. A Locomotiva se aventurou pouco no setor ofensivo, e numa das raras vezes que chegou com perigo dentro da área visitante, o gol saiu.

Lucas Gomes começou jogada pela esquerda aos 44 minutos. Tocou, recebeu de volta, driblou os zagueiros e chutou forte para fazer o primeiro gol do Mauaense. Por tudo que o Jabaquara mostrou, seria injusto que o time saísse de campo com a derrota parcial.

A justiça foi feita na saída de jogo. A pelota foi lançada ainda do campo de defesa para a área local. Goleiro e defsensores vacilaram e o camisa 3 Gilmar apareceu entre os zagueiros para relar milimetricamente na bola e deixar tudo igual. O intervalo chegou com o 1x1 estampado no placar manual do estádio.


Escanteio para o Jabaquara. Foto: Fernando Martinez.


Saída corajosa do arqueiro do Mauaense. Foto: Fernando Martinez.


Ataque jabaquarense pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Jogador do Mauaense dominando a bola no meio de campo. Foto: Fernando Martinez.


Boa defesa do goleiro do Jabaquara no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

No tempo final a peleja ficou ainda melhor. Aos 11 minutos Wesley, camisa 3 do Grêmio, acertou uma cotovelada em Pedro Paulo dentro da área. Pênalti e cartão vermelho para o jogador mauaense. Eric cobrou no canto esquerdo e colocou novamente o Jabuca na frente.

Os locais mostraram muita raça mesmo atuando com um atleta a menos. Aos 24 a Locomotiva deixou tudo igual de novo com um belo gol de Luiz Carvalho. A bola foi alçada na área visitante, um dos atacantes matou no peito e preparou para o camisa 11 chutar firme e colocar a gorduchinha no canto direito do arqueiro.

O 2x2 não inibiu o técnico mandante. Com dez em campo, ele manteve o time na frente e isso fez com que o Jabuca ficasse com o contra-ataque à sua disposição. Aos 31 minutos, num vacilo do setor ofensivo do Grêmio, o Leão da Caneleira roubou a bola e saiu em disparada pela direita. A bola acabou sendo cruzada para o meio da área e Eric, aparecendo livre e sem marcação, chutou sem goleiro para fazer o terceiro.

Faltando quatro minutos para o tempo regulamentar terminar, o Mauaense teve uma chance de ouro para deixar tudo igual depois que um dos zagueiros do time do litoral colocou a mão na bola dentro da área. Chocolate cobrou mal a penalidade e chutou a pelota pra fora. Para complicar ainda mais a situação, no lance seguinte, em outro contra-ataque muito bem armado, Avatar avançou livre pelo setor defensivo para fazer o quarto.


Eric fazendo o segundo do onze santista. Foto: Fernando Martinez.


Perigoso ataque da Locomotiva pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Luiz Carvalho chutando para fazer o segundo gol do Grêmio. Foto: Fernando Martinez.


Chocolate chutando penal pra fora e jogando fora a chance do novo empate no fim do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Bola sobrevoando a área do Jabuca no lance do terceiro gol local. Foto: Fernando Martinez.

O time da Grande São Paulo ainda marcou o terceiro nos acréscimos com Mateus, mas já era tarde. O placar final de Mauaense 3-4 Jabaquara confirmou a vice-liderança do rubro-amarelo com 16 pontos, dois atrás do invicto líder São Bernardo. Se não tivesse utilizado atleta irregular contra o próprio Bernô, o Leão seria o líder do Grupo 3. Já o Grêmio está na quinta colocação com dez pontos.

Essa seria a única partida com minha presença no final de semana, mas no domingo engatei uma genial rodada tripla indo do estadual de base até o amistoso internacional da seleção, no meu reencontro com o time da CBF depois da Copa do Mundo.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário