Procure no JP

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Bernô derrota o Jabuca e é vice-líder do Grupo 3 da Segundona

Fala pessoal!

Depois de uma semana de ausência, na sexta-feira, glorioso feriado do Dia do Trabalho, o Campeonato Paulista da Segunda Divisão voltou para as páginas do JP com uma espécie de "clássico" das divisões inferiores do estadual. No gramado sintético do Baetão, São Bernardo e Jabaquara jogaram em peleja válida pelo Grupo 3 da competição.

Bernô e o Leão da Caneleira jogaram pela primeira vez em 29 de julho de 1990, num jogo aonde o time do ABC venceu pela contagem mínima. Durante os anos 90 os dois estiveram frente a frente outras dezenove vezes, e as duas mais importantes foram no quadrangular final da Segunda Divisão de 1993 (na verdade, a terceirona). O time santista venceu uma e empatou outra, resultados que ajudaram a equipe a conquistar o título naquela oportunidade.

Em 1999 aconteceram os dois últimos confrontos no Século XX (um deles em 10 de julho, data em que "matei" os dois). Por conta do afastamento do alvinegro do profissionalismo, eles voltaram a jogar apenas em 2010. Como a Segundona é regionalizada, todo ano tem "clássico". Nos trinta confrontos realizados através dos tempos, o Bernô venceu nove, o Jabuca treze e aconteceram oito empates. O alvinegro marcou 28 vezes e o rubro-amarelo 39.

Agora, se levarmos em conta todas as vezes que tivemos esse jogo na história dos paulistas de base, a lista aumenta consideravelmente. Desse sem número de confrontos, o mais marcante foi a final do Paulista sub20 de 2011. Fizemos barba e cabelo e cobrimos a decisão na ida e na volta, registrando o primeiro título do Bernô numa competição da FPF. Nas páginas do JP o histórico também é de respeito: dez coberturas.


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Jabaquara AC - Santos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times e quarteto de arbitragem composto por Daniel Bernardes Serrano, Maurício Antunes Imazu, Rafael Penatte e Rudnei Ferreira de Medeiros. Foto: Fernando Martinez.

Voltando a 2015, o legal é que dessa vez não teve correria pra chegar em São Bernardo do Campo, já que era feriado. Fui junto com o Luiz numa carona do sumido Emerson, torcedor fiel do agora centenário Jabaquara. Vale dizer que o clube está jogando com uma belíssima camisa dourada em homenagem a data completada em 15 de novembro de 2014.

Chegamos no Baetão com folga e depois daquele papo legal com a rapaziada presente, fui para o campo. Apesar de ser a terceira rodada, o time santista na verdade estava prestes a fazer sua segunda apresentação no certame, já que venceu o USAC por WO na rodada anterior. Os dois times somavam quatro pontos e a invencibilidade de ambos seria colocava a prova no gramado sintético do tradicional estádio.

Quando a bola rolou o Jabaquara começou melhor. O São Bernardo demorou um pouco para se encontrar o a equipe visitante colocou as manguinhas de fora, dando bastante trabalho ao goleiro Brenno. A tõnica do tempo inicial foi essa: Jabuca muito bem e Bernô meio perdido em campo.

Embora a peleja estivesse movimentada, não aconteceram tantas chances de gol assim, e a melhor delas ficou guardada para o último lance do primeiro tempo. A zaga jabaquarense bobeou e Jé cometeu pênalti. Kifous foi para a cobrança e Thyago defendeu de forma brilhante no seu canto direito.

Só que o lance foi polêmico, pois o camisa 7 interrompeu sua corrida até a bola depois de ouvir um "peraí, peraí", tirando sua concentração. Os atletas locais foram todos pra cima do árbitro por conta do ocorrido. Estava do lado do lance e realmente isso aconteceu. Talvez fosse caso de parar a cobrança por conduta anti-desportiva se alguém tivesse como comprovar que havia sido um jogador do Jabaquara a atrapalhar o lance, mas como ninguém soube direito de onde veio tal "peraí", ficou por isso mesmo.


Bernô saindo para o ataque. Foto: Fernando Martinez.


Ofensiva local pela esquerda e marcação do Jabuca. Foto: Fernando Martinez.


Lance no campo de defesa do time visitante. Foto: Fernando Martinez.


Zaga jabaquarense fazendo o corte. Foto: Fernando Martinez.


Thyago defendendo o pênalti cobrado por Kifous. Foto: Fernando Martinez.

Esse detalhe acabou se tornando o maior combustível do São Bernardo para o tempo final. A equipe voltou com tudo dos vestiários e passou a dominar completamente a partida. Aos três minutos Thiaguinho abriu o marcador a favor do onze local com um golaço de fora da área.

Na saída de bola o Jabaquara colocou a pelota na trave, e foi só. O Bernô continuou tomando conta da peleja e ampliou sua vantagem aos 21 minutos com o gol do zagueiro Dema. Estava fácil, mas o Jabuca voltou a sonhar com um resultado melhor com o gol de Erick cobrando pênalti aos 29.

A pressão jabaquarense em busca do empate foi intensa, mas desordenada. A zaga do Vovô do ABC conseguiu se segurar muito bem e emplacar a segunda vitória do time em três confrontos da Segundona até aqui. Além disso, diminuiu mais um pouco a vantagem santista nos confrontos entre os dois na história. Agora são dez triunfos contra as treze do rubro-amarelo.


No tempo final, o São Bernardo jogou muito mais do que seu adversário. Foto: Fernando Martinez.


Além de atacar bem, o Bernô soube se defender no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Erick diminuiu para o Jabaquara aos 31 minutos. Foto: Fernando Martinez.


Boa chegada do Leão da Caneleira no final da peleja. Foto: Fernando Martinez.


Uma das últimas chances de empate do time visitante sendo neutralizada pela zaga do alvinegro. Foto: Fernando Martinez.

O São Bernardo 2-1 Jabaquara colocou o Bernô na vice-liderança do Grupo 3 depois de três rodadas, atrás apenas da 100% Portuguesa Santista. É o melhor começo de campeonato do alvinegro num estadual desde 1993 (!). O Leão caiu para a sexta colocação com os mesmos quatro pontos. Na próxima rodada, o escrete são-bernardense visita o CA Diadema enquanto os santistas recebem o Manthiqueira.

Sem pressa e só na boa, voltei pra casa a tempo de ver mais uma rodadinha dos playoffs da NBA, algo obrigatório no nosso outono. No sábado fiquei descansando e o futebol voltou no domingo cedo, com a última rodada da Série A2 e a gloriosa conclusão do Projeto 40.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário