Procure no JP

sábado, 21 de março de 2015

São José FC e Sertãozinho ficam no zero no Martins Pereira

Fala, pessoal!

A 12ª rodada do Campeonato Paulista da Série A3 foi completada na noite da última quinta-feira com o duelo entre São José dos Campos FC e Sertãozinho. Por conta do Projeto 40, minha presença no remodelado Estádio Martins Pereira era extremamente necessária pois se não fosse até lá, a missão de ver os quarenta clubes das divisões de acesso do estado estaria seriamente comprometida.

A ida até o Vale do Paraíba foi na base do sofrimento. Primeiro encarei o sossegado e aprazível trem que vai da Luz até São Miguel Paulista na hora do rush. Sempre é bom ver a educação e prestatividade do povo que pega o coletivo. Dá um orgulho enorme e uma esperança de dias ainda melhores no nosso país.

Cheguei lá feliz com tamanho show de civilidade e encontrei o sumido $eu Natal. Seguimos com o possante 558 até São José dos Campos e o caminho foi percorrido debaixo de uma chuva terrivel, uma espécie de kriptonita para nosso intrépido amigo. Os oitenta quilômetros que separam São Paulo da Capital do Vale foram vencidos em cerca de uma hora e, por sorte, na hora que estacionamos o veículo a chuva parou.

Não via um jogo ali há quase dois anos (Joseense 1x2 Guaçuano em 6 de abril de 2013), muito por conta da reforma feita na temporada passada. Posso dizer com convicção que o local ficou ótimo e bem melhor do que antes. A parte coberta, que contava com tímidas cabines de imprensa, melhorou absurdamente e agora comporta um número muito maior de profissionais.

Os antigos vestiários não existem mais e os times passaram a ficar atrás do gol "da esquerda". As instalações são de primeira linha e infinitamente melhores do que as antigas. Mas o ponto alto de toda a reforma foi a instalação de um novo sistema de iluminação. Fazer foto ali era um inferno e as luzes davam um ar de boate ao estádio. Agora a situação é inversa e dá pra dizer sem medo de errar que o Martins Pereira hoje é dono de uma das melhores iluminações do estado.


Detalhe da parte coberta do "novo" Martins Pereira. O estádio ficou muito bom depois da reforma. Foto: Fernando Martinez.


São José dos Campos FC - São José dos Campos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Sertãozinho FC - Sertãozinho/SP. Foto: Fernando Martinez.

Após conferir de perto todos esses detalhes chegou a hora a bola rolar. São José FC e Sertãozinho vem fazendo ótimas campanhas e são candidatos fortes para ocuparem um lugar na próxima fase. O Touro dos Canaviais ocupava a sexta colocação depois dos resultados da quarta, e o Tigre do Vale precisava vencer para entrar no G8.

A expectativa para uma boa partida era grande, mas nos primeiros trinta minutos os poucos mais de cem torcedores presentes viram um jogo truncado demais e sem nenhuma oportunidade clara de gol. O time visitante tinha uma leve superioridade. Reitero a palavra "leve", pois apesar de mais posse de bola, não rolou nenhum chute com perigo.

O jogo só foi melhorar mesmo depois dos trinta minutos. O Tigre acordou e quase abriu o placar em dois momentos bem agudos. Primeiro o goleiro Cleriston fez milagre em bola levantada da esquerda, mandando no susto para escanteio. Na cobrança do córner, a pelota foi tocada no primeiro pau e a zaga afastou em cima da linha.


Zagueiro do Sertãozinho protegendo a bola em chegada do São José FC pela direita. Foto: Fernando Martinez.


Matada de bola meio sem jeito no ataque joseense. Foto: Fernando Martinez.


Boa cobrança de falta para o time do Vale. Foto: Fernando Martinez.


Bola levantada na área do time visitante. Foto: Fernando Martinez.

O Sertãozinho não se intimidou e chegou perto do gol nas duas últimas chances do tempo inicial, ambas assustando o goleiro França. Sem o toque final estar calibrado, o primeiro tempo terminou como começou. Para o segundo saí do campo e fui para as numeradas ver o jogo com o cibernético $eu Natal, mais preocupado com suas postagens no Facebook do que com a peleja em si.

Enquanto ele atualizava seu perfil na rede social o segundo tempo começou com o São José FC melhor em campo. O Sertãozinho se encolheu no campo de defesa e viu os donos da casa chegarem mais perto da abertura do placar. Só que o Tigre insistia demais nas bolas alçadas na área, todas facilmente neutralizadas pelo sistema defensivo visitante.

Cleriston se tornou o maior nome do jogo fazendo defesas seguras que impediram a vitória do onze local. Mesmo com todo esse domínio joseense a chance mais clara de gol ficou por conta do Sertãozinho em lance no crepúsculo da peleja. Ray avançou pela esquerda e chutou cruzado. A bola passou por França e caprichosamente tirou tinta da trave esquerda.


Um dos vários ataques do time da casa pelo alto no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


Investida pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.


Chute de longe para o São José FC. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o jogo terminou em São José FC 0-0 Sertãozinho, o meu primeiro sem gols nessa temporada. O murcho empate deixou o Touro na sexta colocação com 19 pontos e manteve o time do Vale fora do G8 com 17 pontos conquistados. Agora faltam sete jogos para o final dessa fase.

São Pedro voltou a abrir as torneiras com o fim da partida e voltamos para a capital bandeirante com mais chuva em boa parte do trajeto. Ainda deu tempo para o motorista da rodada se perder na entrada da Marginal Tietê, o que atrasou minha chegada em casa em mais de meia hora. Algo normal em se tratando do icônico amigo.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário