Procure no JP

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Ramalhão joga mal e perde a primeira em casa na Série A2

Fala pessoal!

Nesse final de semana que passou o JP cobriu um total de quatro partidas percorrendo todas as divisões do estadual. A programação começou no sábado bem cedo na cidade de Santo André. Pela 6ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2, Santo André e Oeste, os times #11 e #12 do "Projeto 40", jogaram no Estádio Bruno José Daniel.

Olha, não foi fácil levantar tão cedo depois da semana que passei. Caí da cama e na base da osmose fui para o ABC junto com o trio Paulo "Shrek", Sérgio Oliveira e Nílton, o eterno e maior campeão potiguar de futebol de botão. Chegamos em Santo André na boa e logo fui para o campo de jogo com o sol já castigando todo mundo.


Como o Santo André não posou para a foto - algo um tanto quanto antipático - vai a imagem da equipe perfilada para o Hino Nacional Brasileiro. Foto: Fernando Martinez.


Oeste FC - Itápolis/SP. Foto: Fernando Martinez.

Essa peleja foi a oitava entre as duas agremiações na história do estadual (contando A1 e A2). Nos sete compromissos anteriores o destaque fica para a final da A2 de 2008, quando o Ramalhão, contando com a presença de Marcelinho Carioca e Maikon Leite, sagrou-se campeão daquela competição jogando em São Caetano do Sul. Aliás, a vantagem no duelo é da equipe da Grande São Paulo: três vitórias, três empates e apenas uma derrota.

 

No banco de reserva das duas equipes, a presença de ex-atletas dos meus tempos de infância e também dos álbuns da Copa União: Ivan e Roberto Cavalo. Fotos: Fernando Martinez.

Em 2015 o onze andreense ainda estava invicto jogando na sua casa, mas em 90 minutos essa marca desapareceu. A equipe local fez um jogo fraco, pálido e sem inspiração, e mesmo sem ver o time de Itápolis fazer uma partida memorável, saiu de campo com seu primeiro revés.


Escapada do Ramalhão pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Logo aos sete minutos o Rubrão abriu o placar com o gol de cabeça de Igor. O gol deixou o Oeste na boa, se segurando na defesa e apostando nos contra-ataques. O Ramalhão não foi capaz de criar uma jogada de perigo sequer durante os primeiros 45 minutos.


Ataque andreense pela lateral. Foto: Fernando Martinez.


Atletas dos dois times levitando no gramado do Bruno José Daniel. Foto: Fernando Martinez.

Para aumentar o prejuízo o goleiro Neto ainda deu uma forcinha ao time visitante aos 43 minutos. O arqueiro foi repor a bola com as mãos e colocou a gorducinha nos pés do zagueiro Daniel Gigante. Mais fácil do que tirar doce da mão de uma criança, ele só relou de leve para fazer o segundo do Oeste.


Felicidade total dos jogadores do Oeste no segundo gol da equipe. Foto: Fernando Martinez.

O 0x2 na saída do tempo inicial revoltou a torcida, que direcionou grande parte dos xingamentos para o técnico Ivan. O ex-goleiro do Palmeiras nos anos 80 não conseguiu arrumar a casa nos vestiários e o segundo tempo recomeçou da mesma forma que o primeiro: Oeste jogando na boa e Santo André perdido em campo.


Santo André atacando pelo meio. Foto: Fernando Martinez.


Jogada dentro da área rubro-negra. Foto: Fernando Martinez.

Nos primeiros momentos Neto se redimiu da falha no gol e fez um milagre, impedindo o terceiro gol do time visitante. Aos 15 minutos aconteceu o melhor momento para os donos da casa. Wagninho cometeu um pênalti bobo e Rodriguinho diminuiu. Juro que imaginei que o time do ABC iria acordar e encurralaria o escrete rubro-negro do interior embalado pelo grito da animada torcida. Ledo engano.


Rodriguinho bateu bem o pênalti e diminuiu para o Santo André. Foto: Fernando Martinez.

O Santo André continuou apresentando as mesmas falhas ofensivas e não criou nenhuma chance clara para o empate. Já o Oeste armou contra-ataques muito perigosos e por muito pouco, muito pouco mesmo, não ampliou sua vantagem no placar.


Zaga do Oeste levando vantagem contra o ataque local. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o marcador ficou em Santo André 1-2 Oeste. O triunfo fez o time itapolitano subir para a quinta posição na tábua de classificação da A2 após seis rodadas. O Ramalhão caiu para o oitavo lugar com dez pontos. Essa foi a primeira vez que o Oeste venceu o onze do ABC jogando na Grande São Paulo.

Saí do estádio e encontrei o Grupo #1 de amigos junto com o Grupo #2, composto pelo quarteto Luiz, $eu Natal e a dupla de Rodrigos, Leite e Colucci. Seguimos dali numa feliz caravana para o primeiro Dia do Gordo de 2015, sempre um grande momento, antes de emendar a segunda peleja do sábado.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário