Procure no JP

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

JP no clássico do Pacaembu entre Portuguesa e Santos

Fala, pessoal!

Por conta de uma preguiça monstro a rodada matinal do domingo foi cancelada em cima da hora em troca de mais algumas abençoadas horas de sono. Devidamente descansado, fechei o fim de semana à tarde com um genial clássico com clima dos anos 60 no velho Estádio Paulo Machado de Carvalho: Portuguesa x Santos.

Como o Canindé está interditado - e não temos a menor ideia de quando será a liberação - a Lusa vem fazendo uma peregrinação em suas partidas como mandante. A ideia de levar esse jogo para o Pacaembu era fazer renda com a torcida santista. Detalhe que essa foi a primeira peleja do rubro-verde na cidade de São Paulo em 2015 e o primeiro jogo do Campeonato Paulista que vejo na temporada.



De longe, Portuguesa e Santos posam para as fotos oficiais. Fotos: Fernando Martinez.

Não é comum ver o time rubro-verde mandar os clássicos fora da sua casa desde que o antigo Estádio Independência foi inaugurado em 1972. Essa peleja contra o Peixe foi apenas a 18ª contra os quatro maiores times do estado desde então e só a quarta nesse século. Fora isso, a equipe não recebia o alvinegro da Vila no Pacaembu desde 1996.

E apesar da Portuguesa ser a segunda equipe que mais vi em estádios até hoje - 274 vezes, cinco atrás do líder Juventus - essa foi apenas a segunda vez que vi a agremiação atuando no local. A primeira, no longínquo dia 1º de junho de 1990, foi justamente quando vi o rubro-verde pela primeira vez. Naquela noite de sexta-feira a Lusa venceu o Fluminense por 1x0 em jogo da Torneio Vicente Matheus.

Voltando ao presente, Portuguesa e Santos ainda estavam invictos antes desse confronto, mas por conta da campanha realizada até aqui, o favoritismo era totalmente a favor do time do litoral. Os paulistanos não estão mostrando um futebol tão vistoso assim e estão lutando com Botafogo e Linense por uma vaga na segunda fase.

Cheguei cedo no estádio e fui brindado com um repertório musical simplesmente sensacional, que foi de Deep Purple até Beatles, passando pelo metal "farofa" dos anos 80 e também pelos australianos do The Church. Algo raro demais para não ser mencionado aqui.


Área do Santos densamente povoada em lance do clássico. Foto: Fernando Martinez.

Muitos clássicos depois, as equipes foram a campo e os 14 mil presentes viram a Portuguesa iniciar os trabalhos jogando melhor do que o time visitante. A boa atuação durou quinze minutos, e aos 18 o camisa 7 Robinho começou a se tornar o maior nome da tarde. Ele aproveitou um lançamento preciso do goleiro santista e o espaço monstro dado pela zaga lusitana. Ele avançou e chutou colocado da entrada da área para abrir o marcador.



Dois instantâneos do primeiro gol do Santos no Pacaembu, marcado pelo camisa 7 Robinho. Fotos: Fernando Martinez.


De pênalti, o atacante fez o segundo gol do Peixe. Foto: Fernando Martinez.

Aos 31 o camisa 7 novamente fez grande jogada pela esquerda e acabou derrubado dentro da área. Ele mesmo cobrou e ampliou. Para fechar o primeiro tempo superlativo do Santos, Cicinho aproveitou cruzamento de Robinho e fez o terceiro aos 44 minutos. Jogo 90% resolvido.


Já no tempo final, ataque aéreo do alvinegro. Foto: Fernando Martinez.


Falta perigosa para o time "local". Foto: Fernando Martinez.

No tempo final o ritmo santista claramente diminuiu e mesmo assim o time criou várias chances para ampliar. A pequena torcida rubro-verde acompanhou pacientemente o fim da partida sem esboçar qualquer reação. No último minuto Jean Mota ainda fez o gol de honra.



Ricardo Oliveira desperdiçando grande chance para o Santos. Fotos: Fernando Martinez.

O Portuguesa 1-3 Santos deixou os alvinegros ainda mais líderes do Grupo D e com a classificação já praticamente assegurada, já que só um desastre tira o time das quartas-de-final. A Lusa caiu para a terceira colocação do Grupo C com os mesmos seis pontos e agora soma quatro jogos sem vencer.


Grande defesa do goleiro lusitano no fim do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Jean Mota fazendo o gol de honra para a Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.

Com esse relato completo as quatro coberturas do JP no sábado e domingo. O futebol volta para as páginas do blog na sétima rodada da primeira fase do Paulista da A3 durante a semana.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário