Procure no JP

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Grêmio Barueri vence Santacruzense pela Série A3

Olá,

No último final de semana, foi realizada a sexta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3 e, como o JP tem estado presente em todas as rodadas, desde o início da competição, dessa vez não foi diferente, cabendo a mim, acompanhar a partida Grêmio Barueri F. Ltda x A.E. Santacruzense, partida essa, realizada na linda Arena Barueri, localizada na cidade do mesmo nome na Grande São Paulo.

Esse duelo reuniu duas equipes que não vêm fazendo boas campanhas, tanto que foram a campo situadas na parte de baixo da tábua de classificação, sendo que o time da casa estava na 16ª posição com 4 pontos, enquanto a equipe visitante havia conquistado apenas 2 pontos, estando colocada na 18ª posição. Portanto, a conquista dos três pontos era de fundamental importância, permitindo à equipe vencedora, começar a se afastar do Z4, bem como iniciar a escalada rumo ao G8. A expectativa era de que seria uma partida bem movimentada e muito disputada. 

O trajeto até a cidade de Barueri foi tranquilo, me permitindo chegar com tempo suficiente para conseguir as escalações e armar o esquema para fazer as fotos oficiais da partida, as quais, estão apresentadas abaixo e são exclusivas:


Grêmio Barueri F.L. - Barueri/SP. Foto: Orlando Lacanna.


A.E. Santacruzense - Santa Cruz do Rio Pardo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem comandado por Davi Alexander Fernandes Costa, seus assistentes Renato de Oliveira Cardoso e Rafael Acácio Toledo, ao lado dos capitães Carlos (B) e Bráz (S). Foto: Orlando Lacanna.

Com a bola em movimwento, já nos primeiros minutos, foi possível observar que o Grêmio Barueri assumiu uma postura ofensiva, empurrando a Santacruzense para o seu campo de defesa. Logo aos 6 minutos, o centroavante Rangel, invadiu pelo meio e desferiu o primeiro tiro contra a meta do goleiro Bráz, que foi obrigado a praticar a primeira defesa. O time do interior, demonstrava dificuldade para sair da marcação do adversário e subir ao campo de ataque e, com isso, o jogo se concentrava no campo de ataque do Grêmio Barueri.


Jogada ofensiva do Grêmio Barueri pela esquerda, logo no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.


Goleiro Bráz saindo e cortando cruzamento pelo alto do ataque do Grêmio Barueri. Foto: Orlando Lacanna.

O domínio das ações ofensivas era todo do time da casa, que utilizava os lados do campo, ora atacando pela esquerda, ora pela direita, confundindo o sistema de marcação da Santacruzense. Não demorou muito e o Grêmio Barueri abriu a contagem, aos 9 minutos, por intermédio do zagueiro e capitão Carlos, que escorou de cabeça, um cruzamento milimétrico executado por Dionatan em cobrança de escanteio pelo lado direito.


Zagueiro Carlos comemorando o gol de abertura e homenagenado a esposa Dayane que será mamãe nos próximos meses. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com a vantagem no marcador, o Grêmio Barueri continuou mandando na partida, tanto que em três momentos, levou perigo à meta adversária, como aconteceu aos 12, 15 e 20 minutos, em jogadas com as participações de Rangel, Igor e Tasca, cujas finalizações foram para fora ou morreram nas mãos do goleiro Bráz.

Aos 22 minutos, não teve jeito e time da Grande São Paulo chegou à marcação do seu segundo gol, anotado pelo bom camisa 11 Igor, que aproveitou uma bobeada da zaga, invadiu pela esquerda e bateu firme no meio do gol, deixando o goleiro sem ação.


Zaga da Santacruzense procurando marcar em cima atacante do Grêmio Barueri. Foto: Orlando Lacanna.

Com a vantagem de dois gols, o Grêmio Barueri deu uma diminuída no ritmo e, dessa forma, permitiu à Santacruzense chegar um pouco mais ao campo de ataque, como aconteceu na marca dos 30 minutos, quando o ala PC escapou pela esquerda e cruzou para a área, mas a bola não chegou a nenhum atacante. Aos 35 minutos, nova investida dos visitantes, agora através de um arremate do camisa 7 Tcho que foi defendido pelo goleiro Victor. A rigor, foi a primeira e única jogada mais aguda do time de Santa Cruz do Rio Pardo na primeira etapa.


Um dos raros arremates disparado pelo ataque da Santacruzense na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

No finalzinho do primeiro tempo, aos 45 minutos, o camisa 9 Rangel do Grêmio Barueri, esteve muito próximo de aumentar a vantagem, mas o goleiro Bráz consegui praticar mais uma boa defesa, defendendo parcialmente e o zagueiro Rodolfo despachando do jeito que deu. Mais alguns minutos de bola rolando e o árbitro encerrou os primeiros 45 minutos, com os anfitriões apresentando amplo domínio e levando para o vestiário a vantagem de dois gols.

Na segunda etapa, a Santacruzense voltou com mais disposição ofensiva, até porque não tinha outra alternativa. Nesse contexto, o time do interior chegou com relativo perigo, aos 10 minutos, através do camisa 4 Barreto, que tocou para fora, uma bola recebida da esquerda em cobrança de escanteio. O Grêmio Barueri, passou a jogar com mais cautela e só indo ao ataque em raras ocasiões, porém quando ía, levava perigo.


Zagueiro da Santacruzense interceptando ação ofensiva pelo alto. Foto: Orlando Lacanna.


Investida do Grêmio Barueri pela esquerda através do ala Tasca. Foto: Orlando Lacanna.

Com o passar do tempo, a Santacruzense foi gostando do jogo e quase diminuiu a vantagem, aos 19 minutos, quando o camisa 9 Neto Mineiro, chegou um milésimo de segundo atrasado e não conseguiu empurrar para o gol, uma bola cruzada da esquerda. Nesse lance, os atletas e o banco de reserva reclamaram que o avante teria sido empurrado pelas costas e, com isso, não chegou a tempo.

Houve muita reclamação pedindo pênalti. Como eu estava atrás da meta oposta, não tive uma visão que me permita opinar com segurança, embora tenha visto que o atacante desmoronou à frente da meta. Fica a dúvida, pois o árbitro alegou que o avante se jogou quando percebeu que não chegaria. 


Lance que originou a reclamação de pênalti por parte da Santacruzense. Foto: Orlando Lacanna.

Até por volta dos vinte e cinco minutos, a segunda etapa trancorreu equilibrada, com o Grêmio Barueri administrando o tempo e a Santacruzense tentando sair mais para o jogo. Somente aos 26 minutos o time da casa voltou a levar perigo,numa cobrança de falta com muito veneno, executada por Dionatan e que obrigou o goleiro Bráz a praticar excepcional defesa, desviando para escanteio uma bola que entraria no ângulo superior esquerdo. O mesmo Dionatan cobrou outra falta com perigo, aos 31 minutos, porém dessa vez, a bola passou por cima do travessão.


Grande defesa do goleiro Bráz, desviando cobrança de falta executada por Dionatan. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos quinze minutos, a Santacruzense já não demonstrava o mesmo ímpeto ofensivo, talvez pelo desgaste físico e, dessa maneira, o Grêmio Barueri voltou a pressionar, tendo chegado ao seu terceiro gol, aos 32 minutos, também anotado pelo camisa 11 Igor, após bela jogada iniciada pelo lado esquerdo.

A partida já se encaminhava para o final, com a Santacruzense tentando de todas as maneiras chegar a pelo menos ao seu gol de honra, como aconteceu aos 35 minutos, numa cobrança de falta pelo camisa 22 Munhoz, que passou muito perto, levando perigo ao goleiro Victor. O mesmo Victor veio a praticar ótima defesa, aos 42 minutos, ao desviar para escanteio uma cabeçada perigosíssíma desferida pelo zagueiro Barreto.

Final de partida com o placar eletrônico estampando Grêmio Barueri 3 - 0 Santacruzense, resultado que permitiu ao time da casa melhorar duas posições na tabela de classificação, ocupando agora a 14ª posição com 7 pontos. Por outro lado, a derrota agravou ainda mais a situação do time visitante, que permaneceu com apenas 2 pontos conquistados em 18 possíveis, caindo para a penúltima colocação (19ª), ficando mais perto do rebaixamento, a menos que haja uma grande recuperação daqui para frente.


Placar final da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Tão logo a partida foi encerrada, iniciei imediato retorno à Capital, visando cumprir um compromisso à noite, mas diante de alguns imprevistos durante o trajeto de volta, não foi possível chegar a tempo e, com isso, fui direto para o aconchego do lar descansar e aguardar o domingo. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário