Procure no JP

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Vitória juventina no sufoco contra o Tarumã na estreia do Grupo Z

Fala, pessoal!

O segundo dia da Copa São Paulo de Futebol Júnior me reservou a chance de ver o primeiro time "novo" em 2015. Por conta da noite mal dormida desisti da rodada matutina, mas na parte da tarde fui até o Estádio Conde Rodolfo Crespi para os primeiros jogos do Grupo Z. O primeiro duelo do dia foi um daqueles que só a Copinha pode proporcionar: Juventus x Tarumã/AM.

Sede histórica e presente de forma regular até 1996, a Rua Javari foi deixada de lado e sediou jogos da competição desde então apenas em 2005. Tudo bem que a Copinha de hoje não tem nada a ver com a Copinha de vinte ou trinta anos atrás, mas torcemos para que a casa grená volte a ser sede anual (assim como acho que a capital poderia voltar a ter seis ou sete sedes, mas essa é outra história).


CA Juventus (sub20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

E muita, mas muita gente mesmo, foi até a casa juventina para esse insólito confronto. Com certeza 99% dos presentes nunca havia ouvido falar sobre o adversário da tarde, o EC Tarumã. Fundado em 1974, a equipe tem relativo sucesso nas categorias de base e disputou apenas um campeonato amazonense profissional da primeira divisão em todos os tempos (em 2013). O time se classificou para a Copinha após vencer o Manaus FC na final do estadual sub20 2014.


EC Tarumã (sub20) - Manaus/AM. Foto: Fernando Martinez.

O Lobo do Norte - o quinto time amazonense a jogar a Copinha em todos os tempos - veio a São Paulo buscando pelo menos passar de fase, algo que não acontece com equipes do estado desde 2008. Naquele ano o Nacional ficou em segundo lugar no Grupo N e se assegurou na segunda fase, sendo eliminado pelo Fluminense.


Quarteto de arbitragem na Rua Javari. Foto: Fernando Martinez.

Apesar de toda a expectativa criada pela volta do escrete paulistano ao seu campo, o jogo foi muito fraco. Os times esqueceram a inspiração e o bom futebol nos vestiários e foram responsáveis por uma peleja insossa e com raras emoções. Obviamente o Juventus era o favorito, mas no frigir dos ovos, o time produziu pouco.


Ataque do Juventus pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

Tirando algumas chegadas mais incisivas dentro da área do Tarumã, o time não fez por merecer estar em vantagem no marcador. O primeiro tempo se arrastou e o segundo seguiu no mesmo ritmo. Para variar um pouco, o que salvou mesmo foi o papo com os vários amigos presentes.


Bola alçada dentro da área do Tarumã. Foto: Fernando Martinez.


Atleta amazonense correndo atrás da pelota. Foto: Fernando Martinez.

Aos 32 minutos do tempo final finalmente o time da casa saiu do sufoco e conseguiu abrir o placar com o belo gol de Edílson pela esquerda, chutando cruzado após bom passe de Matheus Lima. Era o necessário para o Moleque Travesso começar a Copa São Paulo com o pé direito.


Ataque do time visitante. Foto: Fernando Martinez.


Cobrança de falta perigosa para o Lobo do Norte. Foto: Fernando Martinez.

Ao término dos 90 minutos o placar da Javari informava: Juventus 1-0 Tarumã/AM. Com o futebol bem fraco, o que valeu no final das contas foi a conquista dos três pontos nessa difícil estreia. Depois dessa peleja, a rodada do Grupo Z foi finalizada com um duelo entre dois campeões da competição nesse século XXI.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário