Procure no JP

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

JP no histórico duelo entre Corinthians e Corinthian-Casuals

Fala, pessoal!

Depois de uma série de jogos vistos na Copa São Paulo, finalmente fiz minha "estreia" em partidas profissionais na atual temporada no sábado passado. E foi um début de respeito, já que vi bem de perto o duelo especialíssimo entre o "filho" Corinthians e seu "pai", o Corinthian-Casuals da Inglaterra na Arena Corinthians.

Essa foi a terceira vez que o time inglês veio ao Brasil para disputar partidas com seu xará. Na primeira, em 1988, os dois times jogaram no Pacaembu com vitória mosqueteira pela contagem mínima, gol de Sócrates. O destaque maior foi a presença de inúmeros craques alvinegros em campo.

Já em 2001, data da segunda visita, marquei presença no Parque São Jorge para uma rodada dupla. A primeira peleja foi entre o sub20 do Timão contra o time principal do Casuals, com vitória do primeiro por 3x0. No jogo de fundo, masters das duas equipes jogaram com massacre corintiano por 9x0.

O time rosa e chocolate já estava na Lista há catorze anos, mas não dava pra ficar de fora desse reencontro, pois pela primeira vez o jogo seria com os titulares do Corinthians em campo. Como comprar ingresso para o estádio da abertura da Copa 2014 é impossível, recorri ao mito Jamil, o rei do xis-fantasma, para descolar um ingresso maroto.

Além dele o amigo Luiz Fôlego também esteve na genial jornada. Por sorte o calor infernal das semanas anteriores não se repetiu e pudemos ver os 90 minutos sem nenhum perrengue. Como todos sabem, chegar na Arena é a maior moleza e o acesso é super tranquilo.

Sem dificuldades chegamos nos nossos lugares e o clima nas cadeiras era de festa. Não havia rivalidade no ar e o alto astral tomava conta do ambiente. Todo mundo feliz por fazer parte de um momento tão importante, principalmente para o time inglês. Sim, o povão não tem mais espaço em jogos do Corinthians, mas esse é papo para outro post.

A estadia do Corinthian-Casuals Football Club foi a mais genial possível. A rapaziada assistiu jogo da Copinha, visitou o Rio de Janeiro, foi tietada em tudo que é canto e ainda por cima ganhou a Taça John Mills, disputada num mini-torneio contra Paulistano e SPAC. Infelizmente ninguém ficou sabendo desse torneio, algo normal nesse deserto de informações do "país do futebol".


Lodeiro com a bola no ataque corintiano. Foto: Fernando Martinez.

Depois de todo o cerimonial e de uma série de homenagens, a partida teve início. Imaginar o resultado de um jogo entre uma equipe profissional de primeira divisão contra um time amador de oitava divisão que conta com pintores e cabeleireiros no elenco parecia fácil. Os palpites que ouvimos eram os mais otimistas possíveis: 6x0, 8x0 e até placares de dois dígitos de diferença.


Visão da área sem cadeiras da Arena. Já que tiraram podiam pelo menos pintar o local de branco, né? O setor destoa absurdamente dos demais. Foto: Fernando Martinez.

É, amigo, mas na hora que a bola rolou não teve nada disso. O Corinthians fez uma partida péssima, medonha, horrorosa, ridícula (e mais todos os adjetivos ruins possíveis). Heroico, o Casuals apostou na retranca absoluta e conseguiu anular o modorrento ataque local.


Ataque mosqueteiro no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


Elias chutando de longe. Foto: Fernando Martinez.

Todos, inclusive a dupla Emerson e Estevan, postados atrás de um dos gols, assistiram incrédulos essa batalha "Davi x Golias" se tornar uma peleja equilibrada. Talvez a festa tenha contagiado os jogadores paulistas ou talvez eles tenham respeitado demais o adversário. A certeza é que a coisa foi feia demais.


Visão geral do setor defensivo do Casuals no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Após 78 minutos de bizarria, os reservas do Timão resolveram a parada. Primeiro Danilo - que vestiu a camisa do Casuals nos minutos finais da partida - marcou aos 33 minutos do segundo tempo, depois Luciano, atacante preferido do amigo Jamil, marcou duas vezes aos 44 e 48 minutos, a segunda atrapalhando Jamie Byatt, jogador do Corinthian que estava jogando a favor dos locais. Troféu "Desagradável do Ano" para o atacante corintiano.


Destaque absoluto para o patrocínio do time inglês na peleja: "Barbosa", um supermercado de Guarulhos. Já entrou para o rol de patrocínios mais surreais de todos os tempos. Foto: Fernando Martinez.

O placar de Corinthians 3-0 Corinthian-Casuals deixou a torcida assustada para o jogo contra o Once Caldas semana que vem também na Arena. Já para a equipe inglesa, com certeza foi o momento da vida de todos os atletas, comissão técnica e dirigentes que vieram ao Brasil. Pelo rosto de cada um deles, dava pra ver direitinho que nunca mais esquecerão essa semana mágica. Foi legal demais ter feito parte desse momento.



Jogador e dirigente do Corinthian fazendo a festa após o apito final. Foto: Fernando Martinez.

Ficamos um bom tempo nas cadeiras após o apito final, um pouco para esperar a massa sair e muito para relembrar os gloriosos momentos vividos ali durante a Copa do Mundo (ô saudade do Mundial). Cerca de meia hora depois nós fomos fazer uma boquinha no shopping ao lado do estádio antes de cada um voltar para casa.


Placar final da histórica partida na Arena Corinthians. Foto: Fernando Martinez.

Para fechar o final de semana corintiano, no domingo cedo fui ao Pacaembu para ver a minha 11ª final de Copa São Paulo em todos os tempos. O time Mosqueteiro duelou com a Pantera em busca de mais uma conquista na competição.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário