Procure no JP

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

JP Country Tour 2015 – Parte II: Goleiro vacila e Tigre do Vale vence jogo duro

Salve, amigos!

Dando sequência ao relato de minha viagem pelo interior paulista, ainda no primeiro dia de competições estive na capital do Vale para acompanhar a rodada inicial do Grupo V da 46ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. O início dos trabalhos foi adiado por 18 minutos em virtude das fortes chuvas que se abateram sobre a cidade. Felizmente, as partidas rolaram, nos brindando com algumas emoções e muitos gols.


Visão do alagado Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. Foto: Estevan Azevedo.

A peleja inaugural envolveu o São José dos Campos FC e o São Raimundo EC de Roraima. Particularmente, uma conquista pessoal: era o estado que faltava em minha lista de times. O detalhe triste é que grande parte da torcida vestia camisas do outro time local, o mais tradicional São José EC, e pareciam estar crente que a Águia do Vale estava em campo. Coisas do país do futebol.


Visão panorâmica do estádio por ocasião do confronto. Foto: Estevan Azevedo.

Apesar do gramado encharcado, o jogo começou bastante movimentado, e com uma boa chance para os visitantes, antes que Diego abrisse o placar para os locais, logo aos 7 minutos de jogo.


Bela briga pelo alto. Foto: Estevan Azevedo.

A disputa seguiu num bom nível técnico, com leve domínio dos anfitriões, que tinham mais facilidade para chegar ao gol adversário. Mas a vitória parcial era conseguida a um caro preço cobrado pelo time do norte, tônica que seguiu até o apito final do árbitro.


Lance da primeira etapa. Foto: Estevan Azevedo.

Aos 20 minutos da segunda etapa Kayo Fernando fez bela jogada individual e contou com a falha do arqueiro Yago, que tentou defender com “mãos-de-alface”, e acabou concedendo o empate ao Alviceleste Roraimense.


O gramado encharcado não impediu um belo jogo de futebol. Foto: Estevan Azevedo.

Com os giros do relógio, à medida em que o nervosismo tomava conta dos anfitriões, o São Raimundo ficava cada vez mais a vontade, e perdeu boa chance de virar o placar aos 30 minutos, em cobrança de tiro indireto dentro da área joseense.


Público prestigiou os atletas da casa. Foto: Estevan Azevedo.

O lance decisivo da partida ocorreria faltando três minutos para o final da partida: o goleiro Leonay, do São Raimundo, saiu da área de forma precipitada, e derrubou o atacante Matheus, do São José FC. A expulsão do goleiro obrigou o treinador Robertson de Oliveira a convocar o bom e criativo meia Kayo Fernando para o gol, vez que as 3 alterações já haviam sido feitas. Na verdade, como foi amplamente divulgado pela mídia, o time trouxe apenas um goleiro, o que teria obrigado a curiosa substituição, mesmo se ainda houvessem alterações a serem feitas.


Bela defesa do goleiro joseense. Foto: Estevan Azevedo.

O clube paulista soube se aproveitar do ocorrido e foi com tudo para a frente, conseguindo o segundo gol no minuto seguinte, pelos pés de Léo Félix. O terceiro não tardou, e saiu de jogada ensaiada: após cobrança de falta de Wesley, Arthur desviou a bola e enganou o “meia-goleiro”.


Já com Kayo Fernando no gol, o time de Roraima foi bastante pressionado. Foto: Estevan Azevedo.

O que estava complicado ficou ainda pior quando Joseilson calçou Wesley e levou o segundo cartão amarelo, deixando o combativo São Raimundo com nove jogadores em campo. Por sorte, não houve tempo para mais nada. Fim de jogo, São José FC 3x1 São Raimundo.


O arqueiro improvisado observa a bola em direção às redes. Foto: Estevan Azevedo.

Como o segundo jogo reservava mais um time inédito para minha lista, permaneci nas arquibancadas do belo Estádio Martins Pereira, mas isso é assunto para outro post.

Até lá!

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário