Procure no JP

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Galo joga fácil e goleia o Unaí/DF no Baetão pelo Grupo T

Opa,

A partida que fechou a segunda rodada do Grupo T foi e não foi um duelo mineiro. Foi porque Unaí e Atlético são clubes com sede em cidades de Minas Gerais. Não foi porque enquanto o Galo, como todos sabem, é filiado à FMF, o Unaí joga os campeonatos da Federação Brasiliense de Futebol.

Isso acontece pois a FBF autoriza agremiações de outros estados a participarem de suas competições, desde que as cidades tenham sede a menos de 200 quilômetros de Brasília. O time da Terra do Calor Humano pode jogar lá por estar a 160. Para efeito de comparação, ao mesmo tempo a cidade está distante 700 (!) quilômetros de BH.

Como essa é a primeira vez que a Águia aparece nas páginas do JP, vale contar rapidamente sua história. O alviverde foi fundado em 1966 e jogou as divisões de acesso de seu estado de origem de 1986 até 1995, se licenciando em 1996 (*). No ano seguinte a cidade de 80 mil habitantes viu o nascimento da Sociedade Esportiva Itapuã, equipe que desde seu início se filiou à Federação Brasiliense.

Em 2002 o Itapuã fez uma fusão com o inativo Unaí, passando a se chamar Sociedade Esportiva Unaí Itapuã. O "novo" clube se manteve no profissionalismo até 2011, quando então voltou a se chamar apenas Unaí EC. É, mas a mudança não parou por aí. Em 2013 foi definido que o time se mudaria para a cidade de Paracatu e por consequência passaria a se chamar Paracatu FC.

Desde então, alguns veículos de imprensa passaram a chamar a equipe de Unaí/Paracatu, enquanto outros usam somente o nome da nova cidade. A Federação Paulista misturou tudo no seu site e usa o nome "Unaí/Itapuã" com o escudo do Paracatu FC... Ou seja, uma grande confusão. Aqui usamos o nome atual registrado na sua federação: apenas Unaí Esporte Clube.


Unaí EC (sub20) - Unaí/MG. Foto: Fernando Martinez.

Depois de tanta informação, é necessário dizer que o UEC se classificou para a sua primeira Copinha em todos os tempos depois do vice-campeonato brasiliense sub20 de 2014. Na semi-final o "mineiro" do Distrito Federal eliminou o Brasília, maior surpresa da Copa São Paulo no ano passado e perdeu a decisão para o Gama, o outro classificado da FBF.

Na estreia a equipe foi derrotada pelo São Bernardo FC e sabia que a missão para o segundo jogo era ainda mais difícil. Do outro lado do ringue estava o Atlético, três vezes campeão da Copinha - 1975, 1976 e 1983 - e terceiro colocado na edição passada da competição.


C Atlético Mineiro (sub20) - Belo Horizonte/MG. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times e quarteto de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

A peleja começou às 19 horas, horário em que a temperatura estava menos difícil de suportar. Sem o horroroso sol para castigar todo mundo, o Galo jogou fácil e definiu o resultado já nos 45 minutos iniciais. Foi a melhor apresentação que vi até então na Copa São Paulo.


Esforço de jogador atleticano para alcançar a pelota. Foto: Fernando Martinez.

Aos 14 minutos, o camisa 10 Rodrigo Mucuri recebeu bom passe entre os zagueiros e tocou por cima do goleiro para abrir o marcador. Três minutos depois, Capixaba fez grande jogada pela esquerda e tocou para João Vítor completar da pequena área.


Zagueiro do Galo chegando pelo alto. Foto: Fernando Martinez.


Fica de jogadores do Atlético correndo atrás da bola. Foto: Fernando Martinez.

No trigésimo minuto Rodrigo Mucuri fez o mais belo gol da peleja. Jordan fez um lançamento ainda do seu campo e o camisa 10 tocou com estilo, encobrindo o arqueiro do Unaí. Golaço! Fechando o massacre do primeiro tempo Yago fez o quarto aos 34 após aproveitar rebote da trave em cobrança de falta.


Lance do quarto gol alvinegro. Depois desse rebote, Yago concluiu. Foto: Fernando Martinez.


Capitão do Unaí atento a mais um ataque atleticano. Foto: Fernando Martinez.

Com a partida mais do que definida, o Galo claramente diminuiu o ritmo no tempo final e apenas controlou a partida. O Unaí não conseguiu mostrar muita coisa e o Atlético fechou o placar em definitivo aos 17 minutos, com um golaço do camisa 11 Capixaba.


Mesmo com o Galo se poupando, a zaga do Unaí teve trabalho no tempo final. Foto: Fernando Martinez.


Jogada na direita do ataque alvinegro. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o jogo ficou em Unaí 0-5 Atlético/MG. O triunfo do Galo deixou a equipe precisando apenas de um empate contra o São Bernardo FC para se classificar como o primeiro do Grupo T. Unaí e Sete de Setembro jogarão para definir quem ficará em terceiro.

Nem bem o jogo acabou e uma agradabilíssima ventania chegou ao Baetão. Junto com a dupla Pucci e Cosme, que encontrei durante o segundo tempo da partida, voltei para casa com a programação do dia seguinte já armada. Mais uma chave com dois times novos estava na pauta.

Até lá!

Fernando

(*) Agradecimento especial ao amigo Vítor Dias por algumas informações usadas nesse post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário