Procure no JP

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Retrospectiva JP 2014 – Parte 2

Opa,

Seguindo com a nossa Retrospectiva 2014, hoje publicamos a segunda parte do melhor que rolou aqui no JOGOS PERDIDOS durante o atual ano. Esse segundo capítulo contempla jogos do mês de março até o comecinho de junho, ainda antes da nossa experiência incrível na Copa do Mundo.



Se programar para ver in loco os 40 times das Séries A2 e A3 não é uma tarefa simples. Por conta dessa insanidade, assisti pelejas que normalmente não estariam no cronograma. Esse São José x São Caetano é um claro exemplo. Naquele domingo de março, fui sozinho até Jacareí, gastei dinheiro com ônibus e táxi, tomei chuva, esperei um coletivo por quase uma hora e ainda peguei um trânsito monstro na volta para São Paulo. Tudo pelo social.



O nosso carro-chefe apareceu desde sua primeira rodada nas nossas páginas. Iniciamos os trabalhos na Segundona Paulista com um genial jogo na cidade de Pirassununga. O sensacional Taquaritinga venceu a partida e terminou a primeira fase com uma grande campanha. Pena que por problemas políticos, que inclusive podem deixar o time de fora da temporada 2015, a equipe tenha desistido da segunda fase.



Após 65 anos Batatais e Guarani voltaram a se enfrentar num jogo do campeonato paulista. Sempre com aquele senso histórico, fizemos questão de ir até a cidade do norte do estado para ver de perto esse reencontro. Lá, nós vimos que a polêmica final da segundona de 1949 não foi completamente esquecida.



Depois de alguns anos batendo na trave, vimos de perto o acesso do Red Bull para a Série A1. O Grêmio Osasco resistiu, mas não conseguiu impedir a festa campineira no José Liberatti.



Durante uma temporada que foi completamente trágica para o time da Grande São Paulo pouca coisa se salvou. Uma delas foi a grande partida que a equipe fez contra o campeão paranaense Londrina pela Copa do Brasil. Com um 0x0 no Paraná e um eletrizante 3x3 em São Paulo, o GRB foi eliminado somente no critério dos gols fora de casa. Foi o último grande momento do time em 2014.



Dizer que a Portuguesa teve uma temporada ruim é chover no molhado. O time foi mal no Paulista e conseguiu ser ainda pior na Série B. Entre suas inacreditáveis 21 derrotas, essa para o Sampaio Corrêa foi uma das piores. O time maranhense aniquilou a Lusa e não fez mais por incompetência. Histórico.


A campanha do Nacional na primeira fase da Segundona Paulista foi antológica. O time bateu o recorde de jogos invictos num começo de estadual e fechou a participação na chave aplicando a segunda maior goleada da sua história. Os 9x1 contra o ECUS só não superaram os 10x0 contra o SEV de 2013.


Na próxima semana a terceira parte contando com jogos marcantes no pós-Copa do Mundo.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário