Procure no JP

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O penúltimo capítulo lusitano no Canindé pela Série B

Fala, pessoal!

Terça-feira passada rolou a penúltima sessão futebolística no Estádio Oswaldo Teixeira Duarte em 2014. Já rebaixada e cada vez mais afundada na lanterna, a Portuguesa recebeu o ABC de Natal para tentar a segunda vitória seguida e também aplacar um pouco a raiva da sua torcida.

Marcado para as sete e meia da noite, apenas 374 almas encararam a barra de pagar 40 reais para ver esse jogo, um quase-amistoso no Campeonato Brasileiro da Série B. Aliás, cobrar 40 bagarotes para um jogo desse naipe é muita crueldade, não? Bom, esqueci que para a diretoria o lance é deixar a torcida bem longe do Canindé.


Times da Portuguesa e ABC escutando atentamente o Hino Nacional. Foto: Fernando Martinez.

Cheguei no estádio após uma caminhada de cerca de trinta minutos iniciada no Metrô Tietê. Sem perder tempo, dei uma palavrinha rápida com a rapaziada presente para essa peleja - Mílton, Luiz, Paulo "Shrek" e Nílton (com seu filho Lucas) - e subi para as tribunas com o amigo Ricardo Espina.


Bola levantada na área da Portuguesa. Foto: Fernando Martinez.

Não demorou para a peleja começar. Junto com ela começou o show de horrores no gramado do estádio inaugurado em 1972. Os times fizeram uma apresentação horrorosa e os 90 minutos demoraram uma eternidade para passar. A sorte é que não estava sozinho, pois se estivesse tenho certeza que teria dormido a maior parte do tempo.


Outro ataque aéreo dos potiguares. Foto: Fernando Martinez.

Tirando uma chance para cada equipe no tempo final, absolutamente nada aconteceu. Os 22 atletas em campo maltrataram a pelota sem nenhuma piedade, algo digno de, no mínimo, uma prisão preventiva para cada um dos cruéis jogadores. O que salvou mesmo foi o sensacional show de stand-up do eterno campeão potiguar de futebol de botão durante o segundo tempo. Rafinha Bastos e Danilo Gentili são meros amadores perto do nosso amigo suzanense.


ABC em ofensiva pela direita. Foto: Fernando Martinez.

No fim dos 90 minutos regulamentares as redes permaneceram intocáveis com o Portuguesa 0-0 ABC. O resultado não mudou em nada a situação da lanterna Lusa e do time do Rio Grande do Norte, apenas cumprindo tabela até a rodada final. Os paulistas agora jogam duas vezes fora de casa antes da despedida melancólica contra o Vila Nova na sua casa.

Como o papo estava muito bom ainda estiquei a noite com a dupla Mílton e Luiz. Ficamos ainda um bom tempo numa casa de esfihas da região, naquele pós-jogo já tradicional por ali. Futebol em campo novamente só no final de semana com uma das semi do Paulista sub20.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário