Procure no JP

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O antepenúltimo capítulo lusitano no Canindé pela Série B

Opa,

No último final de semana fui dominado completamente pela preguiça e a rodada futebolística ficou reduzida a apenas uma sessão noturna... mas absolutamente imperdível! Finalmente chegou a hora de assistir o jogo do Campeonato Brasileiro da Série B mais esperado do ano: Portuguesa x Luverdense no Estádio Oswaldo Teixeira Duarte.


Times da Portuguesa e do Luverdense antes do início da partida. Foto: Fernando Martinez.

Quando a CBF divulgou a tabela do certame lá no começo do ano ninguém em sã consciência imaginava o estado em que o time rubro-verde se encontraria para esse confronto com o onze mato-grossense. Lamentavelmente essa foi a primeira partida que os paulistas disputaram já devidamente rebaixados para a terceirona nacional em 2015.

Desde a retomada da Série B após a Copa a gente imaginava que isso aconteceria, e quando houve a virada do primeiro para o segundo turno a única dúvida que restava era em qual rodada a queda aconteceria. Ela veio na 33ª com a inapelável derrota de 3x0 para o Oeste de Itápolis. Um triste desfecho para a temporada mais trágica da história do clube.

Enfim, o estrago já foi feito e agora resta ver os últimos passos lusitanos no Canindé atuando pela segundona. O antepenúltimo adversário foi a genial agremiação da cidade de Lucas do Rio Verde, na minha primeira chance de "tirar o J" do time. Explico: tinha visto o Luverdense apenas uma vez até hoje na cidade de Lençóis Paulista em jogo da Copinha (um sensacional 10x1 a favor do Paraná Clube).

Com o acesso de 2013, o Verdão do Centro Oeste se tornou o sexto time do Mato Grosso - os outros foram os tradicionais Mixto, Operário-VG, União de Rondonópolis, Dom Bosco e o Barra do Garças - a jogar uma segunda divisão nacional. A presença do alviverde quebrou um tabu de dezenove anos sem uma equipe do estado do Centro Oeste no campeonato.

Os mato-grossenses ocupam as posições intermediárias da tabelas desde as primeiras rodadas e ficarão na Série B em 2015. Um alento para um estado há tanto tempo fora dos holofotes da grande mídia. As coisas estão indo bem, mas ainda há espaço para histórias de sucesso de outros times locais.


Bola cruzada na área do Luverdense. Foto: Fernando Martinez.

Um surpreendente público de 361 almas pagou ingresso para ver um jogo aonde o onze visitante era favorito, afinal, a Portuguesa somava cinco meses e onze jogos sem vencer em casa e um total de catorze partidas consecutivas sem nenhum triunfo. O panorama não era animador, mas não é que finalmente consegui ver uma apresentação razoável do time rubro-verde?


Ataque mato-grossense no tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.


Visão geral do Canindé vazio para Lusa x Luverdense. Foto: Fernando Martinez.

Tudo bem que o futebol apresentado não foi nenhuma Brastemp, mas perto do desastre que presenciei várias vezes ali nesse ano, a atuação lusitana foi satisfatória. O Luverdense não foi nada bem e assustou apenas no comecinho da peleja. Por volta dos 25 minutos a Portuguesa passou a jogar melhor do que seu oponente.


Lance no campo de defesa do Luverdense. Foto: Fernando Martinez.

A Lusa colocou uma bola na trave ainda no tempo inicial e no segundo abriu o marcador numa bela jogada do seu setor ofensivo. Bruno Ferreira avançou pela direita e cruzou na cabeça de Luan. O gol desanimou o time visitante e por pouco o time da casa não aumentou o placar.


ALELUIA! Finalmente vi a Portuguesa vencer um jogo na Série B 2014. Foto: Fernando Martinez.

Ao término dos 90 minutos, o placar do Canindé apontava o placar final de Portuguesa 1-0 Luverdense. Essa foi apenas a quarta vitória do time no certame, isso em 34 jogos disputados. A campanha continua vergonhosa mas pelo menos espantou brevemente a zica que pairava no ar do Canindé desde o mês de junho.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário