Procure no JP

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Após dez anos, Corinthians volta à final do Paulista sub20

Fala, pessoal!

O clima de final de ano já está forte por essas bandas. No último feriado prolongado a agenda marcava várias pelejas na região, mas desencanei de tudo e fui ver de perto apenas uma. O prato principal da sexta-feira trazia Corinthians x São Caetano na Arena Barueri, partida decisiva e que valia vaga na final do Campeonato Paulista sub20 da 1ª divisão.


SC Corinthians P (sub20) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

Com o empate por 1x1 no jogo de ida, o Mosqueteiro precisava apenas de uma nova igualdade para voltar a uma final de sub20 após 10 anos, um longo tempo em se tratando de Corinthians. Falando nisso, vale registrar que desde a reorganização das categorias de base feita pela FPF em 1980 - quando aconteceu a "criação" dos juniores, juvenil e infantil - o Timão foi campeão apenas UMA vez.

Essa solitária conquista aconteceu em 1997, quando o alvinegro ficou em primeiro lugar no quadrangular final disputado também por Guarani, Santos e o falecido Sãocarlense. Na última rodada daquele certame, os paulistanos receberam os campineiros, estes jogando pelo empate, no Parque São Jorge. A vitória por 4x1 deu o único título paulista sub20 à equipe.


AD São Caetano (sub20) - São Caetano do Sul/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães e trio de arbitragem na Arena Barueri. Foto: Fernando Martinez.

Voltando a 2014, o caminho para a Arena foi feito tranquilamente pelos trilhos da CPTM. Na Estação Barueri encontrei a dupla Colucci e Victor de Andrade e na porta do estádio, Sérgio Oliveira e Ricardo Espina já nos esperavam. Cada um foi para um canto enquanto eu fui para o gramado da cancha barueriense.

Quando a bola começou a rolar o São Caetano não conseguiu fazer frente ao bom time "local". Embalado pela grande campanha - duas derrotas em 23 jogos e média de 2,6 gols por partida - o Corinthians jogou muito bem e envolveu a defesa visitante.


Ataque corintiano no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Cruzamento dentro da área do Azulão. Foto: Fernando Martinez.

As chances de gol aconteceram, só que o toque final estava com defeito. Os atacantes perderam boas oportunidades e somente depois dos 30 minutos o Azulão incomodou em duas ótimas chances, uma delas salva em cima da linha. A peleja seguia com o incômodo 0x0 para os corintianos até que Matheus, já nos acréscimos, aproveitou um bom cruzamento da esquerda para completar da pequena área.


Ulisses mandando a bola para a área alvinegra. Foto: Fernando Martinez.


Márcio, camisa 7 do Corinthians, derrubado na lateral. Foto: Fernando Martinez.

O tempo final começou com o Corinthians ainda melhor, mas foi o São Caetano o dono da maior chance dos primeiros minutos. Um dos atacantes locais chutou na arquibancada uma bola que sobrou açucarada dentro da área. Um 1x1 ali complicaria demais a vida para os paulistanos.


Lance no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.


Fabrício em ação dentro da área do Azulão. Foto: Fernando Martinez.

O castigo aconteceu logo no lance seguinte. Rodrigo marcou o segundo do Timão e complicou ainda mais a missão dos visitantes. Decorridos oito minutos do tempo final e com 2x0 contra, só um milagre salvaria o São Caetano. O problema é que o Azulão se abateu completamente e se transformou numa presa fácil para os sedentos atacantes alvinegros. Marciel e Gilmar, respectivamente aos 20 e 22 minutos, marcaram mais duas vezes e fecharam a fatura.


Um dos vários ataques do Mosqueteiro no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Marciel chutando de longe. Foto: Fernando Martinez.

Aos 28 Alison ainda fez o gol de honra para o Azulão numa estupenda cobrança de falta. Dali até o final os jogadores mosqueteiros ainda perderam um caminhão de gols antes do árbitro encerrar a partida com o placar de Corinthians 4-1 São Caetano. Depois de dez anos a equipe do Parque volta a uma final do Paulista sub20 com a dura missão de quebrar um tabu de 17 anos. O adversário será o bom time do Grêmio Osasco, que venceu as duas partidas contra o Ituano.

Por se tratar de uma final com dois times "de perto", vamos procurar marcar presença na ida e na volta, aproveitando também o fato que esses devem ser os últimos jogos que acompanharemos na temporada 2014 (a não ser que ainda role um joguinho perdido pelo mês de dezembro).

Como os amigos presentes estavam super felizes com a classificação corintiana, fomos fechar a jornada batendo aquele papo genial no pós-jogo. A conversa rendeu bastante e só fui chegar em casa depois das dez da noite. No sábado e no domingo a pedida foi ficar em casa na boa curtindo várias sessões de cinema e muito esporte na televisão. Tem horas que isso faz bem demais.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário