Procure no JP

domingo, 19 de outubro de 2014

Portuguesa perde mais uma na B, agora para a líder Ponte Preta

Fala, pessoal!

Fechando a semana de futebol, cravei meu sexto jogo seguido no Estádio Oswaldo Teixeira Duarte no Campeonato Brasileiro da Série B. Cada vez mais próxima da terceirona, a Portuguesa recebeu nada menos do que a Ponte Preta, líder e sensação do certame. Foi o oitavo Lusa x Macaca que vi em todos os tempos.

No meu extenso rol de jogos vistos ao vivo, é muito raro ir para algum estádio com a certeza que o time "a" ou o time "b" vai vencer. Sem querer desmerecer a Lusa, na sexta eu tinha a absoluta certeza que a Macaca conquistaria os três pontos. Tudo bem, a chance de errar o palpite sempre existe, mas ela era tão pequena que nem dava pra ser levada em conta.

Tanta certeza tem fundamento. A Portuguesa atualmente tem seu pior time em todos os tempos, e as ridículas três vitórias nos 29 jogos disputados fazem a equipe ter um dos piores aproveitamentos da história da competição até hoje. Sem ganhar em casa desde antes da Copa - nove jogos com quatro empates e cinco derrotas - e sem vencer no segundo turno, o rebaixamento é certo, restando saber em qual rodada isso irá acontecer.

Por conta de todo esse cenário o clima no Canindé era extremamente tenso. A ficha da torcida caiu agora e as ameaças passaram a ser mais diretas a todos que jogaram a Portuguesa nesse lastimável lamaçal. Aliás, repito a pergunta já feita aqui: quando os responsáveis diretos pela queda do time serão punidos?

Já tinha tudo planejado para ir no jogo, só que a correria na sexta foi forte e quase que o cronograma vai por água abaixo. Cheguei no estádio no exato minuto em que o árbitro trilhou pela primeira vez seu apito no gramado rubro-verde. Quando vi os times, pensei que estava vendo um Cruzeiro x Vasco da Gama.


Cruzeiro x Vasco ou Portuguesa x Ponte Preta? Foto: Fernando Martinez.

A estreia da camisa que lembra do glorioso passado lusitano (o fardamento lembra as três fitas-azul conquistadas pelo clube) não adiantou nada. Como não há nada tão ruim que não possa piorar, a Lusa fez talvez seu pior jogo em casa no certame. A equipe não deu NENHUM chute no gol defendido por Roberto e não conseguiu apresentar absolutamente nada de positivo.


Goleiro se esticando todo para fazer a defesa. Foto: Fernando Martinez.


Detalhe da peleja com o gramado ainda com marcação das jardas do futebol americano. Foto: Fernando Martinez.

A Ponte se contaminou com essa apatia lusitana e também nada fez no tempo inicial. No segundo o favoritismo entrou em campo e a equipe marcou três gols. O primeiro com Rafael Costa aos 8 minutos e o segundo e o terceiro através de Alexandro aos 38 e 45 minutos.


A Portuguesa não mostrou absolutamente nada de positivo contra a líder Ponte Preta. Foto: Fernando Martinez.


Festa no terceiro gol ponte-pretano. A torcida da Macaca fez bonito nas arquibancadas do Canindé. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Portuguesa 0-3 Ponte Preta. Com o triunfo, o onze campineiro mantém a liderança da Série B com 57 pontos ganhos em 30 jogos disputados. O time tem chances enormes de voltar para a Série A um ano depois da queda. Já a Portuguesa... Quanta diferença.

Os outros resultados da rodada deixaram a equipe paulistana ainda mais afundada na lanterna do certame. Agora o time está 14 pontos atrás da primeira equipe fora da zona de rebaixamento (Oeste, com 35 pontos) e somente com um milagre absoluto dos céus e dos deuses do futebol que a salvação chegará. Na boa? O time já caiu, faltando apenas a confirmação matemática da tragédia. E mais uma para o rol de notícias ruins: o "salvador" Vágner Benazzi pegou seu boné e se mandou no sábado cedo.

Por conta da correria da semana, da incerteza das caronas prometidas e do fortíssimo e cretino calor que assola o estado de São Paulo passei o final de semana na maior moleza, apenas descansando. O futebol volta durante a semana com, se tudo der certo, Brasileiro Feminino e mais Série B.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário