Procure no JP

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

ADECO empata e vai para a segunda fase do Brasileiro Feminino

Fala, pessoal!

Decidir em qual jogo iria no sábado a tarde foi uma tarefa muito complicada. Opções não faltavam: Osasco, Guarulhos, Barueri, São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes, Diadema... Mas no fim fiquei com a opção mais prática e fui ao Estádio Oswaldo Teixeira Duarte ver o jogo entre Portuguesa e Centro Olímpico pelo Campeonato Brasileiro Feminino.


A Portuguesa de D (feminino) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

Essa partida fechou as disputas do Grupo 1 da competição junto com o encontro entre Chapecoense e Botafogo/RJ em Santa Catarina. Com as quatro equipes empatadas com seis pontos, todas tinham chance de classificação, lembrando que somente as duas primeiras passariam de fase.


AD Centro Olímpico (feminino) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


As goleiras capitãs Taís Picarte e Andréia Suntaque junto com o quarteto de arbitragem paulista para a peleja: o árbitro Vinícius Furlan, as assistentes Renata Ruel de Brito e Marcela de Almeida Silva e a quarta árbitra Regildênia de Holanda Moura. Foto: Fernando Martinez.

Se os jogos terminassem empatados ao fim dos 180 minutos, as duas equipes paulistas seriam eliminadas por conta do saldo de gols. Para se classificar a Portuguesa precisava vencer seu jogo e torcer para o jogo em Chapecó ter vencedor. Para continuar com o sonho do bi aceso, o ADECO poderia até empatar, contando também, claro, com vitória para Bota ou Chapecoense.

A casa rubro-verde recebeu um público bem razoável para a partida, que contou com a presença de várias atletas da seleção brasileira que ficou com o título da Copa América Feminina realizada no Equador. Desfilaram no gramado do Canindé cinco campeãs: na Portuguesa a goleira titular Andréia Suntaque e no ADECO Thaís Picarte, Fabiana, Tamires e Cristiane, a artilheira da competição sul-americana com seis gols.


Ataque rubro-verde no começo da partida. Foto: Fernando Martinez.


Lance no meio-campo. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo com tantos destaques, o jogo ficou abaixo do esperado. No tempo inicial nenhuma das equipes conseguiu chegar perto do gol adversário e a emoção passou longe do Canindé. Ao fim dos primeiros 45 minutos o placar em branco estava eliminando as duas equipes.


Boa saída da arqueira do Centro Olímpico. Foto: Fernando Martinez.


Jogada pela linha de fundo no ataque local. Foto: Fernando Martinez.

No tempo final o jogo melhorou e o Centro Olímpico chegou bem perto de marcar. Foi legal ver o duelo particular entre as duas jogadoras da seleção Cristiane e Andréia Suntaque. A camisa 11 criou duas grandes chances, ambas defendidas pela veterana arqueira lusitana.


Cristiane tentando o gol em cabeçada. Foto: Fernando Martinez.


Fabiana iniciando ofensiva do time visitante. Foto: Fernando Martinez.


Mais um ataque aéreo do centro Olímpico com Cristiane. Foto: Fernando Martinez.

O ADECO jogava bem e era muito melhor, mas o gol teimava em não sair. A Portuguesa levou perigo nos contra-ataques, só que o empate em Chapecó persistia e as duas equipes estavam morrendo abraçadas. Por volta dos 25 minutos chegou ao Canindé a informação do gol botafoguense no sul, e com ele o time visitante estava classificado.



Fabiana e Cristiane desfilando e esbanjando categoria no gramado do Canindé. Fotos: Fernando Martinez.

A equipe local deu uma desanimada e os visitantes continuaram perdendo várias oportunidades. O segundo gol do time carioca em Chapecó acabou definindo de vez o Grupo 1. O Portuguesa 0-0 Centro Olímpico classificou as atuais campeãs nacionais para a segunda fase, e agora o time pega Ferroviária, Pinheirense/PA e Vitória/PE. Estaremos de olho nessa nova etapa da competição.

Embora a equipe tenha sido eliminada, deixamos os parabéns para a Portuguesa, pois sabemos das enormes dificuldades em fazer futebol feminino no Brasil. O time fez um bom papel no Paulista e no Brasileiro e torcemos para que o trabalho possa ter continuidade por lá.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário