Procure no JP

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

JP na Copa (parte 17): Pálido triunfo belga na Arena Corinthians

Opa!

Após inúmeras idas e vindas por quatro regiões do país durante as primeiras duas semanas da Copa do Mundo, encerrei os trabalhos na primeira fase do certame assistindo meu terceiro jogo na Arena Corinthians. Fechando o Grupo H, a esperançosa Coreia do Sul enfrentou a já classificada Bélgica.

A partida aconteceu no dia 26 de junho, uma quinta-feira, e voltei em definitivo para a capital paulista após a sensacional (e cansativa) rodada dupla BH/Salvador por volta das 10 da matina. O fato do jogo ser às 17 horas me deu a abençoada chance de dormir um pouco antes de seguir para a casa corintiana no Expresso da Copa na Estação da Luz.

Por ser uma peleja de "menor importância" para os torcedores mais chatos, muitos amigos, mas muito mesmo, conseguiram marcar presença na nova casa alvinegra. Impossível citar todos por aqui, mas vale destacar a presença dos outros 2/3 da bancada atual do FATV. O amigo Sérgio superou a rapaziada ao marcar presença na sua segunda Copa e o veterano Mílton estreou com estilo. Ele merecia.


Copa do Mundo ou apenas um dia comum no Bom Retiro? Registro da presença do veterano Mílton no Mundial. Foto: Fernando Martinez.

O entorno do estádio estava mais uma vez naquele clima indescritível e tomado por pessoas de varias nacionalidades, claro que com coreanos e belgas em maior número. Os asiáticos mais comedidos e os europeus com a etílica e contagiante vibração. Difícil encontrar uma torcida mais animada do que a dos Diabos Vermelhos.


Times perfilados. Foto: Fernando Martinez.

Bom, depois de ver a Bósnia no dia anterior, não tinha mais times novos programados para colocar na Lista nos três jogos restantes do Mundial - desisti de ir em Rússia x Argélia, e ver pela primeira vez os russos, mesmo com ingresso comprado por conta da facilidade de ver um jogo perto de casa - mas esse Coreia x Bélgica valeu demais por conta do lugar escolhido pela FIFA.


Visão geral da Arena Corinthians em Coreia do Sul x Bélgica. Foto: Fernando Martinez.


Van Buyten se preparando para cobrança de falta. Foto: Fernando Martinez.


Fellaini sob a marcação de Sungyueng Ki. Foto: Fernando Martinez.

Fiquei logo atrás do gol "da esquerda" na terceira fileira (!), quase dentro de campo. Se já achava que minha posição em Honduras x Equador tinha sido genial, essa foi tão legal que nem dá para traduzir em palavras. Poder ver um jogo de tamanha importância de tão perto foi um privilégio.


Ataque da Bélgica num momento "ginástica" de zagueiro sul-coreano. Foto: Fernando Martinez.


Jogador belga pede falta. Foto: Fernando Martinez.

O "ruim" - se é que existe algo ruim numa Copa - é que o jogo não foi aquela maravilha. A seleção da Bélgica, que veio ao país como exemplo de "futebol bonito", mais uma vez apresentou um futebol bem burocrático e sem inspiração. Os coreanos tiveram mais vontade, mas o baixo nível técnico do time impediu melhor sorte.


Adnan Januzaj armando jogada na lateral. Foto: Fernando Martinez.


Disputa aérea dentro da área europeia. Foto: Fernando Martinez.


Heungmin Son fazendo cruzamento com a marcação de Vertonghen, autor do gol da Bélgica. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo foi fraco e no segundo, com a expulsão de Seteven Defour, a Coreia do Sul passou a atacar mais. Precisando da vitória de qualquer jeito, o time sofreu com a parca criatividade. Jogando na boa, a Bélgica passou a mostrar perigo em contra-ataques. Num deles o capitão Jan Vertonghen aproveitou rebote defensivo e fez o solitário gol da partida aos 33 minutos.


A torcida da Bélgica foi a mais animada que vi nessa Copa do Mundo. Aqui, os embriagados torcedores comemoram o gol da sua seleção. Foto: Fernando Martinez.


Corte da zaga da Bélgica. Foto: Fernando Martinez.


Keunho Lee e Vanden Borre sendo driblados pela bola. Foto: Fernando Martinez.

No fim, o jogo ficou em Coreia do Sul 0-1 Bélgica. Os coreanos foram eliminados com apenas um ponto conquistado enquanto os belgas terminaram a fase inicial com 100% de aproveitamento junto com Holanda, Colômbia e Argentina. Na segunda fase, os Diabos Vermelhos eliminaram os EUA. O segundo classificado do Grupo H foi a Argélia, que lutou demais mas acabou eliminada nas oitavas pela futura campeã Alemanha.


Ataque perigoso do camisa 11 sul-coreano com a firme marcação de Van Buyten. Foto: Fernando Martinez.


Seleção da Coreia do Sul, que se despediu do Mundial com a derrota, saudando seus torcedores. Foto: Fernando Martinez.

Sempre que a primeira fase da Copa do Mundo acaba já ficamos com aquela sensação ruim de "tudo está acabando", por isso o pós-jogo foi um dos mais demorados. Deixamos as dependências da Arena Corinthians cerca de duas horas após o apito final para uma boquinha mais do que merecida no Shopping Itaquera.

O cenário ali era genial com muitos dos torcedores que estavam no jogo zanzando pelos corredores, num cenário que nunca mais veremos acontecer novamente. Com aquele sentimento de dever cumprido, voltei para casa para começar minhas férias de verdade, agora acompanhando grande parte do que restava da Copa pela televisão.

Voltei ao batente cinco dias depois com outra partida em Itaquera, agora com prorrogação e sofrimento portenho.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário