Procure no JP

domingo, 31 de agosto de 2014

JP na Copa (parte 12): Jogo fraco com triunfo holandês em São Paulo

Fala, pessoal!

Depois de uma noite bem mal dormida, saí de Porto Alegre na manhã do dia 23 de junho no melhor esquema "o show deve continuar" ao término da terceira parte das viagens do Mundial. Mesmo querendo a minha cama mais do que qualquer outra coisa, o dever cívico de seguir com meu cronograma da Copa do Mundo falou (obviamente) mais alto. Na pauta, a decisão do primeiro lugar do Grupo B entre Holanda e Chile na Arena Corinthians.

O voo saiu do Salgado Filho às seis da manhã. Para deixar tudo mais emocionante (e mais demorado) ainda fizemos uma escala em Florianópolis antes de finalmente vir para São Paulo. Chegamos na cidade por volta das nove e meia da matina e na correria fizemos o combo ônibus-trem-trem (com uma breve escala no QG do Bom Retiro) até a novíssima casa corintiana.

Sou obrigado a confessar aos amigos do JP que meu astral estava meio desregulado para essa partida. O calor era forte demais, meu lugar era muito ruim e holandeses e chilenos não corresponderam em campo. Me manter alerta durante a maior parte do tempo foi uma tarefa hercúlea.


Times perfilados para os hinos nacionais. Foto: Fernando Martinez.

As duas seleções chegaram a essa rodada com grande destaque pelo que fizeram nas jornadas iniciais. A Holanda destroçou a Espanha em Salvador e venceu de virada a Austrália num belíssimo jogo em Porto Alegre. O Chile estreou jogando bem contra os Socceroos e eliminou a Fúria no Maracanã. Foram quatro jogos e quatro vitórias no único grupo decidido por antecipação.

Essa foi apenas a segunda vez que as duas seleções se encontraram em todos os tempos. O único jogo até então havia acontecido no longínquo 8 de junho de 1928 (!) valendo pela final do Torneio de Consolação dos Jogos Olímpicos de Amsterdam. Naquele dia, a peleja terminou em 2x2.

Uma nova igualdade faria a eterna Laranja Mecânica terminar a primeira fase como primeiro lugar do Grupo B, fugindo de um eventual confronto contra o Brasil nas oitavas. Vale registrar também que finalmente consegui incluir o Chile na minha Lista, que agora com oito seleções da Conmebol (faltam apenas Paraguai e Uruguai).

Junto com a Van, claro, o Luiz e o indefectível seu Natal subi para o meu lugar minutos antes das 13 horas. Estávamos tão alto que deu até vertigem ficar por ali. Não dava nem para se contentar com o telão, pois o suporte da parte coberta da Arena ficava bem na frente dele. Uma maravilha.


Visão geral da Arena Corinthians para Holanda x Chile. Foto: Fernando Martinez.

Enfim, há pouco o que se dizer da peleja pois a esperada decisão do primeiro lugar da chave foi bem modorrenta. No primeiro tempo a coisa foi tão ruim que consegui a proeza de dar uma rápida dormida durante dez minutos. No segundo o panorama não mudou muito e o cheirinho de "ocho" era fortíssimo. Menos mal que Fer acertou uma bela cabeçada aos 32 minutos e fez o primeiro do time laranja.


Confusão na área chilena no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Mais um ataque holandês. Foto: Fernando Martinez.

O Chile se mandou pro ataque em busca do empate mas deixou a zaga desguarnecida. Numa jogadaça de Robben, o melhor do jogo, Depay completou e fechou a fatura a favor do time europeu.


Falta para o time europeu. Foto: Fernando Martinez.


Zaga chilena cortando cruzamento na área. Foto: Fernando Martinez.


Mesmo sendo decisão do primeiro lugar, o jogo foi abaixo da média. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Holanda 2-0 Chile. O triunfo deixou os laranjas em primeiro lugar do Grupo B com nove pontos em nove disputados. Na segunda fase a equipe sofreu mas conseguiu eliminar o México. O onze sul-americano fez jogo igual contra o Brasil e só saiu da Copa do Mundo nos pênaltis.


Ataque chileno. Foto: Fernando Martinez.


Atletas holandeses agradecendo a torcida presente na Arena. Foto: Fernando Martinez.

Como sempre ficamos um bom tempo na Arena depois do apito final conversando com os simpaticíssimos holandeses. Pessoal gente boa demais (e bebaço demais também) e com as mulheres mais bonitas que vi durante toda a competição. Só saímos de lá por volta das 16 horas por conta da proximidade do jogo entre Brasil e Camarões.


Seu Natal fazendo pose com uma bela torcedora holandesa. Foto: Fernando Martinez.

Na volta para casa nem me preocupei em ver a peleja da seleção e descansei bastante. Afinal, a quarta parte das minhas viagens começaria na madrugada de segunda para terça-feira no sprint final e mais alucinado que fiz na Copa 2014.

Até lá!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. Fernando parabéns pelos jogos da copa do mundo. gostaria de saber se domingo vocês estiveram em ulrico mursa fazendo o jogo da minha briosa com o grêmio prudente. se da para vocês fazerem um jogo do guariba e um jogo do paulinia quando eles forem jogar em santos no 2 turno um jogo vai ser domingo e o outro no meio de semana 4 feira. e se da para vocês fazerem um jogo do maniqueira de guaratingueta e um do Atibaia. antes de terminar esta 3 fase. fico no aguardo de uma resposta. 2 de sete3mbro de 2014 3 feira.

    ResponderExcluir